Entendendo o Transtorno de Ansiedade

Entendendo o Transtorno de Ansiedade (TA)

Posted on Posted in Transtornos e Doenças

Com o presente texto, entendendo o Transtorno de Ansiedade, você conseguirá perceber que a ansiedade é uma emoção ligada a preocupação e nervosismo em situações cotidianas. Ela pode ser uma reação normal do corpo ou a indicação de um transtorno.

Entendendo o Transtorno de Ansiedade

É caracterizado como transtorno quando ocorre em momentos indevidos, ocorre com frequência ou é intensa e duradoura e se torna excessiva ou obsessiva, interferindo no dia a dia. Durante uma crise de ansiedade a pessoa não consegue se manter ao momento presente e sente uma grande tensão, às vezes sem motivo aparente.

Os sintomas podem ser palpitações, frequência cardíaca elevada, respiração rápida, medo. enjoo, tontura, sudorese, boca seca, zumbido no ouvido, falta de concentração, inquietação, irritabilidade, insônia, pesadelos, choro, apreensão, tremores, náusea e comportamento compulsivo. O transtorno de ansiedade é muito comum, e o tratamento é feito pelo psiquiatra e psicólogo.

A ansiedade é uma sensação de nervosismo, preocupação e desconforto, sendo uma experiência humana normal. Ela também está presente em transtornos psiquiátricos como a síndrome do pânico e fobias, todas que representam angústia e disfunção relacionadas à ansiedade, à preocupações e ao medo.

Entendendo o Transtorno de Ansiedade através do comportamento diário

Com grande frequência os transtornos de ansiedade modificam o comportamento diário, fazendo com que a pessoa evite coisas, pessoas ou situações. As causas de crises de ansiedade são desconhecidas, porém pode ser relacionado com fatores genéticos, ambiente, constituição psicológica, doença física ou drogas. Problemas de saúde como doenças cardíacas, hormonais, e doenças pulmonares também podem causar ansiedade.

Alguns remédios como corticóides, antidepressivos, remédios emagrecedores, e outra drogas podem causar crises de ansiedade, assim como o álcool, cafeína, estimulantes, anfetaminas, fitoterápicos (como por exemplo o guaraná) e sedativos(como os Benzodiazepínicos) podem desencadear ansiedade.

A ansiedade pode surgir esporadicamente, subitamente ou gradualmente, e de intensidade variada, desde angústia a ataques de pânico. A pessoa com transtorno de ansiedade é mais propensa a ter depressão e distúrbios do sono, e algumas pessoas com depressão podem desenvolver o transtorno de ansiedade.

A avaliação e o tratamento

A avaliação e tratamento geralmente é feito por um médico clínico/ pediatra ou psiquiatra. É feito um exame físico e podem ser feitos também exames de sangue para verificar a presença de problemas de saúde. O tratamento é feito com farmacoterapia, psicoterapia e tratamento de outros distúrbios ativos. O diagnóstico preciso é muito importante para estabelecer o tratamento correto, uma vez que ele difere para o tipo de transtorno de ansiedade.

Além disso, a ansiedade deve ser diferenciada de outros transtornos de saúde mental. Na psicanálise o objetivo é compreender os fatores e as consequências da ansiedade na saúde do paciente. Um estudo evidenciou que a ansiedade tem relação direta com a expectativa e necessidade de algo, que atuam como gatilho para acionar os sintomas.

Concluiu-se que os sintomas de ansiedade não são um desfecho intrapsíquico, mas a decorrência de um esforço da pessoa em evitar situações conflitantes e que geram problemas. As pessoas com ansiedade apresentam medo em excesso, dificuldade para relaxar e preocupação com julgamento de terceiros em relação ao desempenho pessoal, necessitando renovar a autoconfiança.

Entendendo o Transtorno de Ansiedade com a Psicanálise

As situações do cotidiano podem se transformar em ameaças, fazendo com a pessoa fique paralisada. Ela pode afetar o convívio do paciente, que passa a evitar situações que possam existir risco à vida ou à segurança. É um mal do século e se tornou objeto de estudo de vários especialistas.

Leia Também:  Psicanálise e adicção: análise para superar vícios

O neurologista e psiquiatra Sigmund Freud desenvolveu suas bases teóricas sobre a mente e o comportamento do ser humano com o intuito de compreender a gênese da histeria, da neurose e da psicose. Ele percebeu que a ansiedade é uma condição que afeta excessivamente o ser humano, pois os distúrbios estão associados às reações do organismo em situações estimulantes, sendo altamente desgastante e que as pessoas perdem o controle de suas vidas.

As mudanças de comportamento e as exigências do mundo, com excesso de informações e atividades, geram estresse e elevam o nível de ansiedade na maioria das pessoas e afetam o convívio social. Se tratando de objetivos específicos, podemos citar: analisar os distúrbios, identificar os fatores desencadeantes, relacionar os mecanismos de defesa aos sintomas de depressão. Dentro dessa perspectiva, o transtorno de ansiedade a partir de uma ótica psicanalítica é um retorno à subjetividade, ao questionamento e à complexidade.

Freud e a ansiedade

Sigmund Freud afirma que a ansiedade é consequência de traumas de infância que foram rechaçados pelo Ego como mecanismos de defesa, e a relação entre o desamparo e a angústia da castração, onde a perda do objeto ou privação equivale a separação da mãe, fazendo com que o indivíduo tenha a sensação do desamparo devido a sua necessidade pulsional.

A ansiedade pode ser desencadeada com o desamparo social, a necessidade de pertencimento a um grupo e a aceitação pessoal. Esses fatores desencadeiam gatilhos para sintomas associados ao medo.

    NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ



    Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Psicanálise.

    A psicanálise contribui na subjetivação do diagnóstico, considerando sua fala, comportamento, pensamento e corpo, à uma pessoa marcada por questões sociais, econômicas, culturais e psíquicas.

    O presente artigo foi escrito por Thaís de Souza. Estudante de Psicanálise, 32 anos, Carioca. th.thaissouza (Instagram e blog pessoal)

    One thought on “Entendendo o Transtorno de Ansiedade (TA)

    1. Interessante. Ando estudando bastante os transtornos de ansiedade.
      Causa muito comum entre as pessoas, especialmente nos dias atuais.
      Cada vez mais, entendo como funciona a psique humana.

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *