o que é euforia

Euforia: o que é, características do estado eufórico

Posted on Posted in Transtornos e Doenças

Estar empolgado e eufórico em determinados momentos da vida, esporadicamente, é absolutamente normal. Porém, quando esses sentimentos causam agitação anormal, causando confusão nos pensamentos, estamos diante um estado de intensa euforia.

Embora o estado eufórico, em geral, cause uma boa sensação de satisfação e prazer, podemos estar diante de uma patologia da mente. Então, embora seja um momento satisfatório e produtivo, deve haver um limite entre aceitável e o exagero.

A euforia é um sentimento tão intenso e abrupto, que pode levar a crises psicológicas. Assim, primordial um adequado tratamento, tanto terapêutico quanto médico. Neste sentido, não subestime a gravidade da situação, pois você ou alguém próximo, pode estar doente.

Qual significado de euforia?

A euforia, também conhecida como mania, é um sentimento de intensa alegria e bem-estar, em decorrente de circunstâncias pessoais ou sociais. Geralmente o estado de euforia acontece de maneira repentina, e dura poucos instantes, por razões que não justificariam atitudes tão intensas.

Em suma, a euforia á identificada quando o ser humano apresenta comportamento de alegria repentina, com um otimismo e empolgação fora do comum. Tendo em vista que nada anormal aconteceu em sua vida para justificar sentimentos tão abundantes e aflorados.

Na etimologia da palavra, euforia, com origem do grego “euphoria”, se caracteriza pelo sentimento de felicidade e excitação exagerados e, em geral, repentinos. Sendo estes sintomas para algumas patologias ou experimentado pelo uso de drogas e/ou álcool.

O que é euforia?

Basicamente, é a alteração do humor repentina e desarrazoada, que causa imensa empolgação. Em resultado, o indivíduo eufórico perde o senso crítico, agindo de forma impulsiva, sem medir as consequências.

Em outras palavras, diante da alta volatilidade dos estados de humor, a pessoa passa a ter atitudes impensadas, afetando sua vida pessoal, social e familiar. Sendo estas atitudes exageradas, repentinas e frequentes.

Quais são os sintomas da pessoa eufórica?

Os sintomas da euforia nem sempre são assumidos pelo indivíduo, pois estes dificilmente veem como negativa as sensações que o estado eufórico proporciona. Então, em geral, os sintomas são observados por amigos ou familiares.

Sendo assim, para ser considerada uma euforia, o indivíduo apresentará, em geral, os seguintes sintomas:

  • Alterações de humor repentinas;
  • alegria excessiva, passando a rir de maneira desproporcional e sem motivos;
  • espírito de superioridade e autoconfiança;
  • agitação;
  • insônia;
  • impulsividade, em geral, com atitudes prejudiciais;
  • falta de atenção;
  • falar tão rápido que se torna incompreensível;
  • atitudes paranoicas.

Como se comporta a pessoa eufórica?

Quando alguém está em crise de euforia, dificilmente pensará racionalmente ao tomar atitudes, pois perde total controle de seu próprio comportamento. Neste sentido, pode praticar atividades perigosas ou magoar as pessoas ao seu redor.

Neste sentido, quando em euforia, a pessoa pode agir de maneira inconsciente, devido ao seu transtorno cognitivo. Em consequências desses episódios, normalmente há esquecimento e incapacidade de assimilar a gravidade dos atos cometidos.

Então, os comportamentos mais comuns da pessoa eufórica é a sobrecarga de energia sobre determinado assunto, de maneira desproporcional. Como nos casos de fanatismo religioso, comportamentos autodestrutivos e súbito interesse por determinado assunto.

Euforia e transtorno bipolar?

O transtorno bipolar é a enfermidade psicológica em que a pessoa tem alterações de humor frequentes, que podem ocasionar tristeza e consequente depressão. Além disso, episódios frequentes e duradouros de euforia também podem ser os principais sintomas do transtorno bipolar.

Sobretudo, a pessoa com transtorno bipolar permanece em um estado depressivo ou eufórico por longos períodos, que podem se arrastar por muitos dias. Sendo necessário, geralmente, tratamentos terapêuticos e psiquiátricos.

Você já presenciou alguém que oscila, em um mesmo dia, do bom humor para comportamentos agressivos e degradantes? Isso pode não ser somente um dia ruim, mas sim um grave transtorno psicológico.

O que causa o estado eufórico?

Tanto fatores internos quanto externos podem causar a euforia, não havendo, assim, uma regra quanto sua origem.

    NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ



    Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Psicanálise.

    Ao que tange aos aspectos internos, pode ser resultado de transtornos mentais ou doenças físicas. Como acontece com transtornos bipolares e doenças que afetam o sistema nervoso, como, por exemplo, esclerose múltipla.

    Leia Também:  Humanização hospitalar: 10 dicas da Psicanálise

    Sobretudo, as causas podem externas como no caso uso de drogas e/ou álcool. Além de situações do cotidiano, em que a pessoa eufórica não consegue lidar com reações equilibradas e sensatas. Que, em sua percepção, são situações extremamente estressantes e caóticas, quando de fato não o são.

    Além disso, podem ocorrer gatilhos que fazem a pessoa passar para o estado eufórico, como, por exemplo:

    • morte de um familiar;
    • discussões acaloradas;
    • competições;
    • distúrbio do sono;
    • em mulheres, no caso de síndrome da tensão pré-menstrual (TPM).

    Quais são os tratamentos para euforia?

    Você pode estar sofrendo de transtornos relacionados ao estado eufórico e não aceitar pedir ajuda profissional. Isso é mais comum do que se possa imaginar. Muitas vezes, são as pessoas do meio social da pessoa eufórica que identificam os sintomas e, assim, insistem que ela tem que procurar por um tratamento.

    Contudo, para tratar de maneira eficaz a euforia, a pessoa deve procurar a ajuda de profissionais da saúde especializados. Conforme o quadro diagnosticado, poderá haver recomendação de tratamentos terapêuticos e psiquiátricos.

    Por fim, em geral, ao aspecto médico, o psiquiatra possivelmente irá receitar medicamentos que ajudam a controlar atitudes impulsivas e irritabilidade extrema. Porém, os tratamentos psicanalíticos são os que auxiliarão a entender os gatilhos que causam euforia, sobretudo da mente inconsciente.

    Vale destacar que o tratamento médico é fundamental, principalmente para controlar as crises de euforia, sobre o seu aspecto biológico.

    Porém, o profissional especializado na mente humana que irá compreender o mundo de quem é eufórico. Assim, buscará soluções individuais, aplicando técnicas para eliminação dos estados constantes de euforia, melhorando a vida tanto do paciente quanto das pessoas de seu convívio.

    Então, se atitudes impulsivas e desmedidas estão sendo frequentes em sua vida, está na hora de você procurar ajuda. Pois, as consequências podem ser devastadoras para sua vida, tanto em curto como a longo prazo.

    Você se identificou com o conteúdo e quer aprimorar seu autoconhecimento? Conheça o curso de Psicanálise Clínica, ele irá proporcionar visões sobre si mesmo que dificilmente conseguiria sozinho.

    Por fim, curta ou compartilhe este artigo em suas redes sociais. É uma maneira de nos incentivar a produzir conteúdos de qualidade.

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.