meditação

Meditação: o que é, como fazer, quais as técnicas?

Posted on Posted in Comportamento, Psicanálise

No artigo de hoje, trazemos um compilado de respostas para perguntas muitíssimo comuns sobre meditação. Para muitas pessoas, essa ainda não é uma prática muito clara. Enquanto alguns a associam com religiões tais quais a budista, outros apenas se mantém céticos quanto à sua eficácia. Com este texto, gostaríamos de esclarecer o que realmente está envolvido na prática da meditação para que mitos e ignorâncias ganhem menos força quanto a isso. 

Para começo de conversa, o que é a meditação?

Bom, a meditação nada mais é do que uma prática que te ajuda a se manter presente no momento presente. A princípio, não parece muito difícil estar presente. Não é isso que nós fazemos todos os dias, em todos os momentos? Ficamos presentes? Bom. na verdade não é em todo tempo que isso acontece e, pior que isso, muitas doenças do século nascem justamente da nossa falta de habilidade de permanecer no agora.

Veja a ansiedade e a depressão, por exemplo. Na ansiedade, você antecipa todos os contextos possíveis em que a sua vida ou a vida de outra pessoa podem ser prejudicadas por algum infortúnio. No caso da depressão, você se prende fortemente ao passado sem libertar-se.

Tendo isso em vista, perceba a importância de se manter presente no momento presente. Quando você o faz, se torna consciente de que não faz sentido se preocupar com os problemas do amanhã. Tampouco vale a pena se concentrar desesperadamente no passado. Você se liberta das frustrações que teve e evita pensar nas frustrações que poderia vir a ter. Porque, no final das contas, tudo o que você tem é o presente e isso é a sua fonte de calma e certezas.

Como fazer meditação?

Naturalmente, depois do que dissemos acima é comum se perguntar sobre como fazer meditação. Em geral, o procedimento é muito simples. Você arranja um momento no seu dia e simplesmente escolhe focar absolutamente em nada. 

Ora, aí a coisa já começa a ficar difícil não é? É por isso que existem tantas técnicas e muitas pessoas alegam não conseguir meditar direito. A princípio parece muito fácil sentar e não fazer nada. No entanto, não estamos falando de não fazer nada, mas de não focar nem pensar em nada. Isso já é muito mais difícil, pois os nossos pensamentos são muito mais incontroláveis do que o nosso corpo.

Para ajudar com isso, muitos professores de meditação recomendam que você tome algumas decisões para dar o tom de um momento meditativo. Para isso, você pode ir a um lugar silencioso e calmo. Pode ser um local fechado como o seu quarto, mas muita gente prefere locais abertos como parques e praias. Além disso, é bacana sentar de pernas cruzadas e fechar os olhos. A parte de fazer aquele movimento com as mãos e dizer “Ahummm” é opcional!

Quais são os benefícios da meditação?

Apesar de muitas pessoas permanecerem descrentes a respeito dos benefícios da meditação, eles são muitos. Podemos começar a discuti-los trazendo à tona mais uma vez o que dissemos sobre depressão e ansiedade. Uma vez que a meditação “obriga” a pessoa a se desvencilhar da situação temporal em que ela vive todos os dias, a prática ajuda a pessoa a entender que passado e futuro não são tão reais assim. O real é o presente.

Além disso, recomenda-se muito a meditação para estudantes de modo geral. Já há uma constatação cada vez maior de que a meditação colabora com a concentração e até armazenamento de informações. Assim, se você costuma dormir bem para descansar a sua mente, já faz muito por si mesmo. Contudo, se além disso, você medita, está potencializando sua capacidade de guardar informações e ter equilíbrio.

Leia Também:  Marketing digital para psicólogos e psicanalistas: 20 dicas

Por fim, vale a pena mencionar que a meditação parece ter efeitos colaterais sobre vários problemas físicos e mentais. Assim sendo, se você passou esse tempo todo sem acreditar que meditar pode ajudar muito, é hora de abandonar esse preconceito. Você não precisa de muita coisa para começar. Um local reservado e disposição para aquietar a mente são suficientes!

A meditação diária é tão importante assim?

Bom, antes de qualquer coisa, a meditação é um exercício. Na escola, quando praticamos exercícios todos os dias, melhoramos e conseguimos fazê-los de cor. No caso da meditação, que já é uma prática difícil, é importante exercitar essa habilidade todos os dias.

Você verá que os primeiros dias de meditação serão muito diferente do conceito de esvaziamento total da mente. Esse é um feito bastante difícil de conseguir. No entanto, ão é tão difícil que alguns dias tentando não façam diferença. Nesse caso, realmente a prática leva à “perfeição”, que pode ser definida como a simples conquista de um ou dois minutos totalmente focado no agora. 

Quanto mais praticar, mais verá o conceito de meditação tomando vida dentro de sua mente. Além disso, conseguirá ter uma noção sobre benefícios de meditar que aparecem para as pessoas de maneira progressiva. Você não se torna equilibrado do nada, de um dia para o outro. Essa é uma conquista que vai se fortalecendo na medida em que você se esforça para obtê-la. Ademais, em alguns dias você consegue se manter em paz por alguns minutos ou por semanas.

Quais são as principais técnicas de meditação?

Para te ajudar a começar a meditar, selecionamos abaixo algumas modalidades que são sucesso entre os praticantes iniciantes. Elas te ajudarão a se sentir mais eficaz no processo, pelo menos até que você se sinta confortável para tentar meditar sozinho.

  • guiada – ela pode ajudar muito no começo, pois principiantes geralmente ficam em dúvida sobre o que deveriam fazer para focar;
  • transcendental – esse tipo de meditação se apóia nos mantras, ou seja, alguns sons específicos com propriedades psicoativas que ajudam no processo;
  • matinal – para algumas pessoas, é melhor meditar de manhã, pois o dia está começando e há muito o que notar e agradecer;
  • Ho’oponopono – essa meditação tem foco específico em questões como amor próprio e perdão.

Considerações finais sobre a meditação

Esperamos que este artigo tenha despertado em você o desejo por aprender como meditar. Garantimos que essa é uma decisão de que você não vai se arrepender! Se quiser saber mais sobre meditação e sua relação com a Psicanálise, não deixe de conferir nosso curso de psicanálise 100% online! Ele te ajudará a perceber o porquê de a meditação ser tão importante para tratar transtornos!

NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ



Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Psicanálise.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dois − um =