personalidade integrada

Personalidade integrada e saúde mental

Posted on Posted in Conceitos e Significados

Hoje entenderemos sobre a personalidade integrada. Nos dias atuais muito se tem falado da importância da saúde mental para se viver uma vida mais produtiva e equilibrada. Mas afinal o que é Saúde Mental? Qual a importância da saúde mental na contemporaneidade?

Personalidade integrada e Melanie Klein

Em seu texto de 1960, a psicanalista Melanie Klein escreve que a base de uma personalidade bem integrada é a saúde mental. Melanie pontua quatro principais itens que seriam de grande importância para que o sujeito tenha uma vida equilibrada e satisfatória.

Maturidade emocional

Todo o ser humano, até o mais maduro, possui dentro de si desejos e fantasias não realizáveis. A maturidade emocional seria como cada sujeito se comporta com as frustrações de não conseguir obter a realização desses desejos, por exemplo. O sujeito ressentido que não consegue aceitar a não realização de alguns desejos, torna-se um ser humano incapaz de ver a vida com prazer.

Ao invés de desfrutar dos pequenos prazeres da vida, ele está sempre insatisfeito. Não aceita a vida como ela é. Tem grande dificuldade para conviver com as frustrações. Quando algo não dá certo, acredita ser vítima do destino.

Troca os prazeres e maximiza as frustrações. Assim, a vida passa a ser um vale de lágrimas e reclamações. O destino acaba sempre sendo o culpado pela sua “falta de sorte.”

Força de caráter e personalidade integrada

A infância tem muita importância na formação da personalidade do sujeito. A primeira relação de todos nós é com a mãe. Se a relação entre mãe e filho for uma relação de serenidade e respeito, sem tentativa de dominação pela parte materna, certamente o sujeito irá se identificar com os bons sentimentos passados pela mãe. Sendo uma relação saudável, ela será estendida aos outros membros da família.

Em primeiro lugar com o pai, refletindo mais tarde, na vida adulta, às pessoas em geral. Pais bons, compreensivos e equilibrados, geralmente formam filhos bons e leais. A lealdade é um traço de caráter importante durante a vida adulta. De nada adiantaria, porém, um caráter forte e equilibrado, por exemplo, se o sujeito não tem consideração pelos outros e nem desenvolve a compaixão. Seres humanos intolerantes dificultam a própria vida.

São sujeitos que não confiam em si mesmos e nem nos outros e por isso costumam passar a vida solitários . É preciso se adaptar ao mundo externo. Não só aceitando a vida como ela é, mas também aceitando e compreendendo os outros como são. Porém, essa capacidade de aceitação do mundo externo, só será possível se no mundo interno, o sujeito está bem integrado consigo mesmo.

Emoções conflitantes

Outro fator importante para o bom funcionamento da saúde mental é saber conviver com as emoções e as situações conflitantes que aparecem durante a vida. Pessoas equilibradas lidam bem com seus conflitos internos e externos. Tentar evitar emoções penosas que surgem durante a vida, fingindo que elas não existem, agrava o problema. É preciso enfrentar nossos “ monstros interiores” e os sentimentos negativos como a inveja, o ciúme, as mágoas e ressentimentos.

Ao longo da vida é saudável admitir que tais sentimentos conflitantes existem. Só assim é possível transformar as emoções negativas em aprendizado e mudança interior. Negar os conflitos é sinal de um ego enfraquecido que não consegue enfrentar e nem lidar com a dor e os problemas. Como escreve Melanie Klein “ saúde mental não é compatível com superficialidade.”

Leia Também:  Longevidade: hábitos e alimentos para viver mais

É preciso resolver os conflitos internos para poder lidar com a vida externa de forma mais leve e saudável. Quem nega tudo, perde a oportunidade de dar e receber . Perde a capacidade de troca com as outras pessoas. Perde a oportunidade principalmente da integração. Quem não dá , nem recebe não consegue vivenciar a gratidão e nem a generosidade. Sendo assim, o mundo se torna seco e vazio.

Personalidade integrada e equilíbrio entre vida interna e adaptação à realidade

Natural que todo ser humano procure ter êxito durante a vida. Ou seja, conseguir bens materiais, bons estudos, sucesso, realizações pessoais. Porém, nada disso será válido, se o sujeito não tiver uma vida interior fortalecida. Melanie Klein pontua também que “ As satisfações externas não compensam a falta de paz de espírito.”

Quando não existe paz de espírito e nem serenidade, o sujeito não consegue alcançar uma vida saudável. Ele estará sempre envolvido em conflitos interiores intermináveis, impedindo-o de alcançar uma satisfação externa. Ou seja, nada estará bom pra ele.

O indivíduo insatisfeito acredita ser vítima de um complô do destino. Nunca confiará em si mesmo e nem nos outros. Podendo se tornar também um sujeito carente. A insatisfação fará parte do seu cotidiano. Impedindo-o de desfrutar dos prazeres da vida.

Conclusão: sobre a personalidade integrada e seu papel na saúde mental

Falar sobre saúde mental é complexo. Pois envolve várias fases da vida do indivíduo. Desde o seu nascimento até a formação da sua personalidade . A boa relação do bebê com a mãe, com a comida, com o cuidado e a atenção que ela dá ao filho são fatores de grande influência na formação do indivíduo. Uma relação saudável entre mãe e filho forma um adolescente equilibrado. Pois, ele, enquanto bebê, tenderá a introjetar os bons sentimentos que lhe foram passados.

    NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ



    Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Psicanálise.

    Mais tarde, esse adolescente se tornará um adulto capaz de se integrar com a vida e com os outros. Nutrindo sentimentos de compaixão e respeito. A infância é um fator importante na formação da saúde mental do sujeito. Pais amorosos, compreensivos e capazes de perceber os conflitos vividos pelo filho, ajudam no desenvolvimento emocional deles.

    Ao contrário de pais severos demais ou muito indulgentes. Uma infância vivida cheia de recriminações e cobranças, faz o indivíduo se tornar um adulto ansioso e inseguro. Já a negligência pode sinalizar falta de amor. Formando assim, indivíduos carentes e até agressivos. Ademais, a luta interna de todo indivíduo, é tentar equilibrar os impulsos de amor e de ódio existentes dentro dele.

    O sentimento vencedor

    Resta saber qual desses sentimentos vencerá. Quem vivencia o amor terá gratidão pela vida. Sua relação será mais saudável consigo mesmo e com os outros. Já quem vivencia e alimenta o ódio será um sujeito incapaz de conviver pacificamente com os outros. Além de se tornar um indivíduo amargurado e ressentido.

    Bibliografia – TEXTO SAÚDE MENTAL ( 1960) – Melanie Klein

    Este artigo sobre personalidade integrada foi escrito por Celamar Maione([email protected]). Jornalista , Pós-Graduada em Direitos Humanos e Psicologia Forense. Psicanalista com formação pelo IBPC.

    2 thoughts on “Personalidade integrada e saúde mental

    1. Quando um sobrinho neto externou admiração pela tia avó, ela ressaltou que ele soubesse “seguir/absorver” as qualidades dela! E vamos aprimorando nossa personalidade justamente pelos exemplos familiares, na infância! Agora, essa seleção de exemplos, percebo, passa pelo “filtro” da personalidade que se tenha! Interessante, diria, é que a sobrinha com quem pouco convivi, tenha decidido prestar vestibular no mesmo curso que eu! Já meu sobrinho, que tem problemas de memória de longa duração, está cursando licenciatura na área em que sou pós graduado e, também pouco acompanhei a criação dele! E fomos criados, eu e meus irmãos, da mesma forma, porém oito personalidades diferentes, a tal ponto que quem mais recebeu “concessoes maternas”, não desenvolveu Gratidão pela mãe, mas se tornaram meros contemporâneos da História familiar! Talvez, eles hoje aposentados, percebam a lição das Borboletas: Sem se esforçarem para sair do casulo, não haverá Evolução para “borboletarem”! Já aos pais e mães, devam se lembrar das palavras de Jesus: “Não de o peixe, ensine a pescar”! Deixar o “casulo” é difícil, mas enriquecidor para quem faz a travessia por si (sozinho)!

    2. Muito bom texto! De fácil compreensão e com ensinamentos relevantes para as nossas vidas! Parabéns!

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.