medo de tomar vacina

Medo de Vacina (Vacinofobia): causas e tratamentos

Posted on Posted in Fobias

Vacinas são uma das conquistas científicas da humanidade, para erradicação de diversas doenças, para que a população em geral tenha saúde, longevidade e qualidade de vida. Porém, por medo da dor ou até por traumas inconscientes, pessoas sofrem com medo de vacina. Medo este que pode ser paralisante, transformando-se em uma fobia.

Diferente do que muitos pensam, o medo de tomar vacina não é frescura, mas sim uma patologia, que pode ser evitada durante a infância, nas primeiras fases da vacinação. Mas se você já é adulto e ainda está sofrendo com esta fobia, saiba que com um tratamento focado em sua cura mental, conseguirá se curar.

A pessoa acometida de vacinofobia não consegue racionalizar que a vacina poderá salvar sua vida, não conseguindo trazer a sua consciência a importância sobre sua saúde e bem-estar. Nesse sentido, a vacinação torna-se, para mente inconsciente, um problema, não uma solução.

Crianças e adolescentes: medo de tomar vacina

Este trauma, em sua maioria advindo da infância, se não tratado corretamente, poderá seguir até a vida adulta, quando fica então ainda mais difícil de lidar. Adultos sentem vergonha desta situação, pois, muitas vezes, no momento de ser vacinado, acabou desmaiando só ao ver a agulha.

Sendo que esta fobia não ocorre pela vacina propriamente dita, mas sim por uma construção de sua mente, desenvolvida desde a infância, em razão da cultura de pavor de injeções. Com certeza você já ouviu gritos de pavor em centros de vacinação infantis.

Esta fase é importantíssima para superação desta fobia, começando a ser tratado com a educação dos pais. Entretanto, se você é está nessa situação com seu filho e não encontra meios de ajudá-lo a superar o medo de vacina, peça ajuda de um profissional especializado em psicologia infantil.

Dicas para tratar o medo de tomar vacina na infância

Comumente o medo de vacina começa na infância e acaba desencadeando uma fobia. Nesse sentido, especialistas da saúde mental, como amplamente divulgado na internet, trazem dicas que como lidar com o medo de vacina das crianças e, até mesmo, evitá-lo. Veja abaixo:

  • nunca colocar uma punição caso a criança se recuse;
  • conversar antes e após a vacina, fará com que o pavor diminua;
  • opções para criança distrair, como jogos online;
  • não demonstre pena no momento da vacinação, como dizer “Coitadinho… “;
  • permaneça ao lado da criança, isso lhe trará conforto e segurança.

Pessoas com medo de tomar vacina | Fobia de vacina é mais comum do que imagina

Se não tratado durante a infância, na fase adulta as pessoas com medo de tomar vacina acabam sofrendo ainda mais. Por já entenderem com clareza que esse medo é totalmente infundado, lhe causando insegurança e vergonha.

Você já foi se vacinar e lhe perguntaram se tem medo? Possivelmente, sim, pois pessoas com medo de vacina é algo comum. Muitos chegam a desmaiar somente ao verem o instrumento de vacinação, perdendo temporariamente seus sentidos.

O medo daquela “picadinha” dolorida é normal, mas quando se torna desproporcional e irracional, estamos diante de uma fobia. Pessoas com medo de tomar vacina não conseguem racionalizar que se trata de um imunizando, que fará bem à sua saúde. Então, acaba por visualizar a vacina somente como uma ameaça.

Principais sintomas do medo de tomar vacina

Como algo que beneficiará a saúde pode causar tanto pavor? Para ilógico não é mesmo? Mas quem sofre de vacinofobia sofre com diversos sintomas, como, por exemplo:

  • choro involuntário;
  • pânico;
  • vômitos;
  • tonturas;
  • desmaios;
  • gritos de pavor;
  • ansiedade extrema;
  • sudorese.

Logo após tomar a vacina o sofrimento não acaba, pois daí vem a vergonha e angústia. Principalmente sobre o que os outros vão pensar de uma pessoa adulta com medo de tomar uma “picadinha”.

Medo de vacinação | Como enfrentar a fobia de tomar vacina (Vacinofobia)?

O medo surge quando o indivíduo desconhece algo ou o vê como ameaçador, e não há como superar esse medo sem o enfrentamento da situação. Se você está passando por isso e consegue racionalizar o seu medo de vacina, o encare e mantenha o equilíbrio entre emoções e ações.

Leia Também:  O que é Tripofobia: sintomas e formas de tratar

Porém, se o medo lhe invade e se torna incapacitante, agora precisará de ajuda profissional, que utilizará de técnicas específicas para superação desse fobia. Ainda mais, a fobia de vacina pode decorrer de mero desconhecimento sobre a origem científica da vacina, se guiando por rumores de leigos.

Por que as fobias acontecem? Causas da Vacinofobia

Vale ressaltar que embora parece um medo banal, a Vacinofobia é uma doença da mente e causa muito sofrimento. Assim, para que se tenha um tratamento adequado, necessário primeiramente encontrar as suas causas, como, por exemplo, traumas da infância, como ficar doente e precisar ser internado.

O medo é instintivo, pois sua mente objetiva lhe manter em segurança por uma ameaça, é um mecanismo de defesa do ser humano. Entretanto, quando este medo é irracional e persistente, mesmo que diante de algo ou situação inofensiva.

E estes estímulos fóbicos acontecem pelas mais variadas formas, até as inusitadas, como o medo de tomar vacina, que traz somente benefícios à saúde. Portanto, o medo se transforma em fobia quando o indivíduo não consegue evitar o seu temor.

    NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ



    Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Psicanálise.

    Desse modo, seus comportamentos de medo e evitação prejudicam sua vida, causando-lhe enorme sofrimento, interferindo em sua vida, tanto pessoal quanto profissional. Quando se chega neste ponto, necessário um diagnóstico profissional do distúrbio fóbico, como, por exemplo, em sessões de terapia, para serem localizados os gatilhos mentais e trabalhar em sua superação.

    Qual tratamento para Vacinofobia?

    Em tendo da fobia ter relação com transtornos de ansiedade e síndrome do pânico, primordial, que seja tratada psicologicamente. A principal recomendação de especialistas em saúde mental é o enfrentamento, racionalize a importância do imunizante, e aplique técnicas para concentrar-se, como, por exemplo:

    • técnicas de respiração;
    • com o medo de vacina, olhe para um ponto fixo no momento da vacinação;
    • escolher locais de vacinação com profissionais qualificados;
    • falar sobre o que está sentindo.

    Se mesmo assim não conseguir curar o medo de vacina, o melhor caminho será busca ajuda de um especialista da mente humana.

    Como a psicanálise pode ajudar a superar o medo de vacina?

    Nesse sentido, para Freud, considerado o pai da Psicanálise, o comportamento humano advém de questões inconscientes. Portanto, para analisar a fobia, se deve adentrar nos instintos humanos, seus impulsos e desejos.

    Assim, o psicanalista, por meio de estudos teóricos e práticos, investigarão os sentidos implícitos, não somente no aspecto externo da pessoa. Contudo, ao acessar a mente, o psicanalista fará com que seus pensamentos inconsciente retorne à consciência.

    Dessa forma, o paciente poderá liberar seus traumas e vivências que estavam, até então, reprimidas. Neste contexto, a psicanálise aprimorará o autoconhecimento do indivíduo, para conseguir lidar consigo mesmo e conseguir superar seus transtornos mentais.

    Se você quer estudar mais sobre a psiquê humana e como a mente inconsciente reflete nos comportamentos e emoções, conheça nosso curso de formação em psicanálise. Além do autoconhecimento, melhorará as suas relações interpessoais. Pois, entender como funciona a mente poderá proporcionar um melhor relacionamento com os membros da família e do trabalho. O curso é uma ferramenta que ajuda o estudante a entender os pensamentos, sentimentos, emoções, dores, desejos e motivações de outras pessoas. 

    Por fim, se gostou deste artigo, curta e compartilhe em suas redes sociais. Assim, nos incentivará a continuar sempre produzindo conteúdos de qualidade para nossos leitores.

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.