mito de Atlas

Mito de Atlas na mitologia grega

Posted on Posted in Psicanálise e Cultura

Já estudou sobre mitologia grega? Dentre os interessantes mitos gregos, está o Atlas na mitologia, muito conhecido pela imagem de um Titã segurando um globo em suas costas.

No geral, a história de Atlas envolve derrota e sofrimento, mas, no fim, acaba se tornando um símbolo de resistência e superação. Então, se prepara para ingressar nesse mito fascinante, que facilmente transmitirá uma ótima mensagem para sua vida.

A mitologia grega

Em suma, a mitologia grega demonstra diversos mitos e lendas criadas pelos gregos na antiguidade. Precipuamente, mostra a origem da vida e como os fenômenos da natureza repercutirem.

Histórias de deuses e heróis, entre batalhas e sacrifícios, você consegue, de alguma forma, relacionar aos comportamentos humano, e de onde se originaram. Além de aspectos de como se desenvolveram as sociedades. Aqui vamos contar a história do poderoso Titã Atlas.

Primeiramente, você conhecer brevemente alguns dos personagens da mitologia grega:

  • Heróis:
  • Sereias;
  • Sátiros;
  • Górgonas;
  • Ninfas.

Quem foi Atlas na mitologia?

Atlas na mitologia foi um dos principais personagens. Antes mesmo que deuses do Olimpo assumiram o poder do Universo. Esta primeira geração de titãs são os filhos de Gaia, Mãe da Terra, com Úrano.

Desses filhos de Gaia, titãs clássicos, Jápeto teve quatro filhos, e, dentre eles, Atlas, o mais forte e poderoso dos irmãos. Mas precisamos voltar um pouco na história para entender a mitologia de Atlas.

Titanomaquia, a guerra entre os titãs

Gaia, com raiva de seu marido Úrano, pediu para que seus filhos assumissem o poder de seu pai. Sendo assim, um dos filhos, Cronos, foi o único com a coragem de enfrentá-lo.

Este, ao conquistar o poder do seu pai, acabou por obcecado, engolindo praticamente todos os seus filhos ao nascerem. Exceto Zeus, que ficou escondido sob a proteção de sua mãe Réia.

Então, Zeus retornou para vingar seus irmãos, iniciou uma guerra contra seu pai Cronos, tomando o seu reinado. Sendo que esta guerra ficou conhecida como Titanomaquia. Ao lado de Zeus ficaram os dois irmãos de Atlas, Prometeu e Epimeteu. Já Atlas, e seu irmão Menorérsio, mantiveram-se leiais a Cronos.

Como um dos maiores líderes deste guerra, por uma década Atlas usou de sua incrível forma para impedir a vitória de Zeus.

Atlas na mitologia é derrotado por Zeus

Embora tenha lutado bravamente, Atlas deu-se por vencido, e acabou sendo condenado a extrema punição: sustentar o céu sob as suas costas. Os grandes titãs derrotados, acabaram por presos no tártaro, submundo grego.

Durante todo esse tempo que ficou com o universo sob seus ombros, Atlas acabou por ter grandes benefícios. Tendo em vista que na posição em que estava, podia analisar estrelas e o Cosmo, quando passou a estudar os movimentos das águas e das estrelas.

Nesse ínterim, o mito de Altas continua quando este começou a reconhecer certos padrões entre estrelas e mar. Assim, passou a ser considerado o pai da ciência, desenvolvendo a astronomia, entendendo como usar as estrelas para navegação.

História de Atlas na mitologia e Perseu

Devido a sua posição, o Atlas na mitologia não é muito mencionado, aparecendo, em sua maioria, em duas lendas: dos heróis Perseu e Hércules. Reconhecido pela fama de decapitar medusa, Hércules é um dos notáveis da mitologia.

Dito isso, voltemos ao mito de Atlas. Um fato ocorreu durante o seu sacrifício de segurar o céu, surge Perseu, que se intitula filho de Zeus. Lembra que Atlas foi derrotado por Zeus. Pois bem, em meio a sua luta com medusa, Perseu pediu abrigo às terras de Atlas, para descansar.

Porém, Atlas, muito antes, havia recebido uma profecia de que suas terras poderiam ser contaminadas por um filho de Deus e este buscaria suas preciosas maçãs.

    NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ



    Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Psicanálise.

    Desse modo, recusou-se a abriga-lhe. Perseu, como último recurso, mostrou a cabeça decepara da Medusa a Atlas,  o que transformou o poderoso titã em pedra.

    A libertação da punição Atlas na mitologia

    Outro mito contado em relação às maças douradas é o de Hércules. Em 12 determinados trabalhados de Hércules, acabou sendo levado à loucura. Em resultado, acabou por matar sua esposa e seus filhos.

    Leia Também:  História Infantil: 5 fábulas inteligentes para seu filho

    Então, para sua redenção, precisaria roubar uma maça dourada do Jardim das Hespérides (filhas de Atlas). Eram 4 ninfas que estavam a serviço de Hera (considerada deusa das mulheres e do nascimento) e as maçãs que do pomar dava a imortalidade a qualquer homem.

    Porém, roubar uma das maçãs era uma tarefa muito difícil, pois, além da proteção das 4 ninfas, existia um dragão terrível, chamado Iaton. Estando em um lugar segredo, Hércules passou a correr pelo mundo para localizá-lo.

    Quando, então, descobriu que as hespérides eram filhas de seu irmão Atlas, que facilmente conseguiria as maçãs, sem precisar enfrentar Iaton. Assim, em um acordo, Atlas deixou com quem Hércules segurasse o céu para que pudesse buscar a então maçã.

    Assim o fez, porém, Atlas na mitologia, este se recusou a tomar o seu posto, deixando com que Hércules continuasse carregando o céu para todo sempre.

    Os pilares que sustentaram o céu

    Embora Hércules tivesse sido traído, diz o mito de Atlas que o perdoou, providenciando pilares para, então, sustentar o céu. Ou seja, livrou a si e ao próprio Atlas do martírio.

    Imagem de atlas na atualidade

    A imagem de Atlas segurando o céu sob seus ombros ficou famosa ente os artistas. Conforme registros, a primeira estátua que representa o Atlas na mitologia foi criada no século II, antes de Cristo.

    Ainda, na atualidade, o exemplo mais moderno é a escultura do Titã na Praça Rockfeller, em Nova York.

    Contudo, a história mostra que, mesmo sendo o Atlas na mitologia símbolo de sofrimento e derrota, ao final, mostrasse como um grande ensinamento para humanidade. Embora tenha ficado por eras carregando o céu em seus ombros, tornou-se inspiração, diante de características como:

    • resistência;
    • superação;
    • coragem;
    • força;
    • perseverança.

    Estudar mitologia grega nos traz inúmeras reflexões sobre a vida e comportamento de humanidade. O Atlas na mitologia é um clássico exemplo, que nos faz repensar sobre fraqueza e coragem, sobretudo ao aspecto pessoal. Afinal, reflexões sobre o autoconhecimento são essenciais para o crescimento pessoal.

    Nesse sentido, se você quer saber mais sobre as histórias que giram em torno do comportamento humano, vale a pena conhecer o nosso curso de formação em psicanálise. Em suma, reúne ensinamentos preciosos sobre a mente e como ela reflete sobre a vida, tanto pessoal quanto profissional.

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.