Paz Interior, o que é, significado

Paz Interior: o que é, como alcançar?

Posted on Posted in Comportamento

Quando vamos estudar, realizar uma prova e necessitamos nos concentrar no que assimilamos, no que fazemos, vemos o quanto é importante treinarmos frases de paz interior. Nesse momento, o menor ruído pode fazer a diferença e nos tirar do melhor estado.

A paz interior é a calma

A paz nos facilita o aprendizado e o demonstrar disso, como estado de calma que é para atingir objetivos. Silenciar os pensamentos é conseguir conectar-se a si próprio. Da paz interior é que vem a nossa capacidade de nos ater ao presente e sonharmos, realizarmos nossos planos.

Sem paz, não conseguimos agir propriamente em nossas funções ou desenvolver o nosso pleno potencial. As afirmações positivas quanto à paz, como um simples “calma” num momento de dificuldade, podem nos auxiliar a gerir melhor nosso dia a dia.

Quem acredita na paz e faz dela a sua filosofia mais dificilmente se entrega a ações intempestivas, brigas, discussões, ou até mesmo a competições contraproducentes.

Acreditar na paz auxilia a desenvolver estágios mentais mais abrangentes, saindo do desprezo, da baixa autoestima, guiando-nos no sentido da saúde emocional.

Não busque aval externo

Digamos que alguém, por exemplo, tenha escolhido não mais colorir seus cabelos e deixa os fios esbranquiçados aparecerem. Este alguém poderá ainda estar sujeito a piadas ou comparações, dependendo do ambiente em que se mova, entretanto, quando atingimos a paz interior dificilmente nos deixamos abalar pelo que é dito sobre nós.

Nesse estágio, sabemos quem somos e não buscamos o aval externo como suprimento. Sabemos que temos escolhas e isso é mais importante que o fio de cabelo que deixamos transparecer para o externo.

A paz interior vem de assumir e respeitar escolhas

A busca da paz interior nos faz ver que somos responsáveis por nossas escolhas, somos responsáveis em grande parte pelo nosso momento, pelo cuidado que nos damos, pela maturidade emocional que devemos buscar. Ter paz não é decorar uma cartilha e repeti-la todos os dias, é compreender o que é vivenciado.

Compreender que estamos em evolução e muitas pessoas ainda vão fazer escolhas voltadas para o cérebro primitivo, relacionado à agressão, ao invés de investirem mais no gerenciamento de suas emoções.

Muitas pessoas ainda acreditam na violência, e em muitos nichos algum tipo de violência ainda é permitida. Compreender isso também é uma chave para a paz interior e nos retira da obrigação de tentar mudar a escolha do outro.

Para ter paz interior, não tente controlar tudo

Essa obrigação muitas das vezes sequer existe, o que existe é o contrário: a necessidade de respeitarmos a escolha do próximo. Quando tentamos interferir na escolha do próximo podemos ir pelo caminho do controle, uma via certa para o adoecimento pessoal e coletivo.

Podemos estar certos de que muito na vida não pode ser mudado e não é da nossa alçada. O imponderável reside em cada fração de segundo e aceitar isso é aceitar sermos parte da Natureza.

Assim é que começamos a perceber não sermos donos da vida ou da morte de ninguém. Controlar e se deixar ser controlado certamente não leva à paz.

Leia Também:  Posição esquizoparanoide e depressiva segundo Melanie Klein

Cada um é cada um

Digamos sempre que temos valor e que cada um é responsável por suas escolhas. Somente assim cada um amadurece, fazendo suas próprias escolhas e aprendendo com elas. A paz é compreender que há diferentes estágios de escolhas, escolher o caminho pacífico e ensinar esse caminho.

Quando avaliamos bem, vemos que há espaço para muita gente no mundo e aquele vizinho esquisito não parece mais incomodar tanto. Ele também está no seu estágio de escolhas.

    NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ



    Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Psicanálise.

    Quando vamos nos lembrando dessas frases interiores, ainda que em trechos esparsos pelo dia, vamos nos acostumando a um fluxo de energia psíquica que não nos aflige, mas que é inteligente e nos orienta.

    Perdoe e se perdoe

    Nesse sentido da compreensão é que está o perdão. Perdoar não é aceitar ou conviver com o erro, dar aval ao erro, mas perceber que esse organismo Terra está em evolução e se colocar em marcha para isso, abolindo a violência contra o próximo e contra nós mesmos.

    Como os antigos animais que evoluíram, assim também é o homem. O homem do futuro será provavelmente um alguém com escolhas menos violentas ou mais pacíficas. Devemos também praticar o auto perdão.

    Lembremo-nos de quando éramos crianças e falávamos como tal. A cada fase da vida vamos percebendo uma mudança no sentido da maturidade. Quando avaliarmos uma nova escolha peguemos uma foto nossa de quando crianças e perguntemos: “será que eu faria isso a esta criança?

    Saber atingir esse estágio é um caminho para a paz.

    Ame a criança

    Sem amar a(s) criança(s) não haverá paz. Certamente que para haver paz não vamos mais castigar a criança por ela não ter dado o melhor resultado possível, por ter falhado ou não ter dito palavras bonitas. Castigar não é ensinar.

    Assim é que podemos nos enxergar, não devemos nos castigar por não sermos o que desejamos. Assim também é com o próximo, sempre vai haver uma parte de nós ou no próximo que tem dificuldade ou que ainda não sabe das coisas.

    Que tal abolir pensamentos negativos e repetitivos?

    Não apenas podemos nos dizer frases de afirmação positiva para conseguirmos sustentar a paz, como também abolir as que não levam à paz como: “por que eu fiz isso?”.

    Quando avaliamos racionalmente o que fizemos podemos perceber que em grande parte dos casos não poderíamos ter feito algo sem sabermos antes o que fazer.

    Muitas vezes fomos criados de formas pouco pacíficas e levamos este padrão pela vida. Assim, não podemos mudar o que recebemos quando crianças, mas podemos avaliar melhor o que foi recebido, reformulando sempre nossas estruturas para a paz.

    A paz não é uma nave espacial a nos colocar imediatamente numa melhor posição, mas uma construção sobre nossa inclinação a entendermos o que é paz interior. Isso se dá quando abolimos a violência das nossas escolhas diárias, quando deixamos de acreditar em sofrimento.

    Viva sem culpa para ter mais paz interior

    Podemos interpretar a paz imaginando o que seria tentar curar uma ferida enquanto ela é aberta todos os dias. Para ter paz é preciso haver equilíbrio e para haver equilíbrio é preciso ter paz. O prazer com o sofrimento, em abrir uma ferida no outro ou em nós, geralmente não leva a isso.

    Leia Também:  A Pedofilia Na Cúpula Religiosa: uma reflexão

    Podemos imaginar que abolir as culpas é um caminho para a paz. A culpa fere, enquanto procurar contornar um resultado negativo nos enche de esperança. Podemos investir mais em conscientização que em culpas.

    Seja grato

    Quando observamos a natureza acalmamos nossos pensamentos, percebemos um pouco do equilíbrio fino que envolve a vida. A cada grão num prato de comida podemos seguir um caminho, que levará a centenas de pessoas num espaço considerável de tempo que semearam, colheram, transportaram e prepararam o que recebemos.

    Quando nos indignamos com algo, podemos nos lembrar disso. A cada um que nos decepciona, há centenas que não, que estiveram lá e ainda vão estar, incluindo nós mesmos.

    Cultivar a gratidão, é, portanto, um caminho para a paz, por nos levar a um sentido empático e lógico da vida. Saber dar valor ao que leva a um bom resultado, procurando não perder muita energia psíquica com o equívoco, é uma estratégia para a paz.

    Este artigo sobre o que é paz interior, qual seu significado e como praticá-la foi escrito por Regina Ulrich ([email protected]), é autora de livros, poesias, tem PhD em Neurociências, e gosta de contribuir em atividades de voluntariado.

     

    One thought on “Paz Interior: o que é, como alcançar?

    1. Este artigo de paz interior e top como todos os artigos deste curso,estou grata em poder aprende com vcs a alcançar a paz interior e minha mente,hoje me perdôo com mais,facilidade aprendi o poder da gratidão e tenho mais pensamento positivo e estou no início do curso de psicanalista e quero compreender mais os sonhos e apreender pra servir. Gratidão a deus pela vida de vcs da minha psicola e creio que vou vencer a TAG.Gratidão gratidão grávida digo gratidão Deus abençoe a todos.

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *