Psicanálise Bioniana: Conheça a psicanálise de Wilfred Bion

Posted on Posted in Formação em Psicanálise, Psicanálise

O psicanalista britânico Wilfred Bion desenvolveu métodos que impactaram profundamente a Psicanálise como psicoterapia. Foi ele o inventor da dinâmica de grupo, bastante conhecida das seleções de emprego, causando rebuliço na comunidade terapêutica, mas os convencendo posteriormente. Entenda mais alguns aspectos da Psicanálise Bioniana e o que a difere das demais.

Sem espaço para argumentos técnicos

A Psicanálise Bioniana carrega uma abordagem mais fluida e impessoal que a maioria. Isso fica na fácil compreensão que evoca em seus leitores, já que não precisam de intérpretes a isso. Todo o conhecimento que Wilfred Bion depositou em seu trabalho é acessível e está ao alcance de todos. Basicamente, uma especie de “Psicanálise democrática”.

Ao contrário de outros métodos, a Psicanálise Bioniana se concentra em:

Intuição

O trabalho é feito de forma menos objetiva, relegando a um canto caminhos e soluções óbvias ao cliente. A intuição fomenta diretamente a terapia, de modo a conduzir o terapeuta em alguns pontos que lhe chamam a atenção. Com isso, aliado ao que o paciente necessita, o mesmo se vale da parte subjetiva da mente para lhe ajudar no trabalho.

Grau de vivência

A experiência do psicanalista como profissional e indivíduo ajuda diretamente nos resultados obtidos. Isso porque a sua vivência permite que crie mecanismos adequados para se adequar ao momento presente. Com base em sua própria vivência, o psicanalista propõe soluções adequadas a fim de trabalhar a demanda atual.

Empatia para se aproximar de conceitos

De certo modo, há um lado humanista que acaba permeando a sessão de forma direta. A ideia é que se crie empatia para que se possa fazer uma aproximação de conceitos criados pelo cliente. Isso permite que o psicanalista entenda de verdade o que evocou a sessão, transformando conceitos em realizações.

Aberturas sinceras

Com o seu trabalho na Psicanálise Bioniana, Wilfred Bion proporcionou aos leitores abertura ao novo de forma natural. Com isso, tudo o que era paradoxal passa a ser aceito e melhor visto por quem não tem formação específica. Inclusive o lado místico de nossa existência, fomentado pela perspectiva de Bion em suas obras e discursos.

Além disso, o psicanalista indica o desapego da memória de mundo a fim de que embarquemos em nossa escuridão. A ideia aqui é utilizar de outras abordagens para que procuremos respostas em outras vivências. Isso não é possível quando caminhamos por uma rota tão linear. Assim, a resposta que queremos pode estar em uma alternativa avessa.

O poder do aqui e agora

A Psicanálise Bioniana traz reflexões profundas a respeito da postura do psicanalista na sessão. A transferência entre paciente e ele fomenta essencialmente o “aqui e agora”, influenciando na postura do terapeuta. A ideia é que o psicanalista trabalhe “sem desejo e memória”, de modo a se concentrar no momento presente.

Dessa forma, o único momento onde o psicanalista poderia colaborar com o cliente era no encontro dos dois. Com isso, qualquer intervenção no passado e futuro deve ser posta nos seus respectivos lugares, sem expectativas ou arrependimentos. Assim, apenas a presente sessão importava e era a que devia ser trabalhada.

Esse contato presencial daria a luz do que cada impressão poderia trazer para nós no momento presente. Por meio de questionamentos, buscava significados quanto ao que acabou de ser dito ou feito. Quanto à memória, Bion indicava que a mesma distorcia cada fato. Por ser sensorial, isso acabava por atrapalhar a percepção do presente.

Resultados

Por conta da forma que a Psicanálise Bioniana trabalha, muitos de seus seguidores acabam mudando suas perspectivas. Dada à forma como a mesma funciona, estes indicam que houveram melhora no trato de seus cientes, bem como neles mesmos. Isso fica bem refletido na forma como entregam resultados, graças à:

Percepção aprimorada

Um psicanalista tem a habilidade natural de enxergar os gatilhos que alimentam o comportamento de alguém. Entretanto, a Psicanálise Bioniana consegue expandir um pouco mais a percepção dos terapeutas. Isso porque é bastante comum que seus seguidores tenham mais facilidade em perceber aspectos emocionais subdesenvolvidos nas sessões.

Libertação de impulsos pessoais

É bastante comum que um psicanalista acabe reduzindo seus esforços apenas na cura do paciente. Não é um problema, se isso acabasse não se tornando uma obrigação de cunho pessoal. Segundo o trabalho de Bion, quando se liberta desse desejo e memória, tudo flui naturalmente. Isso permite ao psicanalista mais liberdade para exercer sua tarefa.

Mais satisfação, menos frustração

A busca do psicanalista para ajudar o paciente, eventualmente, pode chegar em rotas desconfortáveis. Cabe ressaltar que não existe um caminho absoluto para se alcançar a verdade, mas o trabalho deve satisfazer os dois. Quando se aborda caminhos alternativos, pode encontrar soluções mais satisfatórias, principalmente aos clientes.

Leia Também:  Como fazer um TCC: tema, escrita e revisão

Sem metas

Por mais absurdo que soe, a Psicanálise Bioniana é desprendida de qualquer obrigação a si mesma. Em geral, muitas pessoas criam um extenso planejamento com o intuito de realizar metas gigantescas. Basicamente, isso se mostra como um plano de vida, de forma a executar grandes ações em pouquíssimo tempo.

Entretanto, o trabalho de Bion propõe uma rota alternada para ajudar os pacientes. A ideia é que não se crie um alvo e, portanto, não se faça uma pontaria sobre. Com isso, o psicanalista acaba por esquecer propositalmente de uma meta, bem como a sua intenção de atingi-la. Não existe obrigação e, com isso, muito menos pressão sobre a pessoa.

Como dito linhas acima, a isenção de ter desejos e memória no trabalho permite uma abordagem e integração mais fluidas. A meta serve apenas integrar em si a figura da perfeição no que fazemos, nos obrigando a sermos extraordinários. Caso não seja observada, pode comprometer a realização e satisfação com o trabalho.

Considerações finais: Psicanálise bioniana

Wilfred Bion proporcionou uma abertura mais democrática à psicoterapia e isso fica evidente na Psicanálise Bioniana. Graças à intervenção dele, o entendimento do comportamento humano fica mais acessível a qualquer pessoa. Dessa forma, um indivíduo comum pode compreender as transformações pelas quais passa na vida.



Ainda que de início tenha recebido rejeição, gradativamente a Psicanálise Bioniana mostrou seu valor. As pessoas passaram a entender que a busca por melhora deve ser feita de forma compreensível para maior assimilação. Quando alguém entende os processos pelos quais vive, entende seus catalisadores e como isto pode reverberar em sua vida.

Já que chegamos até aqui, por que não compreende diretamente a proposta de Bion se inscrevendo no curso de Psicanálise Clínica online? O curso visa esclarecer como alguns processos comportamentais têm o seu início e como isso impacta na vida de alguém. Munido de um autoconhecimento, pode descobrir como levantar soluções a qualquer barreira.

Nosso curso é ofertado via internet, possibilitando uma flexibilidade total de horários. Com isso, você pode estudar quando e onde for mais adequado a você, sem se preocupar deslocamentos ou chamadas. Independente da distância, sempre contará com o apoio de nossos professores para trabalhar o rico material contido nas apostilas das aulas.

Assim que terminar de explorar seu potencial e concluir as aulas, terá em mãos um certificado impresso protegendo suas habilidades. Por meio dele, mostrará suas competências e habilidades ao mundo externo e fará diferença em qualquer ambiente. Inicie já o nosso curso de Psicanálise.

Foi útil para você? Curta, Comente e Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

onze + oito =