lista-de-sentimentos

Lista de sentimentos: os 13 principais

Posted on Posted in Psicanálise, Psicanálise e Cultura

Sentimento é algo intrínseco a todo ser humano. Além do mais, é um tema que desperta curiosidade. Quem nunca se perguntou a razão para estar um pouco mais triste ou até feliz demais por isso? Será que você já se questionou sobre o que é estar apaixonado, por exemplo? Para discutir esse tipo de tema, nós fizemos uma lista de sentimentos para você.

No entanto, antes disso, vamos entender um pouco melhor o que é sentimento.

O que é sentimento?

O sentimento é uma informação que todos os seres são capazes de sentir e expressar. Essa informação tem em si várias informações diferentes, ou seja, não existe um sentimento único, ele é plural nesse sentido. Ademais, os sentimentos são diferentes entre si e podem se manifestar de diferentes formas dependendo do contexto e do indivíduos.

Nesse contexto, vale dizer que cada sentimento está intrinsecamente ligado à experiência particular de cada pessoa. Contudo, analisando aquilo que é comum a todos, saiba que é uma parte do cérebro chamada sistema límbico que processa o sentimento. Há uma enorme lista de sentimentos que experimentamos todos os dias, de modo que faz sentido ter um lugar no corpo que processe os processe de maneira saudável.

É muito difícil experimentarmos apenas um sentimento desde o momento que acordamos até acordarmos de novo no outro dia.

Como já dissemos, emoções surgem de experiencias e viver por si só já é uma experiência. Nós enfrentamos momentos felizes, momentos tristes, momentos inusitados e tudo isso promove algo dentro da gente. Assim sendo, as situações da vida exigem de nós uma resposta: nossos sentimentos.

O sentimento na verdade é uma mistura de muitos sentimentos

No entanto, nem sempre os sentimentos são crus no sentido de que a pessoa em um momento alegre vai sentir apenas alegria. Não, geralmente os sentimentos se manifestam em pares, trios… Por exemplo, você pode sentir amor por uma pessoa e ao mesmo tempo alegria por amá-la. Em uma situação difícil, pode sentir dor ao mesmo tempo que adquire força para seguir em frente.

Em geral, os psicólogos consideram os sentimentos como algo subjetivo justamente pela particularidade com que cada pessoa lida com a vida. Isso se dá porque elas podem ser influenciadas pelas próprias memórias, experiências e crenças pessoais.

Dessa forma, é possível dividir as emoções entre primárias e secundárias. As primarias são desenvolvidas na infância, e são responsáveis por originar e influenciar as outras. Por outro lado, as secundárias são as que se originam por base das primárias, ou seja, são aprendidas.

Lista de sentimentos

Agora que já conversamos sobre o que é o sentimento em si, traremos uma lista de sentimentos. Não há como falar de todos. No entanto, trazemos aqui 13 que achamos ser interessantes. Confira!

Raiva

Esse sentimento surge quando a pessoa sente que seus direitos foram violados. Nesses casos, as pessoas respondem a esse tipo de injustiça com irritabilidade. A pessoa sente isso principalmente quando está magoada, de modo que sente-se traída ou enganada.

Hostilidade

A pessoa que se sente hostil está ressentida ou indignada com alguma situação ou pessoa. Geralmente, é motivada por violência física e hostilidade de outra pessoa. No entanto, o mesmo sentimento também pode surgir quando a pessoa acha que alguém está desconfiando dela.

Tristeza

A tristeza é considerada uma emoção primária do ser humano. As sensações que a tristeza provoca são a solidão, baixa estima, depressão, solidão. Dessa forma, essas sensações são contrárias as que alegria provoca, por exemplo.

A pessoa demonstra esse sentimento através de palavras, choro, isolamento, entre outros tipos de atitude. As motivações que podem resultar na tristeza vêm de frustrações, pois a pessoa tem suas expectativas quebradas e sente um sentimento negativo.

Medo

Também é considerado um sentimento primário. Podemos caracterizá-lo como um impulso negativo que te impede de entrar numa furada. Assim, quando a pessoa vai fazer algo estupido que coloca a sua vida em risco o medo age como um aviso, ou um impedimento.

Assim sendo, é um sentimento negativo. Contudo, ao mesmo tempo, ele é bom. Isso porque te leva a entender os seus limites e se conservar saudável. Ademais, em casos em que o sentimento é considerado irracional e o perigo não é real, você pode superá-lo.

Aversão

A aversão é um sentimento secundário, o que significa que ela pode ter sua origem em outros sentimentos. É caracterizada por uma repulsa a algo que considerada como errado, negativo, mau. Essa repulsa provoca o afastamento das coisas ou pessoas que transmitem isso.

Leia Também:  Adolescência: conceito e dicas da Psicanálise

Alegria

Esse sentimento produz sensações de bem-estar e bom humor. Todo mundo fica mais simpático quando está alegre. Isso se dá pelo fato de a alegria estimular o otimismo.

No entanto, pode ser um sentimento que passa logo, algo intrínseco da pessoa ou uma tendência em relação ao que ela tem vivido. Esse sentimento se origina de situações favoráveis que a pessoa experimenta e pode ser expresso por meio de sorrisos.

Afeto

Essa emoção é intrínseca ao amor. Assim, pode ser reconhecida nas relações maternais, fraternas, paternas, romântico, filiar e em demais relacionamentos. Ademais, pode ser relacionada ao prazer e ao sexo, de modo que a pessoa pode se sentir estimulada a se aproximar do seu objeto de desejo. Esse sentimento pode ser expresso por gestos.

Confiança

A confiança também faz parte da lista de sentimentos secundários. Ele exprime um sentimento de segurança que a pessoa sente por outra pessoa, ou por algo. Por exemplo, você pode confiar no seu carro. É através da confiança que conseguimos vencer situações difíceis, medos.

Contudo, ela não surge do nada. Você tem que ter certo nível de afeto por algo para que consiga confiar. Ademais, a confiança também pode ser ruim. Assim, ter confiança demais em si mesmo é perigoso porque você pode se colocar em situação de risco. Além disso, confiar demais em outras pessoas também pode trazer problemas.

Ciúme

Esse sentimento tem sua origem na falta de confiança. Ele decorre da sensação de achar que a pessoa que você tanto ama não te ama, ou que ela pode se apaixonar por outra. Assim sendo, tem muita ligação com a baixa autoestima e o medo de ser abandonado ou estar sozinho. Esse sentimento pode ser baseado em algo real ou não.

Amor

O amor se resume ao afeto que sentimos pelo outro, seja esse outro pessoa, animal, coisa, lugar, etc. Nesse contexto, o que estimula o surgimento desse sentimento é a imagem que criamos do “objeto”. Assim como o ciúmes, nem sempre é algo real, pois a imagem que criamos é influenciada pelo que queremos acreditar. Isso, por sua vez, é totalmente subjetivo.

Compaixão

Esse sentimento é aquele em que uma pessoa se coloca no lugar da outra que está sofrendo, sentindo um tipo de pena por ela. Nem sempre é direcionado a alguém conhecido, da família, ou amigos. A pessoa pode ver alguém na rua sofrendo e se sentir compadecido por ela.

Além disso, a compaixão geralmente é demonstrada por um desejo de ajudar o outro. Não é só sentir pena, é também agir de forma efetiva para ajudar o outro a sair dessa situação ruim.

Surpresa

Esse sentimento está na lista de sentimentos básicos também. E a surpresa é a reação a algo que aconteceu de modo inesperado, seja isso algo positivo ou negativo. Assim, podemos expressá-la através de impulsos nervosos vindos da adrenalina do sangue. Nesse contexto, vale dizer que a surpresa pode causar um ataque cardíaco, pois o ritmo cardíaco aumenta na hora. Assim, se for surpreender alguém, se certifique de pegar leve.

Esperança

A esperança é acreditar que tudo vai dar certo, que as metas vão ser alcançadas e que as coisas vão melhorar. Quando a esperança é voltada para a própria pessoa, ela acredita que ela é capaz e conseguirá enfrentar as dificuldades e vencê-las. Quando direcionada aos outros, é o sentimento de que mesmo que mesmo que a situação seja péssima, há pessoas capazes que podem reverter esse estado.

Às vezes, é o último sentimento em que a pessoa consegue se segurar antes de desistir. Assim sendo, talvez seja o mais interessante e importante de todos desta lista de sentimentos.

Comentários finais

Como já dissemos, os sentimentos que experimentamos são tantos que não caberiam na nossa lista de sentimentos. No entanto, esperamos que essa lista e essa reflexão sobre o tema tenham lhe ajudado.

Para saber mais sobre como lidar com essa enorme lista de sentimentos humanos, fazemos um convite. Se matricule em nosso curso de Psicanálise Clínica EAD e obtenha o conhecimento necessário para atuar como psicanalista!

Foi útil para você? Curta, Comente e Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *