quem foi Andy Wahrol

Andy Warhol: vida, obra e ideias do artista

Posted on Posted in Psicanálise e Cultura

Andy Warhol, pintor e cineasta norte-americano (1928-1987), foi um dos artistas mais famosos e controversos dos Estados Unidos. Foi um artista inovador, trazendo, durante anos, um novo olhar para a arte.

Com sua aparência misteriosa, despertou novos conceitos para sociedade em geral, chamando atenção por seu dom imensurável para a artes plásticas. Neste sentido, as obras inesquecíveis, até mesmo aos leigos, são a das latas de sopa Campbell e quadros de Marlyn Monroe.

Sobretudo, Andy foi um artista polêmico, que trouxe muito mais do que obras contemporâneas para época. O artista com glamour e muita fama, também influenciou aspectos sociais e morais.

Quem foi Andy Warhol?

Acima de tudo, o norte-americano, Andy Warhol tornou-se um ícone da cultura Pop Art. Neste ínterim, trouxe um movimento artístico que tornou a arte acessível à toda população, não mais para um seleto grupo de especialistas em artes.

Com suas técnicas ousadas e inovadoras, ficou conhecido por explorar a arte em suas mais variadas formas. Ou seja, por meio da pintura, ilustração e cinema. À princípio, ganhou fama por aplicar técnicas revolucionárias na pintura de retratos, através da serigrafia.

Primordialmente, utilizada suas habilidades em pintura através de retratos de famosos, como, por exemplo, os memoráveis quadros de Marilyn Monroe e Mickey Mouse.

Biografia de Andy Warhol

Em síntese, Andy Warhol nasceu nos Estados Unidos, em uma pequena cidade no Estado da Pensilvânia, chamada Pittsburgh, no dia 6 de agosto de 1928. Era filho de imigrantes que vieram para os EUA em meio a Primeira Guerra Mundial.

Durante sua infância, Andy tinha diversos problemas de saúde, sobretudo neurológicos, os quais faziam com que ficasse períodos longos em casa. Assim, pôde ter um despertar para seus dons artísticos, personalidades, além de suas preferências.

O seu ingresso em artes se deu aos 17 anos, quando em um curso de design em sua cidade natal. Porém, seu talento precisava prosperar, então se mudou para Nova York e seu sucesso explodiu. Atualmente, é considerado um dos artistas mais importantes de todos os tempos.

Arte de Andy Warhol

Antes de mais nada, Warhol produziu inúmeras artes icônicas, além das que já citamos aqui. Sua trajetória artística de sucesso perdurou durante décadas. Sua arte ia além de quadros, ele retratava a realidade sob uma visão contemporânea.

Ainda mais, através de sua arte, expressava também todos seus sentimentos, percepções sobre a vida, além de temas envolvendo a sexualidade. Assim, trouxe à arte para realidade do cotidiano, fazendo com que as pessoas refletissem acerca da arte sobre outra ótica.

Ao passo que seu talento se expandia, seu dom artístico foi além da pintura, ou seja, também produziu

  • filmes;
  • peças publicitárias;
  • fotografar;
  • autor de livros.

Além disso, chegou a ser modelo em capa de revista. Sobremaneira posando em fotos entre o limite do masculino e feminino, materializando às telas sua personalidade andrógina.

Quadros de Andy Warhol mais famosos

Primordialmente pela excentricidade, os quadros de Andy Warhol são, atualmente, avaliados em centenas de milhões de dólares. Como, por exemplo, sua tela “Silver Car Crash (Double Disaster)”, de 1963, foi comprar por US$ 105 milhões.

Neste ínterim, destacamos aqui alguns dos quadros mais famosos do consagrado artista:

Campbell’s soup cans

Em primeiro lugar, fica em evidência as conhecidas artes das latas de sopas. Em 1962, o conjunto de imagens representava as 32 variedades de sopas da marca. Assim, o trabalho passou a ser considerado uma obra de arte, fazendo parte do acervo do MOMA (Museum of Modern Art), Em New York.

Marilyn Monroe

Logo após a morte da estrela dos cinemas, em 1962, em sua homenagem, Warhol pintou seu retrato em serigrafia.

    NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ



    Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Psicanálise.

    Assim, com cores vibrantes, criou diversos quadros, todos inspirados na fotografia original da diva, da campanha publicitária do filme “Niagra”, de 1953.

    Mao Tsé-Tung

    Ao passo que Andy demonstrou interesse pela figura do ex-presidente chinês, em 1972, começou a fazer esboços de sua caricatura. Assim, em um ano, pintou a obra, com cores vívidas. Inclusive, alguns quadros mostram a autoridade chinesa usando maquiagem.

    Leia Também:  Dia do Abraço: Acolhimento através do toque

    Mickey Mouse

    Em uma série chamada de “Mytgs”, em 1981, utilizou de serigrafia para pintar personagens populares da cultura. Dentre as mais emblemáticas e famosas, foi a do Mickey Mouse.

    Coca-Cola

    Essa ideia de mostrar a realidade social, Warhol utilizou a marca como um símbolo do consumismo na sociedade. Assim, em uma série de quadros, o que ganhou destaque e imenso valor foi a intitulada “Colca Cola 3”, arrematada em leilão por US$ 52,7 milhões.

    Self-Portrait

    Como precursor da arte expressada de fotos, Andy, ao longo da sua carreira, produziu diversos autorretratos. Sobremaneira, o que ficou em evidência foi chamado Self-Portrait, de 1986, um ano antes de sua morte.

    Assim, com uma série de autorretratos, o artista expõe seu rosto durante cinco verões. Ou seja, mostra suas linhas de expressão advindas do envelhecimento.

    Por fim, vale destacar também os diversos filmes produzidos por Andy Warhol como cineastra:

    Além de trabalhar como artista plástico, também atuou como cineasta. Entre os seus principais filmes produzidos estão:

    • Milk (1966);
    • I’ a Man (1967);
    • Lonesome Cowboys (1968);
    • Blue Movie (1969);
    • Trash (1969);
    • Blood of Dracula (1974);
    • Big eletric chair.

    Finalmente, impactando ainda mais a sociedade, criou sua série de imagens, advindas da figura de uma cadeira elétrica vazia.

    Ou seja, figura de uma foto tirada na sala onde ocorreram as últimas duas execuções por cadeira elétrica, no Estado de Nova Iorque. Em resultado, trouxe a debate o polêmico tema da pena de morte nos Estados Unidos.

    Ideias de Andy Warhol

    Durante a sua carreira profissional, sempre expressou suas ideias das mais variadas formas. Inclusive, buscava, muitas vezes, expressar seus sentimentos em suas pinturas.

    Em meio a cores fortes e marcantes, as obras do Andy trouxeram ideias inovadores para a arte, principalmente através da criação da técnica de serigrafia.

    Além disso, através de imagens do cotidiano, impulsionou o movimento “Pop Art”. Ou seja, temas sociais com relação a consumo, publicidade e estilos de vida a sociedade americana.

    Contudo, Andy Warhol era um artista além da sua época, que morreu jovem, aos 58 anos e, possivelmente, poderia contribuir muito mais para a arte do mundo.

    Definitivamente ele foi o artista mais renomado dos Estados Unidos, muito embora considerado também como um artista controverso.

    Portanto, não nos restam dúvidas que Andy Warhol, é um dos artistas mais criativos e geniais da história da arte.

    Quer saber mais sobre a vida deste artista e como influenciou em nossa cultura, deixe seu comentário abaixo.

    Além disso, curta e compartilhe em suas redes sociais. Isso nos incentiva a continuar sempre produzindo conteúdos de qualidade para nossos leitores.

    One thought on “Andy Warhol: vida, obra e ideias do artista

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.