É difícil achar uma pessoa que não almeja ter uma vida longa. Então, confira quais são os hábitos e atitudes para alcançar essa meta!

Vida longa: hábitos, pensamentos e alimentos valiosos

Posted on Posted in Comportamento

É difícil achar uma pessoa que não almeja ter uma vida longa. Contudo, para isso, é preciso adotar alguns hábitos e atitudes para alcançar essa meta. Então, confira o nosso post para entender mais sobre esse tema.

Vida longa e próspera: um sonho de muitos

Se você é fã de “Jornada nas Estrelas”, já deve ter ouvido a saudação dos vulcanianos: “Vida longa e próspera!” Aliás, essa expressão famosa é acompanhada com um gesto de levantar a mão e mostrar a palma, separando o dedo anelar do médio.

Mas, saindo um pouco do mundo de filmes e séries e caindo para o mundo real, muitas pessoas desejam para si uma vida longa. Assim, claro que isso precisa ser conquistado com muita saúde e felicidade.

Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, os brasileiros vivem, em média, até 72 anos. Mas as mulheres brasileiras chegam até os 79 anos. Logo, podemos concluir que as pessoas estão vivendo mais, até porque os avanços da medicina estão contribuindo para essa vida mais longa.

Então, como ter uma vida longa?

Nesse sentido, é preciso deixar claro que não há segredos para uma vida longa. Pois, na verdade o que existe são comportamentos e atitudes que a pessoa deve adotar. Então, o primeiro de todos é ter um pensamento positivo para isso!

Afinal, os pensamentos são importantes para ajudar a continuar a trabalhar nesse objetivo de vida mais saudável. Por isso, conferira alguns pensamentos para te ajudar a refletir e te inspirar nesta meta:

“Para se ter vida longa é preciso viver devagar.” (Autor: Cícero)

“Longa vida aos que conseguem se desapegar do ego e ver a graça da coisa” (Autor: Martha Medeiros)

“O bom humor, a risada, o lazer, a alegria, recuperam a saúde e trazem vida longa. A pessoa alegre tem o dom de alegrar o ambiente em que vive. […] Alegria é saúde e terapia.” (Autor: Drauzio Varella)

Vida longa: o papel de uma boa alimentação

Para viver mais e com saúde é preciso adotar uma dieta equilibrada e não pular nenhuma refeição. Então, é preciso consumir todos os micronutrientes, que são as vitaminas e os minerais. Assim como os macronutrientes, que são os carboidratos, as proteínas e as gorduras.

Contudo, é preciso ficar atento com as medidas corretas que o corpo de cada pessoa recisa. Além disso, é fundamental priorizar alimentos que são mais frescos e naturais. Desse modo, é recomendado sal, açúcar, óleos e gorduras, mas claro que de forma adequada.

Isso porque cada um deles tem um papel no funcionamento do nosso corpo. Por isso, os alimentos processados, como bolachas recheadas e refrigerantes devem ser evitados no cardápio.

Veja 6 alimentos que ajudam a ter uma vida mais saudável

1. Vinho tinto

Muitas pessoas sabem que o vinho tinto é muito bom para a saúde, mas se for consumido de forma moderada. Afinal, esse tipo de bebida é rica em flavonoides (tipo de antioxidantes) que auxiliam na prevenção de radicais livres. Mas essas moléculas causam o envelhecimento celular e doenças degenerativas.

Leia Também:  Como ser criativo: 15 hábitos e técnicas

2. Gengibre

A fama do gengibre é que ele é um ótimo aliado para combater a náusea. Além de estar presente em pratos de frutos do mar. Pois, essa planta herbácea possui geraniol que ajuda a combater o câncer. Além disso, o gengibre é um anti-inflamatório, que alivia a dor e preveni coágulos sanguíneos.

Dessa forma, é recomendado fazer chá com essa planta para preservar a vitalidade ao longo dos anos.

    NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ



    Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Psicanálise.

    3. Algas marinhas

    As algas marinhas têm propriedades de cura e são usadas como suplementos minerais naturais. Aliás, as algas podem reduzir a mortalidade de:

    • câncer de pulmão;
    • câncer no pâncreas;
    • doença cerebrovascular.

    Então, para quem deseja vida longa é bom apostar nas algas marinhas no cardápio.

    4. Arroz integral

    Embora muitos gostem do tradicional arroz branco, o integral é rico em vitamina B. Outros nutrientes encontrados nesse alimento ajudam a reduzir o açúcar no sangue. Desse modo, quem tem diabetes, deve evitar o arroz branco.

    5. Alho e cebola

    Essa dupla inseparável de temperos são ótimos aliados para quem almeja ter uma vida longa. Pois, alho tem alicina que auxilia na redução do coágulos no sangue e do colesterol. Já a cebola, possui propriedades antibacterianas que tratam infecções e previne o câncer.

    Portanto, ambos têm papel fundamental para uma dieta antienvelhecimento. Ademais são ricos em nutrientes e dão sabor para vários alimentos.

    6. Açafrão

    Por fim, outro alimento que ajuda quem deseja ter uma vida longa é o açafrão. Isso porque, a planta ajuda a diminuir as chances de doenças degenerativas, pois possui como princípio ativo a curcumina.

    Além disso, o açafão tem antioxidantes dos curcuminoides que são anticancerígenos e anti-inflamatórios. Com isso, reduz os sinais do envelhecimento e ajuda a melhorar a digestão.

    A vida social ajuda a ter uma vida longa

    Não tem como negar que uma boa alimentação reflete diretamente no nosso bem-estar. E como consequência, ajuda a ter uma vida saudável. Entretanto, é necessário aliar a nossa dieta com outras atitudes, e uma delas é ter um vida social.

    Desse modo, aquela roda de conversas com seus amigos ou sair para dançar e ouvir música ao vivo são ótimos hábitos que a pessoa deve ter. Afinal, somos seres sociais e precisamos viver em comunidade e não se sentir sempre sozinho.

    Logo, ao adotar essas atitudes ao nosso cotidiano, o sentimento de felicidade estará mais presente. E com isso trará muitos benefícios, como se sentir mais saudável fisica e emocionalmente. Então, a dica é sempre estar cultivando novas amizades e manter bons relacionamentos com os familiares.

    Estresse: fique bem longe dele!

    No nosso dia a dia é difícil não passar por alguma situação que seja estressante. Contudo, é preciso saber driblar esses momentos para ter uma vida mais longa. Pois, esses estresses diários podem levar a uma inflamação crônica no nosso corpo e provocar muitas reações físicas e emocionais.

    Nesse sentido, existem várias saídas para lidar melhor com estresse, como praticar ioga ou exercícios de respiração. Aliás, participar de alguma atividade que envolva a comunidade ou ter algum hobby são outras atitudes que ajudam a reduzir o estresse.

    Atividades físicas e vida longa

    Conforme a gente vai ficando mais velho, é super normal perdemos massa muscular. Dessa forma, após os 50 anos de idade, estima-se que entre 1% e 2% de massa magra seja perdida todos os anos. Por isso, é tão importante inserir as atividades físicas no nosso dia a dia, pois elas ajudam a diminuir os impactos deste processo natural no nosso corpo.

    Leia Também:  Clima Organizacional: o que é, conceito e como implementar

    Dessa forma, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda que as pessoas façam, em média, 150 minutos de exercícios físicos por semana. Ademais, a OMS indica a ingestão de proteínas para a realização dessas atividades diárias.

    Considerações finais

    Sabia que um bom conhecimento ajuda a ter uma vida longa? Por isso, temos um convite para você: conheça o nosso curso 100% online de Psicanálise. Dessa maneira, você aprenderá sobre o funcionamento da mente humana. E assim, lidar com os problemas emocionais e psicológicos! Então, se inscreva agora mesmo!

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *