definição de sociedade

Conceito de Sociedade e Socialização

Posted on Posted in Conceitos e Significados

O conceito de sociedade não está ligado unicamente por várias pessoas vivendo em grupo. Mas sim, por regras de conduta entre pessoas que convivem em um mesmo território, onde valores e princípios regem a sua organização. Veja o exemplo das leis, as quais todas as pessoas devem cumprir, caso contrário, são penalizadas.

Além disso, viver em sociedade é uma condição inata aos seres, onde nós nos destacamos como humanidade. Vê-se nossa capacidade de evolução e adaptação ao ambiente que vivemos, diante de suas tradições e regras, tornando possível a socialização entre as pessoas.

O que é sociedade? | Definição de sociedade

Indivíduos com valores culturais que esteja sobre o mesmo território e cultura. Neste ínterim, dá-se um sistema organizado, estruturando com regras de conduta as relações sociais. Chegando, assim, ao conceito de sociedade, conforme ditames morais e éticos do conjunto de pessoas.

A palavra sociedade vem do latim societas, significando associação amistosa com outros. Porém, o significado e conceito de sociedade vai além. Vivemos em sociedade deste os primórdios da humanidade. Pois, por uma necessidade biológica, para sua sobrevivência, o ser humano tem predisposição a viver em grupos.

Por conseguinte, faz-se necessário estruturar essas relações, tendo em vista que, embora semelhantes, as pessoas são peculiarmente diferentes em emoções e comportamentos. Sendo assim, para evitar conflitos, necessária definição de leis, estabelecendo regras de conduta, para que, desse modo, o conceito de sociedade se faça valer.

Como surgiu o conceito de sociedade?

Quando você passou a entender o que é viver em sociedade? Possivelmente em seu meio familiar, diante da cultura e educação repassadas por seus pais. Entretanto, a depender da parte do mundo que estiver, o conceito de viver em sociedade pode alterar-se, conforme sua organização social.

Então, o conceito de sociedade advém de diversos fatores, como, por exemplo:

  • território;
  • cultura;
  • política;
  • história;
  • educação;
  • língua;
  • religião;
  • leis;
  • governos.

Neste ínterim, a sociologia traz teorias para entendermos essa relação, sendo Max Weber (1864-1920) um dos seus fundadores. Este destaca a importância dos indivíduos para estabelecer as construções sociais, para que, assim, se desenvolva conceitos éticos e morais, a partir de cada pessoa.

Vale destacar também a teoria de Émile Durkheim, que determina que o conceito de sociedade advém de uma coerção social. O que quer dizer que os indivíduos vivem conforme os ditames da sociedade em que vive, pois, caso contrário, seriam punidos por não se comportarem como a sociedade determina.

Tipos de sociedades

Durante a história da humanidade desenvolveram-se um conceito de sociedade para cada espaço territorial, resultando, assim, em seus mais diversos tipos. Por isso não se existe um único conceito que determine as relações, tudo vai depender de que parte do mundo estamos falando.

Falando de história, o conceito de sociedade, durante à época pré-capitalista, a sociologia indicada a existência de duas sociedades: feudal e burguesa. Por oportuno, conheça um pouco da história de cada um desse conceito, que se diferenciavam, principalmente, por fatos como:

  • meios de produção;
  • relações interpessoais;
  • características individuais;
  • estruturação de sua sociedade;
  • atividade econômica.

Sociedade Feudal

Em síntese, a atividade agrícola era predominante, como principal maneira do desenvolvimento econômico. Havia uma divisão de grupos, onde cada um tinha uma atividade específica, sem a liberdade de escolha que temos hoje.

Assim, existia uma divisão de terras, chamadas de feudos, as quais eram dadas pelo rei aos seus servos, para que pudessem trabalhar na produção agrícola. Para que, desse modo, pudessem fazer girar a economia local, que era, em sua maioria, gerada pela agricultura.

Sociedade Burguesa

A burguesia surge a partir de alguns movimentos, como Iluminismo, Revoluções Industrial e Francesa, quando, a indústria gera um grupo social e político entre os burgueses. Além disso, a igreja diminui o seu poder perante as questões relacionadas as regras estatais.

Diante da evolução de ciências e tecnologias, ocorrem enormes mudanças culturas e políticas, trazendo regras de conduta racionalizadas. Ou seja, estabeleceram-se direitos e deveres a cada indivíduos, eliminando, gradativamente, o feudalismo, que estava impregnado ao conceito de sociedade.

Conceito de socialização

Logo após a estruturação das regras de conduta, que definiu o conceito de sociedade, se estabeleceu critérios para que as pessoas determinem a socialização. Em outras palavras, criou uma identidade cultural, a partir de crenças e costumes locais.

Leia Também:  Sonambulismo: o que é, causas, sintomas, tratamentos

Em suma, a identidade cultural varia conforme costumes familiares e locais, por meio de simbologias, conceitos morais e éticos. Ainda mais, por questões profissionais e políticas, de como se entende viver em sociedade. Como, por exemplo, existem países em que a poligamia é permitida, como nos Emirados Árabes.

    NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ



    Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Psicanálise.

    Portanto, o conceito de socialização se caracteriza pelo processo que as pessoas, tanto biológica quanto moral, conforme a cultura do seu território. Assim, ao redor do mundo, algo que pode parecer estranho para uma cultura, é totalmente aceito por outras. Porém, para o autor, isso não pode ser visto, em sua maioria, por um aspecto negativo, pois é o que torna possível viver em sociedade.

    Socialização e a identidade cultural

    A socialização envolve, sobremaneira, o desenvolvimento da identidade cultural de uma sociedade e seus indivíduos, para sua civilização. Assim, por meio de questões culturais e crenças, se determina quais serão os comportamentos humanos aceitos para se estabelecer a socialização.

    Então, todo esse processo para determinar o que é sociedade de fato, começa na infância, sobre a influência dos pais sobre os filhos. Ou seja, o primeiro contato para que a criança entenda o que é sociedade, se estabelece os conceitos de certo e errado, de como se estabelecer um convívio entre pessoas.

    Porém, saiba que esse processo de identidade cultural não é algo “gravado na madeira”, pois todos as pessoas têm liberdade de escolha para desenvolver sua personalidade. Desde que não fira os conceitos básicos para socialização, como, por não cometer crimes.

    Portanto, o que mostra a história, é que o conceito de sociedade passou por diversas alterações, até se chegar aos dias atuais. Mas o que não se pode negar é que as regras de condutas estabelecidas por cada sociedade, independentemente do Estado, é o que dá o equilíbrio para socialização pacífica entre as pessoas. Até mesmo porque, inevitável que os comportamentos diferem, podendo ser positivos ou negativos.

    Então o que achou deste artigo? Deixe seu comentário na caixinha abaixo, tire suas dúvidas e traga seu conhecimento sobre de sociedade. Além disso, curta e compartilhe em suas redes sociais. Assim, nos estimulará a sempre trazer os melhores conteúdos, que possam enriquecer o seu conhecimento acerca do comportamento humano.

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.