medo de ficar sozinho

Medo de ficar sozinha ou sozinho: causas e tratamentos

Posted on Posted in Comportamento, Fobias

O medo de ficar sozinha, emerge do sentimento de abandono, também denominado solidão ou isolamento, ocorre principalmente em relação às perdas humanas, separação, morte de companheiros de vida, pais, filhos, confidentes mais próximos, líderes espirituais.

O medo de ficar sozinha e o cérebro do homem das cavernas

Na antiguidade aprendemos que podíamos resolver problemas e enfrentar leões e tempestades em grupo, aprendemos a colaborar e trabalhar juntos para o avanço pessoal e social, desenvolvemos a fala e a linguagem para nos comunicarmos com os outros, carícias para estreitar laços.

Somos seres sociais por natureza, mas isso não significa que não possamos estar sozinhos. O medo de ficar sozinho é algo que pode tirar a sua paz e até fazer você sentir que está em perigo, mesmo que não esteja. Há quem goste da solidão e quem a evite.

Existem pessoas que procuram momentos de sossego e de reencontro consigo mesmas e com os outros para quem isso é uma verdadeira tortura. Para este último, a solidão é um castigo e a companhia, mais do que um prazer, acaba se tornando uma necessidade .

Autofobia: tenha cuidado

É a autofobia, um mal de nosso tempo que nos leva a experimentar altos níveis de ansiedade se estivermos sozinhos. O que vem à mente quando você tem um dia de folga na sua agenda, sem planos, reuniões ou atividades sociais? Você considera uma oportunidade para descansar e se dedicar?

Ou, ao contrário, você entra em pânico e começa a procurar alguém com quem passar o tempo? Muitas pessoas se sentem incomodadas em ficar sozinhas, mas para uma pequena porcentagem esse desconforto atinge níveis patológicos.

O que é autofobia?

O termo autofobia significa ‘medo de si mesmo’. Porém, nesta condição, você não teme a sua própria presença, mas sim a ausência de outra pessoa. Ou seja, existe uma incapacidade de ficar sozinho.

É um transtorno categorizado como uma fobia específica, portanto, seus sintomas são os deste tipo de transtorno:

  • Experimenta-se um medo intenso e irracional de estar sozinho ou com a ideia de poder estar em um futuro próximo.
  • A pessoa evita por todos os meios ficar só e, se não conseguir, suporta essa situação à custa de um desconforto tremendo.
  • O medo e a ansiedade são desproporcionais. Eles até afetam o funcionamento diário do indivíduo. Assim, sua vida pode ser afetada socialmente, pessoalmente e no trabalho .
  • Os sintomas duram pelo menos seis meses.

Como perder o medo de ficar sozinha?

Reconheça seus medos

Identifique o que são todas aquelas imagens e ideias que você tem e que podem acontecer quando você está sozinho. Faça uma lista de tudo o que você acha que pode acontecer e identifique qual é o que gera mais medo.
Então fale consigo mesmo, dizendo a si mesmo o que você tem que fazer para lidar com esse medo.
Reflita sobre o fato de que talvez tenha acontecido com você algum dia, mas isso não significa que toda vez que você estiver lá, só acontecerá com você de novo. E se o que você teme nunca aconteceu, então você tem tempo para parar de acreditar que pode acontecer.

Leia Também:  Medo de Amar: 5 explicações da Psicologia

Fortaleça seus laços com outras pessoas

Perceba que talvez você queira muito estar com pessoas diferentes, mas o relacionamento que você tem com elas não necessariamente o satisfaz profundamente.
Certamente você gosta de ter relacionamentos profundos e sinceros e, se não os tiver, é como se estivesse constantemente só. Portanto, dedique-se a fortalecer seus relacionamentos, sendo mais sincero, se abrindo para os outros.

Perca o medo de se machucar

Ao mesmo tempo que deseja estar com outras pessoas, tem medo de que elas te machuquem. Então você se aproxima e se afasta constantemente, deixando-o em segundo plano insatisfeito.
Melhor ter relacionamentos que lhe dão satisfação do que evitá-los por medo de magoá-lo. Lembre-se de que, se você sairá ou não de um relacionamento ferido, depende de quão feliz você está sendo consigo mesmo.

Se reconquiste

Dedique-se a se conquistar como se estivesse apaixonado por você mesmo e queira fazer todo o possível para estar com você e lhe dar detalhes. Assim como você gosta de estar com um amante e não quer estar com mais ninguém, como seria gostar de estar com você?

Se você realmente deseja que outra pessoa se apaixone por você ou tenha relacionamentos saudáveis com outras pessoas, você precisa ser capaz de ficar sozinho consigo mesmo.

Ou então, os relacionamentos que você cria com os outros serão baseados no medo e na evitação de estar com você, isso termina em relacionamentos de co-dependência em que um dos dois, mais cedo ou mais tarde, se sentirá afogado.

Perdoe as experiências de abandono

Esteja aberto para perdoar e curar qualquer abandono que você tenha experimentado por parte de sua família ou de um parceiro. Coloque-se no lugar deles e, mesmo que não entenda por que o deixaram em paz, veja se eles tinham seus motivos para isso.

    NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ



    Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Psicanálise.

    Desliga a televisão

    Estar consigo mesmo não significa estar conectado à televisão ou à internet. Há um milhão de outras coisas a fazer, que o conectarão mais a si mesmo. Escreva, leia, desenhe, dance, arrume seu quarto, aprenda a tricotar, faça um artesanato… E depois, descanse e ligue a TV ou saia com um amigo.

    Aprender a ficar sozinho é essencial

    As consequências da autofobia vão além do desconforto e da ansiedade que ela gera na pessoa. A incapacidade de ficar sozinho pode nos levar a estabelecer relações prejudiciais de dependência emocional. Também pode prejudicar nossos laços emocionais devido à necessidade ou demanda excessiva de companhia constante.

    O principal tratamento para a autofobia é a exposição ao vivo. Ou seja, expor gradativamente a pessoa a situações que envolvem ficar sozinho e aumentar gradativamente o nível de exigência.

    Também é importante realizar uma reestruturação cognitiva dos pensamentos disfuncionais para substituí-los por outros mais ajustados e apropriados. Da mesma forma, pode ser útil para a pessoa aprender alguma técnica de controle da excitação para regular a ansiedade.

    Considerações finais sobre o medo de ficar sozinha

    Em suma, estar sozinho é uma circunstância comum do dia-a-dia que devemos ser capazes de tolerar . Mas não só isso; a solidão é uma grande oportunidade de nos conectarmos com nós mesmos e melhorar nossa saúde emocional. Portanto, é interessante aproveitar e curtir esses momentos.

    Leia Também:  Ciclo da Autossabotagem: como funciona, como quebrar

    Convido-te a perder o medo de estar sozinha, e a solucionar os medos mais profundos que tens se inscrevendo em nosso curso online de psicanálise clínica. É uma excelente oportunidade para desenvolvemos juntos todos os conflitos que te impedem de progredir.

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *