sobre viver o presente

Sobre Viver o Presente: algumas reflexões

Posted on Posted in Comportamento

Sobre viver o presente é importante, porém difícil por ter tanta interferência de nossos pensamentos que vêm soltos a todo o momento em nossas vidas.

Entendendo sobre viver o presente

Viver o hoje significa decididamente tomar decisões com um olhar reflexivo para evitar repetir erros do passado e ao mesmo tempo visualizar que o hoje terá consequências no futuro. O ideal é pensar atitudes agora analisando erros, ainda sem se apegar demasiadamente ao passado, e pensar o futuro e tentar visualizar o resultado de escolhas de hoje. Talvez essa seja a maior dificuldade.

Porém devemos considerar que embora tudo isso seja absolutamente importante, é ainda mais urgente viver o hoje sem se paralisar por fatos passados e futuros. Penso que seja mais produtivo quando toda essa ideia de passado e futuro esteja no inconsciente como um guia para uma vida melhor. Com isso, a vida no presente seria mais decisiva com a consciência nítida do presente e uma leve noção de todo o contexto que envolve outros tempos também.

Concentrar-se em viver o hoje é uma tarefa que exige esforço porque desenvolver responsabilidades essenciais e ao mesmo tempo viver de forma leve não é muito conciliável. Assim como tudo que se aprende, sentir o hoje é uma atividade a ser desenvolvida por todos nós. Em relação a essa dificuldade, há muita busca pela meditação, e muitas comprovações das dificuldades vividas pelos iniciantes. Isso mostra que as vezes pensamos poder dominar nossos pensamentos, mas a dificuldade é percebida ao tentar colocar em prática.

Sobre viver o presente e encerrar ciclos

Outra coisa muito importante é encerrar ciclos, pois, alimentar o hábito de pensar somente no passado vai prejudicar viver algo que esteja acontecendo hoje. Quando o foco fica sempre em ciclos que não admitimos ter encerrado, muito se prejudica o equilíbrio para viver o hoje. Não encerrar ciclos faz com que nossa atenção fique muito presa a encontrar soluções para algo que já não tem como alterar.

Por outro lado, cada vez mais se fala em ansiedade, que é justamente pensar demais no futuro e não conseguir visualizar tantas coisas que podem ser feitas no momento presente e tantas coisas que de tão distantes não poderiam, nem deveriam interferir na paz de se tentar viver o agora. O ideal é assumirmos a responsabilidade de fazer planejamentos de tempos e tempos.

Quando planejamos criamos uma clareza sobre o que é urgente e o que depende de tempo para se realizar. Essa clareza permite vivermos o presente por termos analisado o melhor momento de desenvolver cada coisa e resolver cada preocupação. Viver o presente inclui também a ideia de aprender admirar as coisas como turistas, ver o desenvolvimento dos filhos pelos gestos e não só por mudanças na numeração da roupa, ler enquanto desenvolve a imaginação e não só superficialmente, criar algo novo no ambiente e sentir a própria respiração para sentir-se vivo.

Viver o momento hoje

Muito se fala sobre viver o hoje, mas na prática há dificuldades que dificultam a paz interior. Essas dificuldades geralmente são superadas com o tempo, com as tentativas, ou seja, com o treino. É importante treinar a arte de agradecer pelo que se tem hoje, de enxergar o presente, de respirar o momento. Há um livro que já nos traz uma ótima confirmação disso no título: “O sucesso é treinável”. Isso porque onde há dedicação e treino verdadeiro há resultados.

O momento presente precisa ser vivido como celebração de conquistas e treino para as próximas conquistas sem pular etapas para não deixar de viver o hoje. Provavelmente um ponto importante a se considerar seja não se preocupar tanto com o julgamento de outras pessoas.

Acrescento essa ideia com o objetivo de esclarecer que perdemos muitos momentos felizes por medo de sermos julgados pelas nossas atitudes. Mas precisamos nos conscientizar que o julgamento de outra pessoa diz respeito ao jeito dela pensar e não ao nosso jeito de ser feliz. Ignorar os julgamentos pode melhorar bastante a forma de se contemplar o dia.

Conclusão

Aproveito o espaço aqui para alertar que se não temos muita clareza de como fazer algo, um palpite é muito importante. Mas, é necessário se conhecer para conseguir avaliar se o julgamento das pessoas realmente tem algum fundamento para melhorar quem somos.

Se for algo importante poderemos agradecer e melhorar, mas se for algo paralisante, é necessário saber ponderar. Assim fica mais fácil viver o hoje. Desligar um pouco a preocupação excessiva e manter clareza dos valores, crenças e objetivos na vida. Viver o presente é libertador e essencial para ter bons motivos para celebrar a vida.

Leia Também:  Viva o Hoje: qual a importância e como fazer?

O presente artigo foi escrito por Ivia ([email protected]).

2 thoughts on “Sobre Viver o Presente: algumas reflexões

  1. Em Administração tem duas teses: “Administrar é resolver conflitos” e a outra seria “caminhar nas nuvens”: planejamento estratégico, governança “&Cia”! Quantas pessoas que começaram carreira na Década de 80, se homem, não tenham imaginado, chegarem em 2015 (1980/2015), aposentados, afinal o principio do Direito é que “Contrato é ato jurídico perfeito” e a legislação vigente à época da assinatura estabelecia 35 anos de carreira. Eis que em 1998, foi criada a “expectativa de direito e pedágios” para postergar a concessão da aposentadoria, doravante! Isto posto: qual seria a razão de planejamento a longo prazo, de “consumirmos energia” com o futuro: via de regra, Incerto. O tempo presente é dádiva! Cada dia é uma página da nossa vida onde a questão é: escreveremos a nossa História ou a escreverão por nós!

  2. Muito bom texto! Tem um trecho de um livro clássico, que diz: ” Portanto, não se preocupem com o amanhã, pois o amanhã trará as suas próprias preocupações. Basta a cada dia o seu próprio mal. ” Mt.6:34

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.