o-que-sao-atos-falhos

Atos falhos: significado e exemplos na Psicanálise

Posted on Posted in Teoria Psicanalítica

Afinal, o que são atos falhos? Qual o conceito ou significado de atos falhos na visão da Psicanálise? Que exemplos podemos pensar para entender com mais clareza esse tema? Para Freud, o acesso ao inconsciente é labiríntico, só é acessível por erros, lapsos, distrações. Devemos conhecer o conceito de atos falhos para dominarmos um recurso poderoso para acessar o inconsciente.

A mente humana é muito protetora

Muito interessante descobrir que quando estamos falhando na verdade estamos acertando. Descobrir que nossa mente age de maneira tão protetora conosco é algo surpreendente!

Através do ato falho, pode-se descobrir muitos coisas. Podemos tirar o porquê da esposa insistir em chamar o atual cônjuge pelo nome do ex marido, mesmo ela dizendo ao atual esposo que esqueceu o ex parceiro. Mas certamente o objeto dos atos falhos estão em nosso inconsciente.

O ato falho surge de uma verdade instalada no incosciente

Vejamos um exemplo: Uma pessoa perde seu cãozinho de estimação, porém este cãozinho era muito peralta e desobediente e ela sempre reclamava por ele ser assim. Ela o amava muito. Inconsolada ela fala que não quer mais nenhum cãozinho para que não se apegue e sofra novamente. Entretanto, passa uns dias e ela ganha outro de alguém que tenta confortá-la pela perda do outro.

Ela fica contente com a possibilidade de ter um novo amiguinho e coloca logo um novo nome, mas erra chamando-o pelo nome do que já morreu. O novo cãozinho é mais obediente e até adestrado, mas ela reclama dele, ou seja, ela não queria um novo cãozinho porque ainda não havia superado a perda do outro.

Assim, ela chama sempre o novo cãozinho pelo nome do antigo, porque, na verdade, ela queria que aquele cãozinho fosse o que morreu e por isto também o trata implicando com ele como se fosse o outro mesmo o novo sendo mais comportado.

Um ato falho pode ser a chave para um acerto

Então podemos dizer que o mesmo acontece com pessoas que se casam pela segunda vez, sem ter se recuperado ou esquecido o passado, quando ela repete o nome do ex cônjuge, é um erro, mas que pode trazer um acerto para a sua vida se observar esta falha acertada.

Certamente o passado não poderá mais ser corrigido, mas poderemos e devemos tentar corrigir o presente, pois dele depende nosso futuro. É grandioso ver como uma falha pode ser a chave para um acerto.

Assim também podemos encontrar a solução para aquele casal que vive brigando porque a esposa sempre se esquece de comprar as coisas que ele gosta de comer ou esquece-se de passar a roupa que ele vai usar no outro dia. Ela não consegue se lembrar das coisas do marido porque elas são importante pra ele e não pra ela.

Falhas significativas

Então agora que ela detectou a falha, ele pode então se tornar um acerto. Descobrir que os atos falhos na verdade são acertos, faz toda diferença. Em vez de ficarmos nos culpando pelas falhas que cometemos, vamos encontrar uma chave para este ato falho. Teremos assim a solução para nossos problemas familiares, profissionais e sociais.

É como disse Freud “Tais erros não são apenas erros, não são falhas sem significado. Se investigarmos o porquê de acontecerem, veremos que – por um outro ponto de vista – o erro é um acerto”.

Averiguamos então que atos falhos são na verdade desejos inconscientes e que se atentarmos para eles, encontraremos a solução para muitos problemas.

Assim eles deixarão de serem falhos para ser somente coisas que gostaríamos de fazer mesmo que de forma inconsciente.Se não fosse Freud fazer esta fantástica descoberta, talvez muitos viveriam oprimidos e angustiados com estes atos falhos sem se quer saber ou imaginar que eles seriam a cura para arrumarmos a bagunça do nosso inconsciente.

Os atos falhos mostrarão os desejos recalcados no inconsciente

Em suma, podemos afirmar sem medo que os atos falhos serão nossos acertos ou são nossos acertos, que a busca em achar a solução para muitos problemas são observar e atentar para os nossos atos falhos.

Esses atos a chave para muitas questões que ficaram mal resolvidas dentro de nós e que muitas das vezes tentamos mascarar de alguma forma, tentando provar a nós mesmos que está tudo bem.

Mas se atentarmos para o atos falhos, eles nos revelarão e certamente dirão o contrário de estar tudo bem. É preciso dar atenção aos atos falhos pois deles virão os ajustes o acerto necessários.

Leia Também:  Ego: significado e 20 mecanismos de defesa

Conclusão

O nosso inconsciente tem muito a nos revelar, mesmo que insista em ficar lá escondido, e se não fosse através dos atos falhos talvez não conseguiríamos descobri-lo e solucionar pequenos problemas que podem também se transformar em gigantes.

Enfim, viva aos atos falhos que nos conduzem aos acertos!

Se você se interessa por psicanalista e sonha em ser um(a) psicanalista, saiba que os atos falhos são apenas um dos recursos que o analista tem a sua disposição. Fazer o Curso Completo de Formação em Psicanálise Clínica (100% On-line, matrículas abertas) permite-nos conhecer outras técnicas, como a interpretação dos sonhos, dos chistes, dos lapsos e das ideias fixas, entre outros exemplos que nos revelam o que carrega o nosso Inconsciente.

Este Resumo sobre atos falhos foi criado por Ana Lúcia Guimarães, especialmente para este blog. Deixe abaixo seu comentário, dúvida, crítica ou sugestão.

 

Foi útil para você? Curta, Comente e Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *