significado de quem cala consente

Quem cala consente: significado e interpretação

Posted on Posted in Comportamento, Psicanálise

Quem cala consente, refere-se a uma pessoa que não argumenta a seu favor quando é apontada por alguém sobre algo, ou quando não intervém em um debate ou discussão.

Essa atitude de silêncio e, de aparente ausência de conteúdo, parece concordar com o locutor, uma vez que não acrescenta nenhuma evidência contra ele.

Embora nem sempre seja esse o caso. Ele fica em silêncio, às vezes concede e às vezes não. O fato é simplesmente que ele está silencioso. Isso já aconteceu com você? Você é um daqueles que prefere calar-se numa discussão para não entrar em conflito?

Silêncio é consentimento

É impossível não se comunicar, o silêncio também é uma frase em qualquer discussão. Todavia não confunda silêncio com vazio, ausência ou falta de comunicação. Um silêncio pode indicar que você está ouvindo e processando a mensagem que acabou de receber.

Portanto, estar em silêncio também pode ser que você esteja elaborando uma resposta coerente, em vez de reagir automaticamente. Talvez você não fale porque a emoção é mais forte do que seus pensamentos.

Entenda

Em todo caso, o resultado é que você fica quieto e isso, na maioria das vezes, é interpretado como uma atitude submissa que dá ao seu interlocutor uma vantagem na polêmica.

Assim, parece que ele o deixou sem palavras e sem argumentos, ou talvez seja como você que prefere silenciar o outro, em vez de desenvolver a conversa, para que não siga em direções indesejadas.

Desse modo as vezes ficamos quietos porque não entramos em um jardim do qual não sabemos como sair depois.

O que dizer quando falam “quem cala consente”?

Se você quer evitar que lhe digam que o calado consente, e quer começar a ter uma comunicação eficaz com diálogos construtivos em vez de lutas dialéticas, recomendo que comece a agir sobre o assunto.

A primeira coisa que você pode fazer quando se cala é falar. Assim você não consente mais e fica presente na conversa. Reconhecer que naquele momento você não sabe o que dizer é um grande passo.

Portanto, reconheça que você não sabe o que dizer e que precisa de tempo para pensar sobre o que acabou de ouvir. Além disso, você indica ao seu interlocutor que tem estado atento às suas palavras e pede-lhe que o brincalhão do tempo elabore uma resposta coerente.

Dica

Você pode acrescentar que precisa de tempo para pensar sobre o que acabou de ouvir, porque não quer dizer nada que possa ser bobo ou de que possa se arrepender mais tarde.

Todavia, no calor da batalha, às vezes disparamos frases à vontade envoltas em emoções confusas e intensas independentemente das consequências do que sentimos ou de como o dizemos.

Analise suas sensações

Nesse tempo que você se dá para pensar, também é interessante que você o use para sondar suas emoções e suas sensações corporais. Como você se sente e como seu corpo reage ao que acabou de ouvir?

Porque, muito provavelmente, seu corpo está mostrando sinais de estresse , como falta de ar, coração acelerado, boca seca ou obstrução geral.

    NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ



    Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Psicanálise.

    Portanto, isso significa que, até certo ponto, você se sente ameaçado, e qualquer ação que você tomar a partir desse estado terá como objetivo a defesa.

    Leia Também:  Poder: significado, benefícios e perigos

    Diga como se sente

    Uma das opções que você tem é dizer como se sente depois de ouvir o outro. Fale de você, em vez de acusar ou discutir sobre o que o outro disse. O mais honesto é expressar como você se sente, se tem nojo, medo, dor, raiva ou euforia, pelo que acabou de ouvir.

    É melhor expressá-lo na primeira pessoa:

    • “Estou triste com o que você acabou de me dizer.”
    • “Meu ponto de vista sobre este assunto é diferente do seu.”
    • “O que você acabou de me dizer me deixou nervoso e não sei por quê.”
    • “Suas palavras me causam dor.”

    Dessa forma, é importante notar que a causa da sua condição é o que você acabou de ouvir e a atitude com que foi dito a você. Isso não garante que o outro irá ouvi-lo ou que você chegará a um acordo, embora torne mais fácil para você reduzir seu nível de estresse em conversas dessa natureza.

    Lembre-se que a comunicação é importante

    Lembre-se de que ter uma comunicação e principalmente em uma discussão onde as diferenças são destacadas é primordial.

    Ao mesmo tempo que, criar um quadro de entendimento comum de conceitos e interpretações dos fatos fará com que o outro entenda seu ponto de vista. Assim, você poderá desenvolver uma linha coerente de argumentos, com começo, meio e fim.

    Caso contrário, cada um atua de forma defensiva, sem a intenção de chegar a um acordo, apenas para expor os seus motivos ou, pelo contrário, para evitar conflitos.

    Exemplos de quem cala consente

    O ditado quem cala consente é amplamente utilizado hoje em dia. Além disso, se aplica às situações em que uma pessoa é acusada ou responsabilizada por algo, mas não fala em sua defesa. O silêncio, nesse caso, é culturalmente tomado como um sinal de que o que o outro diz é aceito.

    Por exemplo, uma turma de criança joga futebol no quintal. Na emoção do jogo, a bola é lançada e quebra a janela da vizinha.

    Consequentemente, uma mulher sai correndo com a bola na mão e dá uma bronca na criançada. As crianças, em vez de falarem, calam-se, pois sabem que foram elas as responsáveis.

    Significado de consente

    A palavra consentimento define a ação de aprovação como por exemplo, “Preciso do consentimento do meu pai para poder ter um namorado”. O que indica que, ao consentir em algo, você está concordando ou concedendo a permissão para realizar uma ação.

    Além disso, consentir é um termo altamente aplicado na vida cotidiana e em todos os contextos.

    Por outro lado, no campo do direito, o termo consentimento tem um significado jurídico, que se refere à vontade manifesta, entre duas ou mais pessoas, de consentir em direitos e obrigações.

    Considerações finais sobre quem cala consente

    No campo da psicologia, cada indivíduo tem um tipo de tolerância para ouvir e expor suas ideias, opiniões e sentimentos. E o calar tem diversas facetas. No entanto, quem cala na psicologia é porque muitas vezes concorda com a situação, porém, também pode ser por falta de argumentos para contestar.

    E você acha que quem cala consente qual a sua opnião? Conheça mais sobre esse tema tão discutido na sociedade e aprimore o seu conhecimento se inscrevendo em nosso curso online de psicanalise clínica. Não perca essa oportunidade, aprenda sem precisar sair de casa.

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *