o que é transtorno de personalidade

Transtorno de Personalidade: definição, tipos e tratamentos

Posted on Posted in Transtornos e Doenças

O transtorno de personalidade ocorre quando determinados padrões comportamentais rígidos passam, então, a afetar negativamente a vida da pessoa. Ou seja, suas atitudes são disfuncionais, dessa forma, passa a prejudicar sua vida em sociedade, pois não se enquadra culturalmente.

De antemão, o transtorno de personalidade determina que exista um padrão persistente e inflexível no comportamento da pessoa, de tal forma que devia consideravelmente do que lhe é esperado em sua cultura. Desse modo, a pessoa tem dificuldades em atividades cotidianas, como trabalhar e se relacionar.

Nesse sentido, esse padrão se desenvolve em pelo menos duas áreas dessas áreas: cognição, afetividade, controle de impulsos e relações interpessoais. Sendo assim, os transtornos de personalidade são um grupo de doenças mentais, em que a pessoa tem padrões de pensamentos mal-ajustados, rígidos e persistentes. Abaixo seguem os 10 principais:

1. Transtorno de Personalidade Esquizóide

Este transtorno de personalidade se caracteriza pela dificuldade da pessoa de lidar com aspectos positivos da vida. Dessa forma, a pessoa tende a evitar relacionamentos, tanto amorosos quanto sociais. Acabam, então, vistas pela sociedade como distantes e indiferentes.

Nesse ínterim, a pessoa é desapegada e evita fazer parte de um grupo de amigo ou, até mesmo, de estar em seu meio familiar. Portanto, quem está com este transtorno, acaba sendo introspectivo e realiza atividades solitárias.

2. Transtorno de Personalidade Paranoide

Em uma, o indivíduo possui desconfiança em excesso, encarando todos ao seu redor como suspeitos a lhe fazer o mal. Ou seja, sempre interpreta as relações sociais como maldosas e traiçoeiras, achando que está sendo constantemente perseguido.

No geral, o transtorno de personalidade paranoide se desenvolve no início da fase adulta, oriundos de relações familiares ou de circunstâncias da infância.

Assim, o paranóide é uma pessoa fria e sem afeto, que tende a se afastar de todos. Pois ele acha que todos estão contra ele, entrando em brigas infundadas, com agressividade e hostilidade incomum.

3. Transtorno de Personalidade Esquizotípica

Aqui vemos uma pessoa mais excêntrica, com crenças diferentes e paranormais, que, para maioria, são bizarras, pois não seguem as normas de condutas sociais. Sendo assim, quem sofre desse transtorno, possui sobremaneira dificuldade em suas relações interpessoais, sentindo-se desconfortável com terceiros.

Em síntese, é uma pessoa esotérica ao extremo, com ideias que, popularmente dita, são excessivamente “fora da caixa”. O que também prejudica a sua vida em relacionamentos amorosos, acabando em relacionamentos considerados problemáticos.

4. Transtorno de Personalidade Borderline (ou Limítrofe)

É característico que a pessoa seja visivelmente instável emocionalmente, com alterações de humor repentina e grande impulsividade em suas atitudes. Além disso, a pessoa tem o padrão comportamental de busca contínua pela atenção dos outros, pois se sente sobremaneira vazio.

Ainda mais, quem sofre deste transtorno, tem um alto nível de instabilidade em suas relações interpessoais, inclusive com problemas com a sua autoimagem. Fato este que lhe faz ter comportamentos autodestrutivos.

5. Transtorno de Personalidade Antissocial

Predomina o desrespeito às regras sociais, não se importando com o próximo, comportando-se de maneira indiferente. Dessa forma, a pessoa com transtorno de personalidade antissocial não tem respeito pela lei, violando constantemente os direitos dos outros.

Em casos mais sérios, o antissocial é um mentiroso contumaz e costuma cometer crimes como agredir as pessoas e, até mesmo, roubá-las.

6. Transtorno de Personalidade Histriônica

Há um padrão de tentar, de todas as formas, chamar a atenção dos outros, comportamento-se de forma extremamente dramática, com emoções a flor da pele a todo momento. Comumente, utiliza-se de sua aparência física para, sempre, ser o centro das atenções em seu ambiente social.

Sendo assim, é visível que a pessoa tem uma autoestima baixa e medo constante de rejeição. O que a torna dependente da aprovação dos outros para se sentir bem, sempre com atitudes dramáticas e desproporcionais, com alterações constantes de suas emoções.

Além disso, é característico a pessoa ser extremamente impressionista, com emoções exageradas em seus discursos. Também é um indivíduo influenciável pelos outros e, ainda, age de uma forma fantasiosa em relacionamentos, entendendo serem mais sérios do que, de fato, o são.

    NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ



    Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Psicanálise.

    7. Transtorno de Personalidade Narcisista

    Neste há uma necessidade de afeto das pessoas, porém, trata-se de uma relação superficial. Pois acredita que, até em pequenas atitudes alheias, acredita que não está sendo valorizado como merece. Este fator envolve um sentimento de superioridade perante os demais, precisando sempre ser admirado.

    Leia Também:  Psicopatia: guia completo sobre psicopatas

    Sobremaneira, é característica a falta de empatia, além de sempre querer tirar vantagem do outro. Ainda mais, desvaloriza o próximo e possui uma supervalorização de si, com sentimentos de superioridade perante os demais. Acredita sempre que as pessoas invejam a sua posição, e, assim, está no alvo das pessoas, sob o aspecto negativo.

    8. Transtorno de Personalidade Evitativa (ou Esquiva)

    Envolve as relações sociais, onde a pessoa tem hipersensibilidade acerca da aceitação dos outros, agindo de uma maneira submissa. Assim, tem uma necessidade absurda de ser cuidado por alguém, demonstra-se ser extremamente frágil.

    É uma personalidade ansiosa, onde enxerga tudo como sendo perigoso, com um medo extremo sobre tudo. Fazendo, assim, se sinta incapaz de cuidar da própria vida e precisa de proteção, não conseguindo tomar atitudes por conta própria.

    Este tipo de transtorno de personalidade faz com que a pessoa evite relacionamentos interpessoais, pois é uma pessoa extremamente tímida, com medo de críticas. Então, diante de seu comportamento submisso, acaba por tolerar relacionamentos amorosos abusivos, pois se sente inferior ao outro.

    9. Transtorno de Personalidade Obsessivo-compulsivo

    De antemão, difere do TOC, que se caracteriza por um distúrbio psiquiátrico de ansiedade. Assim, aqui se refere a um transtorno de personalidade, onde existe um perfeccionismo, mas a pessoa não chega a ser um escravo de seus “rituais”.

    É àquela pessoa com a necessidade de ser correto, a sua percepção, se tornando rígido quanto à organização e estar sempre no controle. Como se existisse um manual de instruções sobre a vida, do que é certo e errado, sem que você o saiba.

    Portanto, á uma pessoa preocupada ao extremo em atender às regras, que criou muitas vezes em sua cabeça, impondo regras de conduta exagerada aos outros.

    10. Transtorno de Personalidade Dependente

    Neste transtorno há uma extrema falta de autoconfiança, onde a pessoa tem comportamentos de incapacidade nas situações cotidianas. Assim, em seus relacionamentos, tende à submissão, deixando para o outro que tome decisões em seu lugar.

    Nesse sentido, não consegue se impor perante os outros, sempre abaixando a cabeça para tudo que lhe é imposto, ainda que discorde. Fato este que o torna mais exposto a relações abusivas, pois tem medo de ficar desemparada, por não se sentir autossuficiente.

    Quando se sofre de um transtorno de personalidade, a pessoa deve procurar ajuda de um profissional especializado na mente humana, pois, dificilmente, conseguirá se curar sozinha. Comumente, o tratamento é realizado por terapias, que trazem técnicas para o autoconhecimento e melhora nas relações interpessoais. Como, por exemplo, acontece com terapias com psicanalistas.

    Então, gostou deste conteúdo ou tem alguma dúvida? Deixe seus comentários logo abaixo, vamos conversar mais sobre o assunto.

    Além disso, curta e compartilhe em suas redes sociais. Isso nos incentivará a continuar produzindo conteúdos de qualidade.

    One thought on “Transtorno de Personalidade: definição, tipos e tratamentos

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.