o que é anorgasmia

Anorgasmia: o que é, sintomas, tratamentos

Posted on Posted in Transtornos e Doenças

Anorgasmia é uma disfunção sexual que causa a incapacidade de chegar ao orgasmo. Ou seja, a pessoa não consegue alcançar o ponto máximo durante o sexo, ainda que ocorra a devida estimulação sexual.

Esta disfunção advém de fatores físicos e psicológicos, podendo causar dores, prejudicar relacionamentos amorosos e levar ao estresse. Então, saber os sintomas é o primeiro passo para procurar a ajuda do profissional que lhe trará o tratamento correto.

Quais são os sintomas anorgásmicos?

Antes de tudo, esta disfunção não pode ser confundida com a falta de estímulo durante a relação sexual. Ela é uma dificuldade, e até mesmo impossibilidade, de atingir o clímax no sexo, ainda que devidamente estimulado.

Além da ausência do orgasmo, para os homens, os sintomas podem ser de dores nos testículos. Enquanto que, para mulheres, as dores podem acontecer na região pélvica. Estes sintomas, em geral, advêm da pressão causada pela excitação e a ausência do relaxamento causado pelo orgasmo.

Como saber se atingi o clímax sexual?

Atingir o orgasmo, clímax, gozo, é o ápice do prazer sexual, ocorrido durante o sexo ou masturbação. É uma sensação atinge nosso cérebro e descarrega um prazer intenso para todo corpo.

Afinal, como saber se o que senti é realmente um orgasmo? Nas mulheres, pode ocorrer de diversas maneiras, como o clitóris ficar sensível ao toque, contrações involuntárias e inchaço na parte externa da vagina.

Para os homens é fácil identificar, pois, ocorre com a ejaculação. Ou seja, o clímax resulta na contração dos músculos periuretrais, eliminando um líquido.

Tipos de anorgasmia

Diversos são os tipos desta categoria de disfunção sexual, não somente àquelas relacionas a ausência do orgasmo, que são:

  • Primária: a pessoa nunca teve um orgasmo, nunca experimentou a sensação;
  • Secundária: dificuldade em atingir o clímax, embora já tenha o experimentado antes;
  • Situacional: é aquela em que somente com determinado estímulo sexual consegue chegar ao orgasmo. Como, por exemplo, durante masturbação ou sexo oral. Este é o tipo mais comum, e provavelmente muitos acreditam não ser, de fato, anorgasmia;
  • Generalizada: embora excitado e com estimulações sexuais, é incapaz de atingir o orgasmo, em qualquer situação, nada é suficiente para chegar ao ápice.

Principais causas?

Geralmente as causas da anorgasmia são fatores atrelados a mente, como, por exemplo:

  • condições de saúde mental, como depressão ou ansiedade;
  • uso de certos medicamentos para depressão, como os inibidores de recaptação de serotonina;
  • estresse;
  • crenças limitantes, como culturais ou religiosas, que levam a culpa em razão de preconceitos relacionados ao sexo;
  • histórico de abuso sexual;
  • baixa autoestima e timidez;
  • problemas de relacionamentos amorosos, sobretudo pela falta de autoconfiança;
  • não conhecer seu próprio corpo;

Em resultado dessa combinação de fatores, o orgasmo pode não acontecer, trazendo sofrimentos psicológicos e, até mesmo, físicos.

Por outro lado, a anorgasmia também pode ser causada por razões físicas, como, por exemplo, cirurgias que alteram o funcionamento dos órgãos genitais, envelhecimento e doenças neurológicas.

Assim como também pode advir de causas hormonais, que podem ser deficiência de testosterona, aumento da prolactina e hipotireoidismo.

Anorgasmia tem cura?

Somente profissionais especializados poderão dar um diagnóstico para um tratamento adequado. Pois, como falamos, as razões podem ir muito além das questões físicas-biológicas.

O que você está passando pode ter sido causa de situações advindas do seu inconsciente, de onde vem os seus comportamentos e desejos. Fatores estes que um profissional psicanalista pode descobrir e trazer uma solução efetiva.

Raramente a anorgasmia advirá de questões físicas, porém, caso aconteça, médicos poderão contribuir para cura, como ginecologistas e urologistas.

Anorgasmia feminina

Embora possa acontecer com homens, a maioria dos casos de anorgasmia acontece com mulheres. Isso acontecer por diversos motivos, como a falta de estimulação sexual feita incorretamente pelo parceiro durante o sexo.

Ainda, mesmo que estejamos em uma sociedade moderna, com toda informação acessível, ainda existem restrições relacionadas a cultura e religião. Muitas mulheres ainda sentem que o sexo deve ser somente para reprodução humana, sentindo culpa por sentir prazer, enxergando como pecaminoso.

    NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ



    Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Psicanálise.

    Então, além das causas de ordem psicológica e física, também existem as questões socioculturais e religiosas. Que podem ser solucionadas, ao longo do tempo, através de educação sexual e cultural.

    Leia Também:  Psicanálise e adicção: análise para superar vícios

    Quais são os tratamentos?

    Como falamos, basicamente os tratamentos da anorgasmia são realizados tendo em vista suas causas prováveis. Entre eles, os mais comuns são:

    • Sessões de psicoterapia;
    • Alterar medicamentos antidepressivos que podem causar efeitos colaterais neste sentido;
    • Tratamento médico para condições subjacentes;
    • Terapia de casal;
    • Reposição hormonal;
    • Anatomia do corpo.

    Antes de tudo, o mais importante é assumir para si mesmo que algo está errado em sua vida sexual. Logo após, procurar por profissionais especializados, em geral, será preciso uma equipe multidisciplinar, como, por exemplo, terapeuta e ginecologista ou urologista.

    Considerando ser a anorgasmia causada, em sua maioria, por questões da psique humana, os tratamentos nesta perspectiva são os mais eficazes. Neste sentido, o psicanalista poderá ajudar a entender a origem causadora da inibição do ápice do prazer sexual e dar um tratamento mais assertivo.

    Este profissional especializado atuará com foco na descoberta de traumas, vergonhas, preconceitos e crenças. Verificando, assim, como estes fatores vêm influenciando como causa para anorgasmia.

    Está passando por isso e não sabe como começar a se tratar?

    O equilíbrio do corpo e da mente é o que lhe fará sair deste sofrimento. Uma angústia que você também nem sequer que se tratava de uma disfunção sexual curável. Trabalhar com seu autoconhecimento e questões da mente será primordial para que, a partir de então, possa usufruir de todos os prazeres que uma relação sexual deve ter.

    Portanto, a incapacidade de chegar ao orgasmo pode ser muito frustrante e impactar diretamente em seu relacionamento, e até mesmo em questões sociais. Pois, muitos podem ter a autoestima diretamente afetada, até mesmo pela falta de informação sobre o tema.

    A importância do psicanalista

    Sobremaneira, raramente conseguirá encontrar as causas mais profundas de sua mente sozinho, pois os problemas podem estar, até mesmo, seu subconsciente. Dessa maneira, o profissional em psicanálise que irá encontrar em sua psique quais são os problemas de relacionamentos ou estressores causadores da ausência do orgasmo.

    Entender como funciona a psicanálise lhe ajudará no autoconhecimento, pois trará visões que por si só seriam impossíveis de obter. Ao passo que também irá melhorar os relacionamentos interpessoais, principalmente o amoroso. Não precisa mais sofrer sozinho, procure ajuda.

    Ainda, o que acha de também ajudar outras pessoas? Conheça nosso curso de psicanálise clínica e comece a ajudar pessoas que estão sofrendo com esta disfunção sexual. Como falamos, certamente as causas são relacionadas às profundezas da mente subconsciente.

    Ainda, deixe seu comentário abaixo, conte o que achou deste artigo e se podemos lhe ajudar mais sobre o assunto. Também nos ajude a produzir mais conteúdos de qualidade, curtindo e compartilhando este artigo em suas redes sociais.

    2 thoughts on “Anorgasmia: o que é, sintomas, tratamentos

    1. Quando a gente pensa na fisiologia sexual, não tem como negligenciar a psique: a atração vai muito além de um corpo atraente, na hora “h” é meio que se auto afirmar sexualmente: a “feminista” como contrariar tal ideologia em “mostrar” ao homem que tenha tido orgasmo com ele, ai como chegar ao trabalho e “voltar a batalhar” para mostrar ser superior ao colega (que é homem)! Noutra ponta, a “alegria” de taxista, por exemplo (fato real) que sempre se prontifica (claro, cliente é tudo igual) a buscar um transformista que entra no táxi com traje masculino e “se transforma” no percurso. Ele não se vestiria em local “apertado” para “atuar” se não estivesse começando o trabalho antes de “descer do taxi”: todos os profissionais do sexo, sabem que muitos que desejam serem penetrados, se sentem “melhor” com travestis, como idealizando um contexto “hetero”! Num dos programas o Silvio Santos, mostrou travestis antes de se travestirem, com voz natural e depois com a “transformação”, onde as pernas “femininas” cumpridas e “torneadas” eram de fato, de homem! Silvio ficou até perplexo! Então a gente conclui que é exceção, digamos assim, a causa física das disfunções sexuais e, predomina a “guerra dos sexos”, até “na cama” e em, especial, entre homens: como admitir prazer em ser penetrado no ânus, sem o “ativo” travestido de mulher!!!

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.