recordar repetir e elaborar

Recordar, Repetir e Elaborar para Freud

Posted on Posted in Psicanálise, Teoria Psicanalítica

Você já teve a sensação de que a sua vida nunca vai para frente? Parece que você sempre toma as mesmas atitudes e nunca sai do lugar? Isso é mais normal do que você pensa! Muitas pessoas passam por isso e várias delas estão se sentindo assim nesse exato momento. De acordo com Freud, é necessário recordar, repetir e elaborar.

O que é isso?

Imaginamos que você esteja agora com um ponto de interrogação enorme na sua cabeça. “Como essas três atitudes conseguirão resolver o meu problema existencial?”. Essa é uma boa pergunta, que nós nos propomos a responder neste artigo.

Na verdade, iremos explicar aqui o que o pai da psicanálise disse sobre o assunto e imaginamos que as ideias deles serão bastante esclarecedoras. Nós esperamos que, no final da sua leitura, você já consiga entender o que você precisa fazer para encarar o seu futuro de forma mais positiva.

Freud tratou sobre essa questão em seu livro

Se você tem a sensação de que está parado na vida, leia o texto “Recordar, repetir e elaborar” (1914) de Sigmund Freud. Isso porque o médico austríaco mostrou nesse texto a importância das pessoas procurarem um psicanalista.

Isso porque, ao fazer uma análise, você irá se lembrar de várias coisas: da sua infância; dos desejos que você tinha, mas havia se esquecido; da origem de sintomas, etc. É importante destacar que nós fazemos essa rememoração porque temos em vista um objetivo: a elaboração de um novo futuro.

Afinal, ninguém fica satisfeito em ter uma vida que não sai do lugar. Para isso, é importante voltar ao passado para projetar um porvir mais atraente. Só com essa rápida explicação, você já deve ter entendido o porquê de Freud achar tão importante a recordação e elaboração. Mas e quanto à repetição? Por que será que ela é importante para ele?

O que significa “repetir” para Freud

Freud acreditava que não basta recordarmos coisas para conseguirmos melhorar o nosso futuro. Isso porque existem alguns conteúdos no nosso inconsciente que nos são pouco acessíveis por estarem muito reprimidos. Ainda assim, eles não podem ser ignorados já que dão origem a uma série de sintomas.

Por essa razão, Freud também destacou a necessidade da repetição. Para o pai da psicanálise, é possível acessar pela repetição os conteúdos que não são facilmente acessados no nosso inconsciente. É importante que você entenda que esse conceito não é uma recordação, mas sim um ato.

Freud acreditava que, antes de uma pessoa desenvolver a capacidade de compreender certas experiências (simbolizar), ela recalca aquilo que não é assimilado. No entanto, esse conteúdo reprimido pode se manifestar em forma de ato. Ele não pode ser recordado porque não foi simbolizado.

Exemplo da repetição

Para exemplificar esse conceito, pensemos no caso de uma pessoa que sempre se relacionou com indivíduos agressivos. É possível que essa repetição de suas escolhas esteja relacionada a algum conteúdo inconsciente que ela não é capaz de recordar.

A repressão desse conteúdo pode ser justificada pela forma intensa como essa pessoa o vivenciou ou então pelo fato de essa experiência ter ocorrido em um momento que ela não era capaz de simbolizá-la.

Como ocorre a repetição na terapia

A repetição acontece na terapia quando o paciente atua o conteúdo que está reprimido. Por exemplo, é possível que uma pessoa tenha recalcado um episódio de agressões verbais e acabe repetindo esse ato no seu cotidiano. Se esse for o caso, ela pode acabar fazendo o mesmo com o seu terapeuta no momento em que está sendo analisada.

Leia Também:  Almas afins: a psicanálise das almas gêmeas

Vale mencionar que as repetições podem acontecer a qualquer momento. É possível, por exemplo, que o paciente tenha as suas recordações de forma muito intensa e acabe recorrendo à repetição. O ideal é que, em algum momento, o paciente busque compreender o que originou essas repetições.

Como a elaboração acontece

Ainda assim, mesmo que essa pessoa tenha essa descoberta, pode ser que ela demore para não fazer mais as repetições. Nesse caso, é necessário que o terapeuta tenha paciência porque esse processo é compreensível. Geralmente, leva tempo para as pessoas elaborarem de outro modo o conteúdo que estava reprimido.

Quando elas conseguirem fazer isso, elas poderão dar um novo sentido para essa experiência e os sintomas acabarão desaparecendo.

NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ



Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Psicanálise.

Como aplicar as ideias de Freud na sua vida

Agora que você já entendeu as ideias de Freud sobre recordar, repetir e elaborar,  nós esperamos que você busque aplicá-las na sua vida. É importante tomar a atitude de recordar, repetir e elaborar certos conteúdos do seu inconsciente. Fazendo isso, você será capaz de se livrar de padrões de comportamento nocivos, vivendo de forma muito mais saudável.

Claro que, para isso acontecer, é necessário recorrer à psicanálise. Você só conseguirá passar por todos os processos apontados por Freud com a ajuda de um terapeuta. Sem ele, você não terá condições de identificar possíveis repetições em seu comportamento e também não conseguirá atribuir significado a elas.

Tendo essas questões em vista, nós esperamos ter esclarecido a importância da psicoterapia para o ser humano. Atualmente, muita gente não se preocupa em cuidar da sua saúde mental. Como nós mostramos aqui, a psicanálise pode nos ajudar a resolver muitas questões que nos trazem sofrimento e comprometem o nosso bem-estar.

Curso de psicanálise

Ainda precisamos abordar aqui o nosso curso de Psicanálise Clínica 100% online. Isso porque imaginamos que você também queira ajudar outras pessoas a passar por esse processo de autoconhecimento. Nesse caso, recomendamos que você corra atrás de sua formação como psicanalista.

Com o nosso certificado, você poderá atuar em clínicas e até mesmo em empresas. Vale mencionar que o nosso curso é totalmente online. Assim sendo, você não precisará sair de casa para assistir às nossas aulas.Esse fator te dará a liberdade de montar o seu próprio cronograma de estudos e usar o tempo que for necessário para absorver o conteúdo ministrado.

Também é importante mencionar que você terá acesso imediato ao curso após efetuar a sua matrícula. Assim sendo, não há motivos para você não começar a assistir às nossas aulas hoje mesmo! Não perca mais tempo e faça a sua inscrição. Temos certeza que você se surpreenderá com todo o conteúdo que será ministrado.

Considerações finais sobre recordar, repetir e elaborar

Isto posto, nós esperamos que você tenha entendido o que Freud disse sobre recordar, repetir e elaborar. Comente o que você achou das ideias do médico austríaco. Além disso, compartilhe esse texto com seus amigos para que eles também possam compreender o funcionamento de uma análise.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

19 + dezessete =