O que significa Empatia?

Posted on Posted in Comportamento

Empatia na psicologia é a capacidade de uma pessoa compreender sentimentos e emoções, tentando vivenciar o que outra pessoa sente. A palavra possui origem grega “empátheia” que significa “emocional”.

A empatia faz com que as pessoas sejam bondosas com o próximo. Portanto, ela está intimamente relacionada à generosidade, ao amor, à preocupação com os outros e à vontade de ajudar.

Quando uma pessoa consegue sentir a tristeza ou dificuldade dos outros, colocando-se no lugar deles, isso desperta o desejo de ajudar e de agir de acordo com princípios morais.

Características de pessoa empática

A pessoa empática é caracterizada por suas afinidades e identificações com outra pessoa. Assim, ela consegue ouvir os outros, bem como compreender seus problemas e emoções.

Nesse sentido, quando alguém diz “houve uma empatia imediata entre nós”, quer dizer que houve uma grande ligação, uma identificação imediata.

Vale dizer que empatia é o oposto de antipatia, pois o contato com o outro gera prazer, alegria e satisfação. Ela é uma atitude positiva que permite estabelecer relações saudáveis, gerando uma melhor convivência entre os indivíduos.

Conceito da empatia para a psicologia

De acordo com a psicologia, empatia é a capacidade psicológica ou cognitiva de sentir ou perceber o que outra pessoa sentiria se estivesse na mesma situação que ela.

Um estudo descobriu que clientes de psicoterapia viam a empatia como parte integrante da sua relação pessoal e profissional com um psicoterapeuta. Em vista disso, eles acreditavam que a essa característica facilitava as suas sessões.

Alguns dos benefícios específicos da empatia listados pelos clientes consistem em maiores níveis de confiança entre o cliente e o terapeuta, maior autocompreensão do cliente e níveis mais elevados de felicidade e segurança.

Embora esse estudo tenha usado medidas de autorrelato para suas descobertas, a opinião do cliente sobre a psicoterapia é reveladora. Portanto, essas descobertas são importantes para a área.

Empatia como valor

A empatia pode ser vista como um valor positivo que permite ao indivíduo interagir com outras pessoas com facilidade e prazer. Assim, ela é importante para o relacionamento com os outros por manter o seu equilíbrio.

Além disso, a empatia permite que uma pessoa compreenda, ajude e motive outra que passa por um momento difícil. Em vista disso, é possível conseguir uma maior colaboração e compreensão entre os indivíduos que compõem uma sociedade.

Empatia e assertividade

Em primeiro lugar, assertividade é a habilidade de se expressar na hora certa e de forma adequada. Dessa forma, maneja-se ideias e sentimentos em relação a uma situação de maneira efetiva.

Portanto, empatia e assertividade são habilidades de comunicação que permitem melhor adaptação social, ainda que ambas tenham as suas diferenças.

Por exemplo, um indivíduo assertivo defende as suas próprias convicções, enquanto o indivíduo empático entende as convicções das outras pessoas. Em vista disso, nesse caso, todas as ideias que surgem em uma discussão acabam sendo respeitadas e toleradas.

Empatia e simpatia

A simpatia, por sua vez, é um sentimento de afinidade que atrai e identifica as pessoas. Assim, ela leva um indivíduo a sentir harmonia com outra pessoa e suscita alianças.

Já a empatia, como já foi referido, é o entendimento que uma pessoa procura ter dos sentimentos de outra em determinada situação. Vale dizer que uma pessoa pode sentir simpatia e empatia por outra pessoa ao mesmo tempo.

    NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ



    Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Psicanálise.

    Talvez, em algumas ocasiões, você tenha se sentido ignorado devido à falta de feedback, apoio ou compreensão de outras pessoas. Em outros contextos, você pode ter percebido que não foi capaz de atender de forma adequada e empática ao estado emocional da outra pessoa. Assim sendo, é normal se perguntar “o que eu preciso ou devo fazer para ser mais empático?”.

    Os componentes da empatia

    Saber ouvir

    Preste atenção ao que a outra pessoa explica ou argumenta. Além disso, preste atenção às manifestações não verbais. Esses são o caso de gestos que correspondem ao estado de espírito de uma pessoa e que não interrompem o discurso verbal.

    Leia Também:  Incentivar o gosto da leitura nos filhos: hábitos e ideias

    Além disso, reflita sobre o que a outra pessoa está lhe comunicando. Busque expressar sinais de acompanhamento ativo como o feedback. Também olhe para o rosto do seu interlocutor, acene com a cabeça ou faça expressões faciais que sejam congruentes com o que a outra pessoa está lhe explicando.

    Ademais, é necessário mostrar interesse perguntando detalhes sobre o conteúdo da conversa.

    Mostre compreensão

    Você pode mostrar compreensão do que a outra pessoa te explica por meio de frases como “eu entendo que você agiu assim”, “eu entendo como você se sente” ou “a verdade é que você deve ter se divertido muito”.

    Tenha sempre em mente que as emoções da pessoa com quem você fala não devem ser invalidadas, rejeitadas ou julgadas. Essa é uma premissa fundamental para se demonstrar sensibilidade empática.

    Dê ajuda emocional, se necessário

    É importante perguntar sempre ao seu interlocutor se ele precisa de algum tipo de ajuda. No entanto, em muitas ocasiões, simplesmente escolha ouvir ativamente o outro. Assim, você permitirá que ele “areje” e administre seu estado emocional.

    Quando a pessoa que ouve com empatia já viveu uma situação emocional semelhante à que está sendo expressa, o processo de comunicação é mais fluido. Afinal de contas, há uma maior harmonia emocional.

    Por que praticar a empatia

    A empatia, como habilidade de inteligência emocional, é importante porque te permite vivenciar diversos benefícios.

    • Dá a você condições de desfrutar das relações sociais, te aproximando mais de grupos de amigos, colegas ou familiares.
    • Te ajuda a se sentir melhor pessoalmente.
    • Facilita a resolução de conflitos.
    • Te predispõe a ajudar os outros
    • Aumenta o carisma e a atratividade.
    • Te ajuda a ser mais respeitoso.
    • Possibilita o desenvolvimento de habilidades de liderança, negociação e colaboração.
    • Permite que você seja mais considerado pelos demais.

    Como cultivar empatia?

    Praticar a empatia nos ajuda a expandir nossas perspectivas e, assim, enriquecer nosso mundo com novas ideias, pontos de vista e oportunidades.

    Essa é uma habilidade social fundamental que, como já vimos, te permite ouvir melhor o outro, compreendê-lo e fazer melhores questionamentos. Esses são três aspectos fundamentais para uma boa comunicação. Além disso, a empatia é uma das bases para a construção de relacionamentos sólidos e enriquecedores.

    Exercício prático e simples para incluir a empatia na sua rotina

    • Pergunte e mostre interesse.
    • Inicie qualquer reunião ou conversa com perguntas abertas e personalizadas:
      • Como vai você?
      • Em que pé anda o projeto que você começou a fazer?
      • Como foram suas férias?
    • Mostre proximidade e interesse pela outra pessoa, deixando espaço para ela se abrir.

    Considerações finais

    Como pudemos ver nesse artigo a empatia é uma característica humana importante que pode nos beneficiar muito. Demonstrar essa habilidade é algo que as pessoas podem fazer conscientemente. Isso porque existem maneiras de aumentar seus próprios níveis de empatia.

    Todos podemos praticar a empatia ao interagir com nossos amigos, entes queridos e até estranhos. Em vista disso, levar em consideração as emoções de outra pessoa ao interagir com ela pode ajudar muito a estabelecer conexões positivas.

    Esperamos que você tenha gostado de ler este artigo sobre empatia na psicologia. Além disso, nós te convidamos a fazer o nosso curso online de Psicanálise, onde trazemos conteúdos fantásticos sobre assuntos concernentes a esse mundo.

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.