Psicanálise, Behavorismo e Gestalt: 7 diferenças e semelhanças

Posted on Posted in Formação em Psicanálise, Psicanálise

Por conta da forma como trabalham, a Psicanálise, Behaviorismo e Gestalt são facilmente confundidos. Ainda que vise o trato com a parte psíquica do paciente, esse métodos possuem semelhanças e pontos distintos entre si. Continue a leitura e verifique algumas semelhanças e diferenças entre essas abordagens terapêuticas.

O que é Psicanálise?

A Psicanálise é um caminho teórico que visa explicar como a mente humana funciona. Com isso, ela permite fazer o tratamento de diversas neuroses e distúrbios mentais que acometem milhares de pessoas. A ideia é focalizar na relação entre os comportamentos e sentimentos dos pacientes provocados por desejos inconscientes.

Sigmund Freud idealizou a teoria da Psicanálise, fazendo com que a conhecessem como “teoria da alma”. Com base em seus estudos, nossa inconsciência fomenta quase todos os processos psíquicos que nos acometem. Os mesmos são impulsionados por nossos desejos sexuais reprimidos, de forma a se tornarem consequência dessa repressão.

Assim, nossos desejos, instintos e lembranças ficariam alocados no nosso inconsciente. Valendo-se do método associativo, o psicanalista pode analisar e verificar quais os motivos por trás das neuroses que chegam até nós. Dessa forma, o caminho para construir explicações se dá por meio do comportamento único de cada paciente.

O que é Behaviorismo?

Para entender os pontos entre Psicanálise, Behaviorismo e Gestalt, veja o significado de Behaviorismo. O mesmo se mostra como uma parte da Psicologia que avalia diretamente o comportamento humano. O termo deriva de behavior que se traduzido, indica “conduta” ou “comportamento”.

O Behaviorismo veio como uma proposta de oposição ao estruturalismo e funcionalismo vigentes na época de criação. Com isso, atualmente o mesmo se configura como uma das três principais vertentes da Psicologia. Criado por John Watson, o trabalho indica que dá para prever e controlar o comportamento humano.

O trabalho de Watson acaba por contemplar o comportamento de organismos vivos de forma reacional e funcional. Dessa forma, isso inibe qualquer relacionamento com uma perspectiva mais transcendental. Isso inclui também a introspecção e qualquer tipo de aspecto filosófico no meio. Ainda assim, olha comportamentos objetivos e observáveis.

O que é Gestalt?

Antes de definirmos as diferenças e semelhanças entre Psicanálise, Behaviorismo e Gestalt, olharemos finalmente para o último. Gestalt se mostra como uma doutrina psicológica apoiada na compreensão da totalidade para entender as partes que a compõe. O termo significa “forma” ou “figura”, trazendo a sua origem germânica.

A Psicologia Gestalt é incluída em estudos que visam mapear a percepção da humanidade. A mesma passou a ser trabalhada ainda entre os séculos XIX e XX, carregando a marca de cada tempo. Isso permitiu a união de Wolfgang Kohler, Kurt Koffka e Max Werteimer na sua elaboração. Assim, chegaram até um termo preciso de observação.

Com base nos argumentos de Christian von Ehrenfels, nossa percepção é dividida em duas partes. Enquanto a primeira trabalha a sensibilidade, a segunda é mais formal. Assim, uma cuida diretamente do objeto em si enquanto a outra trabalha ideais e visões pessoais de cada indivíduo.

Sete semelhanças

A Psicanálise, Behaviorismo e Gestalt partilham de semelhanças que as unem quase que como um todo. Ainda que sejam independentes uma da outra, acabam se encontrando em determinados pontos e servem perspectivas ao mesmo propósito. Entretanto, cabe ressaltar que se tratam de abordagens com funcionalidades próprias.

Independente disso, se fundem em:

Objeto de estudo

O ser humano é a principal ferramenta de trabalho da Psicanálise, Behaviorismo e Gestalt. Por meio dele, são empregados métodos e teorias para comprovar a existência ou ausência de alguns fenômenos.

Berço

As três vertentes são exclusivamente pertencentes à Psicologia.

Datam do século XX

Esse encontro se deve à época em que foram criadas, motivo também da confusão sobre. Com isso, acabam carregando elementos do fim do século XIX agregados ao novo centenário.

São aplicáveis em nosso dia a dia

Felizmente, podemos aplicar seus conceitos em nosso cotidiano. Assim, fica mais fácil comprovar o que cada ideia defende.

Visão sobre aspectos psicológicos

A ideia proposta nas três é que seja possível estudar cada fenômeno que nos acontece. Dessa forma, é possível fazer uma interpretação e entender como eles nos impactam.

Impressões

Com base em cada perspectiva, as doutrinas sem valem de percepções para designar um papel a determinado ente.

Concisão em suas buscas

A averiguação de fatos se dá por meio de um processo direto, independente de que este seja intuitivo ou não.



Sete diferenças

Finalmente, chegamos nas diferenças entre Psicanálise, Behaviorismo e Gestalt. A lista abaixo serve para deixar particular cada método de ação psicológico, ainda que possam trabalhar simultaneamente em algo. As diferenças começam em:

Leia Também:  O que é ser Altruísta para a Psicanálise?

Inconsciente

A Psicanálise se vale do inconsciente humano para montar o seu objeto de estudo. Tal caminho não é escolhido nas demais doutrinas.

Comportamento como matéria prima

O Behaviorismo, por sua vez, se utiliza do comportamento humano para entender sua natureza. Este se constrói a partir de influências externas que mudam nosso interior.

Insights

O Gestalt focaliza seu trabalho diretamente na percepção, fazendo assim com que interpretemos o mundo ao redor.

Tabus

Para a época em que foi criada, a Psicanálise chocou muita gente. Isso porque trabalha com temas que envolvem impulso de morte e vida, sexualidade infantil e traumas provocados pela repressão.

Caminho lógico

O Behaviorismo tenta se encaixar em caminhos científicos e é por isso que se vale de métodos experimentais para atuar.

Idealização ao concreto

Para comprovar tudo o que pesquisaram, os fundadores do Gestalt explicavam seus conceitos com uma base metodológica bem concisa.

Divisões

Dentre os três, os Behaviorismo carrega uma forte, embora concisa, divisão quanto aos métodos de trabalho. Elas se mostram como Behaviorismo Radical e Metodológico.

Considerações finais sobre Psicanálise, Behaviorismo e Gestalt

As diferenças entre Psicanálise, Behaviorismo e Gestalt mostram o quão variadas são as abordagens para um mesmo caminho. Embora trabalhem por caminhos diferentes, as mesmas visam responder a questionamentos semelhantes. O ser humano conta com diferentes perspectivas para usar como olhos próprios.

Ainda que sejam diferentes em alguns aspectos, acabam se unindo em vários outros. A ideia central é explicar a natureza inerente ao ser humano e como esta se manifesta em diferentes catalisadores. Para quem procura por respostas, cada uma pode ajudar.

Com tudo o que leu acima, o convido para participar de nosso curso de Psicanálise Clínica 100% EAD. Como dito anteriormente, o mesmo se mostra como uma excelente chave ao estudo do comportamento humano. Por conta dele, você cultiva um autoconhecimento preciso e aplicável, fazendo com que tenha controle sobre suas ações.

Nossas aulas são transmitidas via internet, possibilitando um acesso fácil e rápido a elas. Mesmo com horários flexíveis e ajustáveis à sua rotina, contará com o apoio contínuo e constante de nossa equipe tutora. Com a ajuda deles, alcançará mais rápido o potencial que guarda com a ajuda de nosso rico material didático.

No preço das concisas mensalidades também está incluso um certificado impresso que chegará até você no fim das aulas. Assim, garanta a sua chance de mudar sua perspectiva de si e da própria vida fazendo nosso curso de Psicanálise.

Foi útil para você? Curta, Comente e Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

onze + oito =