diferença entre psiquiatra e neurologista

Diferença entre Neurologista e Psiquiatra

Posted on Posted in Profissões e Psicanálise

Diferença entre neurologista e psiquiatra pode parecer complicado, mas uma maneira simples é por meio de uma parábola. Compare o seu cérebro a um computador, que possui hardware e software.

Sendo o primeiro as partes físicas, os periféricos do computador. Ao passo que o software se relaciona a parte lógica, àquela responsável pelo funcionamento prático do sistema.

Nesse sentido, que se encontra a diferença entre neurologista e psiquiatra, pois, podemos dizer que enquanto um trata a estrutura cerebral, o outro trata comportamentos e emoções humanas.

Diferença entre neuro e psiquiatria: saiba quando deve procurar cada especialidade médica

A diferença entre neurologia e psiquiatria causa dúvidas, pois ambas as especialidades médicas cuidam de um mesmo órgão do corpo: o cérebro. Mas a diferença se encontra em doenças de ordem cerebral e mental. Neste ponto em que vemos a diferença entre neurologista e psiquiatra.

Em suma, o neurologista trata as doenças que são manifestas, fisicamente, as que o corpo demonstra na forma física. Onde a pessoa consegue, sobremaneira de forma fácil, enxergar que algo não está funcionamento bem com sua estrutura corporal, ao aspecto cerebral.

Já o psiquiatra trata das doenças da mente, as quais afetam sentimentos e comportamento humano. Você sabe quando deve procurar um psiquiatra quanto suas emoções estão diferentes e estão refletindo negativamente em sua vida.

Principais doenças tratadas pelo neurologista e quais sintomas

Se você tem algum problema em sua estrutura cerebral, a grosso modo, veja como um curto-circuito em seu cérebro. Quando acontecer, o seu corpo responderá imediatamente, como, por exemplo, por meio de uma crise compulsiva.

Principais sintomas

Dentre as principais os principais sintomas em se deve procurar tratamento com um neurologista são:

  • tremores;
  • perda de fala ou visão;
  • desequilíbrio corporal;
  • paralisia;
  • dificuldade de comunicação;
  • dores crônicas, como enxaqueca

Principais doenças

Dessa forma, esta é a diferente entre neurologista e psiquiatra é que este primeiro trata doenças que atingem as funções cerebrais, como: acidente vascular cerebral (AVC), mal de parkinson, alzheimer, cefaleias, esclerose múltipla, demências, meningites, dentre outras.

Tratamentos

Logo após o diagnóstico, os tratamentos serão por meio de medicamentos e/ou encaminhamento para outras especialidades, como fisioterapia, terapia ocupacional, cardiologista, psiquiatra.

Caso seja identificada a necessidade de intervenção cirúrgica, o paciente será encaminhado para consulta com médico neurocirurgião.

Principais doenças tratadas pelo psiquiatra e quais sintomas

Por outro lado, a psiquiatria tem enfoque nas doenças da mente, atuando na prevenção e tratamento de transtornos mentais. Bem explicado pela expressão “tratamento médico para a alma”, criada em 1808 pelo médico alemão Johann Christian Reil.

Retornando à nossa ilustração com a relação entre o funcionamento do cérebro com um computador, na psiquiatria, se busca tratar o software que está disfuncional. Ou seja, com comportamentos e emoções inadequados.

Isso acontece, pois nosso cérebro produz substâncias chamadas neurotransmissores, que você pode entender como se fosse os mensageiros de nosso cérebro. Nesse sentido, se estas substâncias não estão sendo produzidas de maneira equilibrada, em maior ou menor quantidade, as doenças mentais surgirão, sob as quais o tratamento é feito pela medicina psiquiátrica.

Principais sintomas

Como dito anteriormente, os sintomas das doenças psiquiátricas advêm de problemas de ordem emocional e comportamental. Onde a pessoa passa a agir de maneira prejudicial à sua vida, afetando, até mesmo, as pessoas de sua convivência social.

Portanto, o mais importante agora, para entender a diferença entre neurologista e psiquiatra, é analisar se o problema está em seu comportamento, como estar mais irritável, isolado, ansioso, depressivo. Ou seja, se analise e veja se suas atitudes comportamentais estão diferentes do comum.

Desse modo, os principais sintomas para você buscar tratamento psiquiátrico, são:

    NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ



    Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Psicanálise.

    • comportamentos autodestrutivos;
    • insônia;
    • alterações de apetite;
    • ansiedade;
    • tristeza profunda;
    • dependência de drogas;
    • tentativas de suicídio;
    • alterações de humor.

    Principais doenças

    Diferentemente das doenças neurológicas, que, a grosso modo, tratam “falhas” na estrutura do cérebro, as doenças psiquiátricas são relacionadas às disfuncionalidades da mente.

    Nesse sentido, dentre as principais doenças mentais, estão: depressão, transtorno de ansiedade, bipolaridade, bulimia, transtorno obsessivo-compulsivo, bulimia, anorexia, síndrome do pânico, estresse pós-traumático, déficit de atenção e hiperatividade, dentre outros.

    Leia Também:  Psicologia Infantil: o que é, como funciona

    Tratamentos

    No geral, os tratamentos das doenças mentais envolve medicamentos de controle especial, que funcionam para equilibrar as substâncias químicas produzidas pelos neurotransmissores.

    Além disso, para auxiliar na cura e tratamento das doenças da mente, são recomendados tratamentos psicoterápicos. Sessões de terapia ajudam o paciente a encontrar novas visões sobre os problemas da vida e como enfrentá-los.

    Contudo, aliando tratamentos farmacológicos e terapêuticos, o paciente conseguirá ter equilíbrio entre comportamentos e emoções. No geral, os pacientes psiquiátricos são acompanhados por terapia, utilizados, em conjunto, para entender o funcionamento da mente humana.

    Conceitos técnicos da diferença entre neuro e psiquiatra

    Em suma, a diferença entre neurologista e psiquiatra está que, este último, trata doenças que acometem o cérebro, sistema nervoso central, nervos periféricos e medula espinhal. Que, em caso de problemas, resultam em prejuízos a coordenações motoras, crises convulsivas, dentre outros, como citamos acima.

    Desse modo, o neurologista não atua unicamente no cérebro propriamente dito, mas também na medula espinhal e nervos. Ou seja, trata os problemas relacionados à integridade desses órgãos corporais.

    Por outro lado, a psiquiatria trata desordens mentais, sendo uma área da medicina especializada em emoção, que se denomina como sistema límbico. O psiquiatra pouco se atém aos sintomas físicos do paciente, pois, se estes forem predominantes, não serão tratados por sua especialidade.

    Em outras palavras, o psiquiatra dá seu diagnóstico conforme os, digamos, sintomas apresentados pela mente do seu paciente.

    Portanto, ambas especialidades médicas tratam o sistema nervoso central, porém sob aspectos diferentes. Fato este que, muitas vezes, confundem os pacientes que precisam de tratamento.

    Simplificando, o neurologista trata alterações do cérebro, estruturais ou anatômicas. Ao passo que o psiquiatra tem enfoque em problemas mentais de ordem psicológica.

    Assim, com este artigo, esperamos que todas as suas dúvidas sobre a diferença entre neurologista e psiquiatra tenham sido sanadas. Desse modo, se você está passando por quaisquer dos problemas aqui citados, não deixe de procurar ajuda médica, neurológicas ou psiquiátricas, pois sua vida pode estar em risco. Não sinta vergonha, procure ajuda!

    Por fim, se você quer conhecer, profundamente, como é o funcionamento da mente humana, consciente e inconsciente, sob a visão psicanalítica, conheça nosso Curso de Formação em Psicanálise Clínica.

    E, se gostou deste artigo, curta e compartilhe em suas redes sociais, assim, nos incentiva a continuar sempre produzindo conteúdos de qualidade para que você saiba mais sobre os segredos da mente.

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.