comportamento de manada

Efeito Manada em psicologia: o que é, como é usado?

Posted on Posted in Comportamento, Conceitos e Significados

Se você já passou por uma situação em que agiu, não por conta própria, mas guiado pela maioria, então você já teve o comportamento de efeito manada.

Neste post, vamos entender esse conceito, suas causas e consequências. Além disso, vamos falar também de que maneira podemos evitar e combater. Vale lembrar que esse é um tema atual, por isso é importante compreender e saber como nos prevenir e nos comportar diante dele.

O que é o comportamento de manada

Comportamento de manada é uma expressão em relação a uma ação de fuga coletiva de animais da mesma espécie. É uma forma de proteção e adquirida através de sua evolução.

Quando aplicada a seres humanos, ela faz referência a decisões individuais ou coletivas, tomadas por influência de um líder ou de uma maioria. Com frequência, tais resoluções são precipitadas e não consideram os riscos que existem em gerar impactos negativos.

O fenômeno do pensamento de grupo também guarda relações com o comportamento de manada. Nesse sentido, podemos definir como a influência que afeta a forma de agir ou pensar nas ideias e atitudes dos demais membros. A tendência é que dificulte ou impeça a manifestação de diferenças existentes.

Causas

Como vimos, o comportamento de manada é uma forma de agir ou pensar do líder ou da maioria do grupo. Riscos e consequências não são considerados ou minimizados. Ou seja, a tendência é que haja um consenso de ideias e atitudes, desconsiderando as diferenças.

Portanto, a existência de regras, padrões e códigos influenciam pessoas e grupos a agir ou a pensar de maneira parecida. Ser diferente ou se manifestar em outro sentido tende a gerar algum risco ou impacto negativo para quem fez.

A adesão a esse tipo de comportamento tende a ter quatro causas em comum:

  • a primeira é a garantia de se sentir seguro e aceito por parte da liderança e dos membros;
  • a segunda é o impedimento de riscos ou punições por agir ou pensar de forma diferente, assegurando a preservação da imagem;
  • uma terceira causa é entender que seja preciso seguir o líder ou a maioria por haver alguma lógica por trás daquele comportamento;
  • já a quarta, é a percepção de que agir ou pensar daquele modo gera algum benefício, seja material ou afetivo.

Consequências

O comportamento de manada pode produzir diferentes consequências, sejam de nível pessoal ou coletivo, a depender do contexto em que ocorre. É difícil precisar, mas é possível indicar alguns impactos gerais.

Uma escolha ou tomada de decisão sem análise cuidadosa e atenta, tende a ter algum tipo de prejuízo. Esse último pode ser de nível material, físico, psicológico ou emocional. Além disso, é preciso lembrar que, em certos casos, não vai ter como mudar

Em situações que envolvam tensão e perigo, podemos nos guiar por um comportamento majoritário e correr risco de vida. Não é seguro e nem eficaz agir sem medir as consequências.

As consequências não param por aí…

Em contextos que envolvam grandes sentimentos temos a tendência a agir de maneira distinta. Há uma grande possibilidade de ter uma atuação de modo inconsequente, pois movidos pela energia e pelo comportamento gerais, há um aumento a tendência de se colocar em risco nossa integridade e a dos demais.

Leia Também:  O que é Filicídio? Significado na psicologia

Cenários de forte apelo social e política exigem cuidado com atitudes, pensamentos e com a comunicação. Sem cuidado,  a fazer leituras rasas sobre o cenário e prezar por fontes únicas e não confiáveis. Além disso, faltamos com a escuta e o diálogo com o diferente, preferimos julgar a tentar compreender, etc.

Como evitar

O ideal é evitarmos o comportamento de manada. E, para isso, além de compreender, é necessário conhecer alguns meios para nos prevenir. O conhecimento de nossas ações e reações em determinados contextos, aliadas ao exame dos locais que frequentamos e à forma como nos portamos e nos relacionamos dentro deles são um primeiro passo na prevenção.

Essas informações ajudam a ficarmos atentos ao nosso comportamento. A análise cuidadosa das situações, assim como a avaliação de riscos e impactos negativos possibilita tomada de decisões mais acertadas. Assim, vamos evitar pensar ou agir influenciados pelo efeito manada.

    NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ



    Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Psicanálise.

    É importante pontuar algumas questões:

    Em uma situação de perigo, é importante verificar se o comportamento majoritário tem fundamento ou razão para ocorrer. Muitas vezes, somos levados a agir de uma maneira ineficaz, porque os demais fazem o mesmo. Podemos ficar seguros se agirmos com responsabilidade e autonomia.

    Ao realizarmos tarefas ou projetos, é importante que a gente compreenda de modo global. Sabendo dos objetivos, das etapas e de nossa função, podemos atuar com mais responsabilidade. Por fim, citar o estudo, a pesquisa em fontes confiáveis e a variação de repertório de visões.

    Portanto, tais ações nos auxiliam:

    • na formação do pensamento crítico;
    • no lidar com a diferença;
    • na fundamentação de nossas ideias;
    • na diminuição do perigo;
    • e na adesão ao efeito manada.

    Considerações finais

    Neste post, vimos sobre o efeito de manada, verificando quais são suas causas, consequências e de que maneira podemos evitar que ocorra. Esperamos que tenham gostado do texto e não deixem de comentar suas opiniões e considerações a respeito dele.

    A compreensão de como nosso psicológico atua e como pode ser influenciado é de grande validade para evitarmos o efeito manada. Caso tenha interesse em conhecer a área da Psicanálise ou aprofundar seus conhecimentos nela, não deixe de conferir o Curso de Psicanálise Clínica. Ele é 100% online (EAD), possui material principal e extra incluso, além de ter um excelente preço.

    Para maiores informações ou para fazer a matrícula, confira nosso site.

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *