Efeito de ancoragem: significado em PNL e Psicanálise

Posted on Posted in Formação em Psicanálise, Psicanálise

Se você chegou até aqui, é bem capaz de já ter ouvido falar sobre algo chamado efeito de ancoragem. Você pode ter ouvido sobre o termo em alguma palestra, em alguma conversa, ou até mesmo na tv. No entanto, não é possível garantir que você ouviu sobre a mesma coisa que vamos discutir hoje.

Isso porque o efeito de ancoragem pode ser abordado de várias perspectivas. Pensando nisso, a gente trouxe a definição do que é ancoragem e as perspectivas do efeito diante no PNL e da psicanálise. Claro, vamos definir também cada uma dessas coisas, pois se vamos falar disso, é importante entender o que elas significam.

Ancoragem de acordo com o dicionário

Vamos começar essa conversa com a definição de ancoragem no dicionário. Primeiro, essa palavra é um substantivo feminino. Além disso, em seu significado estrito, há poucas definições:

  • É o ato ou ação de ancorar algo. Isso significa prender ou amarrar algo ou algum equipamento em um determinado lugar. Ao fazer isso, você torna-o estável, e assim pode utilizá-lo de maneira mais segura. Por exemplo, se você precisa subir em um navio, você não consegue fazer isso se ele não estiver ancorado;
  • Ela também é a posição de um navio ancorado.

O antônimo direto de ancoragem é “solto”.

O que é PNL

PNL é a sigla que denota a programação neurolinguística. Ela, por sua vez, estuda a estrutura da experiência subjetiva. Contudo, além de estudar, desenvolve ferramentas que podem ser aplicadas em todas as interações humanas.

Esse estudo é focado em processos conscientes e inconscientes que se combinam e resultam nos comportamentos. Por essa razão, a PNL se propõe a, através da programação neurolinguística, alterar as estruturas de determinados comportamentos. É a busca pela reprogramação que leva uma pessoa a atingir melhores resultados.

Definição básica de psicanálise

Diante disso, vamos dar uma breve definição sobre o que é Psicanálise. Afinal, precisamos entendê-la pelo menos em linhas gerais para que a gente possa relacioná-la ao efeito de ancoragem. Em nosso blog, há muito mais artigos sobre psicanálise. Caso você tenha interesse, é só continuar acompanhando os conteúdos que postamos todos os dias.

A Psicanálise é um ramo clínico teórico que se ocupa em explicar o funcionamento da nossa mente. Ela se propõe a ajudar no tratamento de distúrbios mentais e neuroses e, para isso, busca relacionar os desejos inconscientes, comportamentos e sentimentos vividos por nós.

Por esse motivo, ela também é conhecida como a “teoria da alma”. O neurologista Sigmund Freud é considerado o pai desse ramo e, para ele, a maioria dos processos psíquicos são inconscientes e dominados pelos desejos sexuais.

O que é o efeito ancoragem

Agora que a gente já sabe um pouco mais sobre os conceitos discutidos acima, vamos falar sobre o efeito de ancoragem. Esse é um viés cognitivo que descreve a tendência de se ancorar a uma parte de uma informação recebida. Essa ancoragem seria significativa durante o processo de tomada de decisão sobre algo.

Isso significa que quando recebemos uma informação, a gente tem uma primeira impressão fixa sobre ela. Assim, a gente não consegue afastar dessa primeira impressão, pois ficamos ancorados a ela.

Leia Também:  Energia vital: recarregue a energia mental e física

Há inúmeros estudos que vem testando esse efeito. O principal método é apresentar uma informação e pedir para se tomar uma decisão que nada tenha a ver com isso. Porém, essa mesma decisão deve ser em relação a algo que a pessoa não possua muito conhecimento. Os resultados apontam que, mesmo não tendo influência real, a informação influencia em como a pessoa reagirá.

A ancoragem para a Psicanálise

Como a gente viu no tópico anterior, o efeito de ancoragem está relacionado ao pensamento humano. Ou seja, esse pensamento pode moldar e transformar opiniões de acordo com a experiência humana. Além disso, a ancoragem pode se estabelecer em questões inconscientes.

As âncoras são como pontos de referência em nossa mente. Assim, elas podem nos remeter a lugares mais específicos em nosso “mar de experiências”. Diante dessa informação, a Psicologia vem tentando nos ajudar a entender como a nossa mente trabalha.

Saiba mais…

Ela entende que coisas profundas, traumas de nossa infância podem interferir em nossas tomadas de decisão. Afinal, para a Psicanálise, situações que vivemos na nossa primeira infância nos marcam profundamente. É preciso, portanto, entender quais são as nossas âncoras.

    NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ



    Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Psicanálise.

    Não podemos esquecer também que o efeito de ancoragem é tendência de fixarmos em uma informação como ponto de partida. Afinal, uma vez fixado este ponto, temos dificuldade de ajuste diante de informações posteriores. E por isso, além de entender nossas âncoras, é entender como modificar essas informações.

    Ela é um mecanismo automático, inato e involuntário. Por isso, resistir a essa âncora é difícil e um processo complicado. Assim sendo, a terapia psicanalista tenta relacionar toda a questão inconsciente com os comportamentos resultantes.

    A ancoragem para o PNL

    Dentro da PNL, o efeito de ancoragem é uma técnica. Como vimos lá em cima, a PNL foca na programação neurolinguística para alcançar novos resultados. Dessa forma, a ancoragem é uma das técnicas da PNL. Essa técnica é utilizada para criar ou modificar respostas associadas à um estímulo.

    Já dissemos que a ancoragem está no nosso cotidiano, na nossa mente. Por exemplo, quando estamos apaixonados e ouvimos uma música sobre amor, vamos lembrar dessa pessoa quando ouvirmos ela. Pode a paixão passar, mas a lembrança fica. Ela pode até nos fazer retornar para aquele tempo, suscitar sentimentos.

    A PNL acredita que podemos criar ancoragens positivas para estados emocionais positivos. Assim, essas ancoragens nos ajudarão a tomar decisões mais positivas diante de diversas situações. E, consequentemente, para realizar a ancoragem, é preciso identificar o estado emocional que desejamos ter.

    Saiba mais…

    Normalmente nós queremos voltar para um estado de tranquilidade, paz, alegria, euforia e bem-estar. Assim, o importante é focalizar no queremos, mas também entender o que não queremos. Segundo a PNL, quando pensamos no que não queremos, nossa mente constrói essa imagem. A partir dessa construção, a nossa mente pode nos levar para a aquele lugar.

    Por essa razão, é importante mudar a nossa forma de pensar e não focar no que não queremos, mas no que queremos. Exemplo, “quero ficar em paz” e não “não quero ficar nervoso”. Afinal, nossa mente é poderosa, e nossos comportamentos são influenciados por ela. Dessa forma, saber usar as ferramentas certas para nos ajudar é essencial.

    Considerações finais

    Vimos neste artigo como o efeito de ancoragem interfere em nossa vida. Ele interfere nos nossos comportamentos, na nossa resposta ao mundo. Interfere ainda, principalmente, nas nossas decisões.

    Leia Também:  Eletroterapia: o que é, como funciona?

    A maneira como recebemos informações e qual o tipo de informações que agem diretamente nos resultados de nossas vidas são importantes. Assim, entende-se que é necessário entender como as novas e antigas informações moldaram nossa psique. Além disso é preciso reconhecer, analisar e modificar o que for preciso.

    Tanto a PNL como a Psicanálise vêm ao nosso socorro para fazermos essa trajetória de compreensão. São visões diferentes, perspectivas diferentes, porém, todas são eficazes. Tudo depende do que esperamos e queremos.

    Conheça nosso curso de Psicanálise Clínica

    A gente espera que este artigo tenha lhe ajudado a compreender melhor o efeito de ancoragem e essas perspectivas. Além disso, se você tem interesse em conhecer mais sobre isso e sobre a Psicanálise, nosso curso de Psicanálise Clínica online pode te ajudar. Não deixe de conferir!

    One thought on “Efeito de ancoragem: significado em PNL e Psicanálise

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *