Psicologia Humanista

Psicologia Humanista: história e abordagens

Posted on Posted in Formação, Psicanálise

Gradualmente a humanidade encontrou meios para se libertar de suas amarras e criar melhores condições de vida. Isso inclui a aplicação de abordagens científicas para reconduzir cada um de nós a um caminho de plenitude. Hoje vamos conversar a respeito da Psicologia humanista, seu desenvolvimento e as suas abordagens.

O que é Psicologia humanista?

A Psicologia humanista se mostra como uma aplicação terapêutica de vista integral ao ser humano. Ou seja, ela se mostra capaz de nos olhar em todos os níveis, mostrando uma vista holística de nós.

A partir daí se conclui uma abordagem psicoterápica que foca principalmente na percepção sobre os nossos desejos de autoarrealização. Note que se direciona de um lugar contrário a outras abordagens comuns e que estamos habituados. Aqui o foco não se estabelece em apagar diretrizes que são vistas negativamente à nossa vida.

Proposta

O estudo a partir da Psicologia humanista nos leva a ter uma vista mais holística e integrada dos seres humanos. Como dito acima, se contraria das demais abordagens porque não se direciona aos nossos problemas unicamente. Em vez disso, objetiva nos enxergar de maneira integral e completa, iluminando principalmente nossa rota à felicidade.

Com isso se cria uma jornada de autoconhecimento que busca trazer clareza sobre cada peça que nos compõe existencialmente. Assim, temos a percepção sobre a saúde física, as nossas necessidades diárias, a estruturação da personalidade, nossa criatividade… Etc. Tudo aquilo que nos ajuda a entrar em contato com a nossa essência de modo mais puro.

A proposta aqui é alcançar a nossa transformação pessoal em qualquer aspecto de nossa vida. Porém, isso não é construído de forma utópica e idealizadora, mirando em metas impossíveis. Com base nas ferramentas encontradas o campo de trabalho é que essa transformação de vida é devidamente construída.

Origens e história

Durante os anos de 1950 a Psicanálise tinha a total atenção de toda a Europa. Contudo, nem todos os psicólogos se satisfaziam com a forma como os pacientes eram trabalhados mirando unicamente o problema deles. Daí passaram a se questionar a respeito de como as consultas e o propósito delas era redundante e limitado praticamente.

O ato de apenas corrigir as patologias foi considerado até nocivo quando se trata da análise do ser humano. Não apenas isso, mas também mecânico, já que considerava majoritariamente as neuroses de cada paciente. Com base nisso se impulsionaram na busca de uma abordagem e perspectiva mais positivas em atendimento.

A partir daí houve o impulso necessário para o surgimento da Psicologia humanista perfeitamente acomodada na Europa e EUA. O sucesso perdura até hoje, já que se mostra perfeitamente trabalhada em processos terapêuticos e trabalhos de estudo e ensino.

As mentes criativas

Carl Rogers e Abraham Maslow são vistos como os nomes que iniciaram o trabalho com a Psicologia humanista. Ambos trabalharam juntos para moldar esse caminho e construir adequadamente suas aplicações nesse processo.

Carl Rogers foi um dos principais nomes na criação dos pilares da filosofia humanista através da abordagem centrada na pessoa. Isso porque foi um dos primeiros a entender que a personalidade não se molda apenas em traumas e neuroses. De acordo com ele que houve a descoberta do desejo inerente da humanidade ao crescimento e que isso compreende toda a sua vida.

Já Abraham Maslow, criador da pirâmide de Maslow dividia a mesma perspectiva de Rogers defendendo que a avaliação apenas sobre problemas era equivocada. Além disso, defendia a terapia individualizada em que o paciente participasse ativamente sobre o que seria conversado. Nisso, a terapia ganhava empatia enquanto trabalhavam no aperfeiçoamento do indivíduo.

Leia Também:  Empoderado: significado de pessoa empoderada

Conceitos

O trabalho da Psicologia humanista se divide em cinco abordagens básicas, construindo aí a sua identidade:

Tratamento a partir de uma visão holística

O tratamento do indivíduo é realizado de forma integral, compreendendo cada aspecto de sua existência. Nisso, temos desde a observação em seu bem-estar até a espiritualidade em direção ao seu autoconhecimento.

Credibilidade no tratamento

De acordo com os psicólogos humanistas, cada um de nós carrega a habilidade de construir as ferramentas para conduzir as nossas vidas.

NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ



Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Psicanálise.

Relevância do contexto interpessoal

As dificuldades que experimentamos não se ligam apenas aos nossos traumas infantis. Quando analisamos o contexto, realidade e tempo que o paciente vive se pode encontrar as causas.

Ciência da necessidade de autorrealização

Com base no que foi dito por Maslow e Rogers, todos nós temos um impulso comum à autorrealização. Com isso, devemos dar credibilidade à nossa intuição para encontrarmos as respostas que nos movam a essas conquistas.

Compreensão do psicólogo como ferramenta

O terapeuta precisa se envolver ativamente no crescimento do paciente entregando empatia e ajudando nas suas descobertas. Esse apoio serve para que o indivíduo descubra a sua própria vontade em vencer as dificuldades do caminho.

A pirâmide de Maslow

Retomando o que foi dito acima na Psicologia humanista, Abraham Maslow mapeou uma crescente que envolve o caminho da autorrealização. À medida em que ela e a automotivação aumenta, a plenitude aflora e se fixa na sua vida. Isso se mostra na pirâmide de Maslow, sendo ela composta de:

Fisiologia

A autorrealização começa quando as nossas necessidades fisiológicas são atendidas. Nisso temos a respiração, água, alimentação, sono… Etc.

Segurança

Quanto mais protegidos estivermos, mais realizados ficaremos. Nesse ponto temos a segurança financeira, da família, do próprio corpo… Entre outros.

Amor e Relacionamento

Quando o amor na família, amigos, parceiros e até a intimidade sexual estão bem, nós também estaremos.

Autoestima

Confiar em si mesmo e nos seus parceiros contribui diretamente à autorrealização. A sua satisfação pessoal será alcançada quando respeitar a si mesmo e aos demais ao redor.

Realização Pessoal

No último estágio se encontra a realização pessoal, sendo a etapa máxima de autorrealização e alcance completo da criatividade, espontaneidade, moral… Graças a isso que a vida se mostrará mais leve quado retirar seus preconceitos, crenças limitadas e abraçar a aceitação dos fatos.

As vantagens da Psicologia humanista

A Psicologia humanista não seria tão bem difundida e defendida se não causasse transformações sensíveis em nossas vidas. Rogers falava que o nosso estado mental dormente causava infelicidade a todos nós. No momento em que a terapia trabalha, problemas como ansiedade ou infelicidade pura dissolviam.

Sem contar que a terapia em si contribui para nos ajudar a despertar a nossa sabedoria interna. Com base nisso que podemos enfrentar com mais facilidade os nossos medos e desejos. Assim, seria possível trabalhar as frustrações que surgem diariamente e tentam tomar a nossa vida.

Para resumir, esse tipo de Psicologia estimula a nossa autoconsciência, induz à autorrealização e diminui angústias. Comparando com outros meios terapêuticos, aqui se potencializa a nossa liberdade para escolher e alcançar o potencial humano.

Considerações finais sobre Psicologia humanista

O caminho utilizado pela Psicologia humanista refaz toda estrutura humana para entendermos como realmente somos. Isso porque não somos feitos apenas pelas tragédias, mas também por cada ferramenta que contribui diretamente ao nosso crescimento.

Leia Também:  Trajetória de Freud da hipnose à Psicanálise

Aplicando uma vista mais circulada e completa, podemos entender aqui como conectar as nossas partes e partir a um encaixe. No momento em que tudo se integra, a verdade fica mais acessível os bloqueios fragilizados e as oportunidades fluem.

Da mesma forma acontece com a Psicanálise, e por isso te convidamos a se inscrever em nosso curso online de Psicanálise Clínica. Não apenas o curso te ajuda a desenvolver o seu próprio autoconhecimento, como também cria ferramentas para alcançar o seu potencial máximo. Partilhando de uma vista parecida com a da Psicologia humanista, aqui você terá condições de encontrar a sua própria essência.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

8 − 3 =