Força de vontade: 5 passos rápidos para desenvolver

Posted on Posted in Comportamento, Psicanálise

O tema força de vontade vem sendo cada vez mais explorado. Você deve tê-lo visto em livros, textos, e em redes sociais. Às vezes, é só uma ordem do tipo: “tenha força de vontade e alcançará seus sonhos”. E sim, a força de vontade é importantíssima. No entanto, ela não é uma mágica e não surge em um passe de mágica.

Por isso, neste artigo vamos falar um pouco sobre isso. Traremos a sua definição, a relação dela com o consciente, e dicas de como desenvolvê-la.

Vamos lá?

Definição de força de vontade

Primeiramente, vamos começar nossa discussão com a definição de força de vontade.

A força de vontade é a capacidade que nós temos de nos esforçar para atingir um objetivo. Assim, não se trata apenas de conquistar o objetivo final, mas de conseguir planejar e cumprir um plano para chegar lá de modo eficiente.

Liberdade

Consideramos que a vontade está relacionada com a liberdade. Afinal, você pode escolher o que quer fazer quando se é livre. Dessa forma, a vontade de seguir um plano focando em um objetivo tem a ver com nossa vontade de chegar lá. É fazer algo por aquilo que considera ser bom ouque resultará em algo bom. Consequentemente, a essência da força de vontade é realizar o bem.

Autocontrole

Além disso, há uma relação estrita da força de vontade com o autocontrole. Como dissemos, você é livre para escolher o que fazer. Consequentemente, você precisa se controlar para fazer o que não é bom. De acordo com essa linha de pensamento, há características especificas da força de vontade:

1. Essa força permite que o ser humano reflita sobre si e sobre seu ânimo

Dessa forma, não deixa que esses aspectos o impeçam de seguir seu caminho.

Diante de uma dificuldade, de uma situação não tão legal, a pessoa consegue focar no objetivo e seguir a diante. Não deixar que a emoção seja seu guia.

2. Através da força de vontade você consegue projetar o futuro

A partir disso, você entende que não são as gratificações momentâneas que irão te satisfazer. Dessa forma, consegue desviar das tentações e enfrentar problemas. Por exemplo, um grande projeto leva tempo e renúncias para ser concluído.

Por sua vez, essas renuncias equivalem a gratificações momentâneas que, se não forem feitas, poderão afundar o projeto. Quando você tem força para se esquivar disso, você consegue chegar até o final.

3. Além disso, a força de vontade te ajuda a enxergar oportunidades diante de obstáculos

Afinal, evoluir não é fácil. Às vezes, é até doloroso. No entanto, é só caindo que aprendemos a levantar. Não é mesmo?

A força de vontade e a consciência

Para a Psicanálise e para as filosofias orientais, a ideia de vontade não é um ato em si. Para essas propostas, a vontade nasce da consciência. Por exemplo, se há um objetivo claro a ser cumprido, diante do qual não conseguimos agir, o problema não é resolvido forçando o responsável a agir de outra forma. Segundo eles, nesse momento, o que está agindo é um desejo inconsciente.

Esse desejo sobressai a vontade do indivíduo e age como bloqueador.

Dessa forma, vemos que há uma tensão entre a consciência e a inconsciência. Assim, o desejo provavelmente está relacionado com situações que enfrentamos, como medos e traumas. Ele vem como um reflexo de problemas que, talvez, nem saibamos que temos. Pode ser ainda uma recompensa diante de um problema anterior. Isso significa, portanto, que pode nada ter a ver com fraqueza, mas com um sintoma interior.

Quando fazemos um processo de autoconhecimento, começamos a mexer nas feridas. Por sua vez, isso nos ajuda a compreender todo o processo e quais os problemas que devem ser vencidos. Dessa forma, nós poderemos tratar e eliminar esses desejos bloqueadores.

Por fim, podemos dizer que a força de vontade não age sozinha e não pode ser tratada de forma isolada. É preciso tratar do que vem de dentro. Nossos pensamentos e traumas devem ser considerados e, aliados a esse estado de autoconhecimento, poderemos desenvolver a força de vontade.

Dicas para desenvolver a força de vontade

E há exercícios que podem nos ajudar a desenvolver a força de vontade. Listamos alguns deles aqui para você:

Busque se conhecer

Como dissemos, podem haver desejos bloqueadores no seu inconsciente. Mais do que brigar com eles, conheça-os e trate-os. A Psicanálise pode ser um grande auxílio para você nesse caso.

Leia Também:  O que é a inveja na interpretação da Psicanálise?

Desenvolva a força de vontade como um músculo: com exercícios

Quanto mais você trabalha nele, mais poderá usufruir de seus benefícios. Comece com o exercício de estabelecer metas pequenas, como diminuir o horário para ficar em rede sociais. Depois passe para metas maiores.

Estabeleça metais reais e próprias

Não se deixe levar pela vontade e determinação dos outros. Projete um futuro, entenda porque você quer que ele se torne seu presente, e se planeje para alcançá-lo. No entanto, não faça isso pelos outros, mas por você.

Busque inspiração

Muitas vezes nós deixamos de acreditar porque não vemos as coisas acontecerem. Por isso é importante ter pessoas que alcançaram seus objetivos em nossa linha de visão. Essas pessoas nos inspiraram a seguir em frente e não desistir diante de grandes obstáculos.

Desvie-se das gratificações momentâneas

A gente já falou sobre isso lá em cima. Contudo, é preciso lembrar dessa dica aqui novamente. Muitas das recompensas momentâneas podem nos tirar do plano maior. É difícil, mas é preciso focar no grande objetivo.


NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ




Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Psicanálise.


Conclusão

Esperamos que este artigo tenha lhe ajudado a compreender mais sobre força de vontade. Além disso, visto que ela é muito importante para alcançarmos sucesso, gostaríamos de fazer uma recomendação. Para entender como esta é uma força que atua dentro de nós a nível pessoal e profissional, conheça o conteúdo de nosso curso de Psicanálise Clínica. Com o certificado de psicanalista, você pode ajudar outras pessoas, além de aproveitar o conhecimento!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dois + catorze =