pós-psicanálise

O que é Pós-Psicanálise?

Posted on Posted in Teoria Psicanalítica

Você já ouviu falar em Pós-Psicanálise ? Frequentemente ouvimos falar não só nos bancos acadêmicos, mas em eventos em geral, promovidos pelas diversas comunidades em sociedade nos formatos de debates, seminários, congressos, enfim, que a Filosofia e a Teologia seriam as últimas fronteiras finais do saber humano antes da humanidade ingressar de cabeça (mente e coração) na Astronomia ou na Cosmologia, estudo do Universo, também chamada de Astronomia Cosmológica ou Astrofísica que é o conhecimento ligado ao Cosmos ou Universo e que será a definitiva fronteira cognitiva humana final.

Da pós-Psicanálise rumo à Astronomia Cosmológica

Os homens e mulheres que estão a bordo do Planeta que gira sobre o seu eixo configurando o dia e noite e vagando pelo Universo em expansão e onde vivemos um dia de cada vez, hora por hora mas com prazo de validade, pois ninguém consegue mais viver acima de 120 anos e morremos, estão refletindo, afinal quem somos, de onde viemos e para onde iremos ?

Em que pese vivenciarem a bolha terrena e com consciência de que somos prisioneiros da atmosfera, gravidade e oxigênio estamos numa jornada existencial com nossos pares, os animais. O que nos consola é a esperança, nossos sonhos e aspirações e a natureza com seus encantos. Entretanto, essa era uma visão até idealista, filosófica romanceada dos primórdios até os dias em que Sigmund Freud (1886-1939) nos apresentou a Psicanálise.

A partir deste momento, o mundo nunca mais seria o mesmo, pois os seres humanos estavam agora equipados e instrumentalizados com um novo saber que os fariam mergulhar no psiquismo e as perguntas começaram a fluir. Concluímos então que a última fronteira do conhecimento humano antes da chegada da Astronomia Cosmológica não era mais nem a Filosofia e muito menos a Teologia com outras vertentes, mas sim, a Psicanálise.

Ainda sobre a Pós-Psicanálise e a Astronimia

O pós-Psicanálise será sem sombra de dúvidas o rumo ditado pela Astronomia, a fronteira final. A Astronomia estuda o cosmos ou o mundo sideral que aguarda o mergulho humano pelas vias tecnológicas avançadas. Foguete, sondas e satélites foram algumas delas.

E isso nos leva a refletir que quando Stefan Zweig (n.1881-f.1942) disse perante terceiros: “Estão aqui os restos mortais de um homem de quem se pode afirmar que antes dele, o mundo era diferente (Palavras pronunciadas no ato de sepultamento de Sigmund Freud em Londres, dia 24 de setembro de 1939) estava muito claro o que tais palavras pronunciadas significavam. Zweig estava dizendo a toda humanidade sem exceção, para onde suas palavras fossem reverberadas, que a partir de Freud, o mundo como era conhecido até então, antes da Psicanálise, era um tipo de mundo.

Após a Psicanálise o mundo nunca mais seria o mesmo no plano cognitivo e psíquico. A pós-psicanálise passou a encarar o desafio de perscrutar contextos passados, presente e futuros como nunca jamais visto e abalou o ‘establishment’ mundial principalmente a Europa onde reside o pensamento cognitivo médio da humanidade.

Pós-Psicanálise, Filosofia e Freud

A Filosofia com suas vertentes como a Antropologia, Medicina, Teologia não foram desbancadas, mas serviram de substrato para que Freud fosse no futuro uma realidade. Freud sistematizou um saber que iria se tornar definitivamente a última fronteira epistemológica cognitiva dentro do mundo antes dos seres humanos finalmente se voltarem e se focarem no cosmos, no plano sideral, universal ou como dizem no jargão popular do senso comum, ‘olhar finalmente para os confins dos céus e estrelas.’

Leia Também:  Quais os três usos do termo Psicanálise?

A Psicanálise nasce na moldura do paradigma do ‘haja luz e houve luz’ mas adentra no paradigma do ‘big-bang’ e passa a formular grandes perguntas e levantar questões impensáveis na Filosofia e na Teologia. A Psicanálise passa a questionar, afinal o espírito precedeu a matéria e a energia ou a matéria e energia configuraram o abstrato que chamados de espírito ou alma ? O espírito é o pensamento fruto das reações neurais bioquímicas dos sinapses das células cerebrais ?

Essa transição de paradigma quebrou o encantamento humano e colocou toda humanidade frente a frente para a possibilidade de estarmos diante do apenas aqui-e-agora e de uma finitude eterna raiz de uma gama de somatizações e patologias psicológica ou a chamada da angustia existencial que nos encontramos.

A relação com a teologia

A Psicanálise não sobrepujou a Filosofia e nem a Teologia, mas indicou a todos nós que falta apenas essa parte interna cognitiva para que os seres finalmente se voltem para o Universo que para onde caminha o mundo e grande parte da tecnologia. Uma das perguntas que foi levantada:, onde estaremos e o que seremos daqui 5 mil anos ? O mundo será todo digital, livro de papel será coisa do passado e peça de museus ?

A holografia ira dominar o imaginário e as viagens espaciais serão o lúdico das pessoas. Muitas doenças finalmente estarão debeladas e os seres humanos terão uma melhor expectativa de vida. Todos finalmente serão aproveitados no grande projeto que irá se voltar para a fronteira final, o Universo. Muitas outras perguntas já estarão sendo finalmente respondidas. Os ‘porquês’ estarão bem esclarecidos.

A Psicanálise tem uma promessa futura tirar a humanidade do transtorno existencial e explicar centenas de ‘por quês’ papel que era reputado a Filosofia e esta chamou outros saberes para ajudar a destrinchar, como Teologia, Antropologia, Biologia, Medicina, Psiquiatria. A Psiquiatria vertente da Medicina só conseguiu acalmar um pouco com os psicofarmacos, porém, sucumbiu no campo de batalha cognitivo universal nas diversas arenas, junto com outros saberes.

Pós-Psicanálise e a síndrome do transtorno cognitivo humano

A Psicanálise surgiu finalmente para dar o alento e tirar os humanos da confusão e da síndrome do transtorno cognitivo humano que é capilar social e mundial. Os seres nas suas intersecções finalmente se libertam da confusão e da indiferença e se sentem positivados frente à Psicanálise que mergulha no psiquismo e nos inconscientes e gera respostas até então muito aguardadas.

A Psicanálise consegue mostrar os lados dos dois paradigmas, o ‘haja luz e houve luz’ e o ‘big-bang’ em choque dialético universal. A Psicanálise vai buscar dentro do paradigma ‘haja luz e houve luz’ coisas até então impensáveis que a Filosofia contando com a Teologia não conseguiu dar um mergulho. A Psicanálise ingressa na zona afótica (lado escuro) do cognitivismo humano buscando respostas.

    NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ



    Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Psicanálise.

    A Psicanálise mergulha na profundidade e questiona no paradigma ‘haja luz e houve luz’ que a humanidade teve um pai sem pai, nasceu sem mãe, não usou um seio, Adão nasce do pó. Queima etapas, não enfrenta as fase do psicossexuais. Não teve para ele a negociação oral, anal, uretral, o genital, o complexo de Édipo.

    O mergulho profundo no pensamento humano

    A Filosofia nunca conseguiu chegar nessa área escura, afótica. E a Psicanálise continua suas indagações. Ela será a última fronteira final dentro da esfera cognitiva humana no Planeta antes da humanidade se voltar para o Universo por vertente. A Psicanálise é o único ramo do saber que nos permite dar um mergulho profundo no pensamento humano terreno pelo seu psiquismo e suas construções e após ela vamos então mais preparados entrarmos finalmente no túnel do cosmo.

    Leia Também:  Método terapêutico de Freud: passos e etapas

    As gerações futuras numa quarta dimensão terão a missão de nos entender. Ainda não fomos entendidos e compreendidos e nem captamos bem a motivação existencial, do porque estamos aqui. Porem foi somente com a Psicanálise que conseguimos finalmente dar uma olhada para o futuro longínquo. E ela estará a bordo das futuras aeronaves siderais ajudando mentes e corações que vão empenhar em entender o imenso Universo sem fim

    A Psicanálise após sofrer muitos reveses e óbices de pessoas em crise, não ela, mas pessoas confusas e com intersecções dúbias e em contra posição na sua trajetória no campo cognitivo conseguiu dar a volta por cima sem suplantar nada e sem se impor como uma concorrência e descortinou o mundo, ou seja, ela foi abrindo as cortinas e mostrando afinal quem esta no palco e por que e para onde vamos rumar e quem somos.

    Conclusão

    A Psicanálise nos mostrou que precisamos ir além das meras interfaces pois precisamos ser pluri, multi e transdisciplinares e muito mais ainda, precisamos na pós modernidade ser meta, poli e ecodisciplinareso para chegar nas respostas.

    A Psicanálise vem nos colocando de frente para temas até então inimagináveis. A Psicanálise finalmente passou a ser um grande clássico tremendamente atual.

    O presente artigo foi escrito por Edson Fernando Lima de Oliveira. Licenciado História e Filosofia. Realizando PG em Psicanálise. Realizando PG em Farmácia Clínica e Prescrição Farmacológica; acadêmico e pesquisador de Psicanálise Clinica e Filosofia Clinica. Contato: [email protected]

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *