Bill Porter: vida e superação segundo a Psicologia

Posted on Posted in Psicanálise, Psicanálise e Cultura

Se você já ouviu falar de Bill Porter, você deve saber que ele é sinônimo de superação. Inclusive, há um filme sobre sua vida e várias lições que podemos aprender com ele. Neste artigo, vamos contar um pouco da sua história e de sua superação do ponto de vista da psicologia. Além disso, traremos algumas lições que a vida desse homem pode nos ensinar.

Biografia de Bill Porter

Bill Porter nasceu na cidade de São Francisco na California no ano de 1932, com paralisia cerebral. Ele tinha dificuldades de fala, de andar e também complicações em sua coordenação motora decorrentes disso. Quando ainda jovem, ele se mudou para Portland (Oregon) com a mãe depois do falecimento de seu pai.

Em sua infância, sonhava ser um vendedor como seu pai. Contudo, por causa de sua deficiência, não conseguia arrumar emprego.

Mesmo ele recebendo consecutivos “nãos” na busca por um emprego, não desistiu de seu sonho. Além disso, tinha sua mãe como sua maior incentivadora. Depois de muita busca, conseguiu um emprego como vendedor porta a porta na Watkins Inc. Houve certa resistência da empresa, afinal, era um trabalho desgastante, ainda mais diante de suas dificuldades, mas ele conseguiu.

Trabalhando na Watkins Inc.

No entanto, quando conquistou o trabalho, ele se propôs a trabalhar na pior rota de Portland. Essa era uma rota que nenhum vendedor queria fazer. Por essa razão, Porter sofreu muito. Como sua aparência não era uma das mais agradáveis, muitos clientes o rejeitavam sem nem ouvir o que tinha a dizer. Além disso, seu jeito de falar e andar causava estranheza as pessoas.

Apesar disso, o rapaz conseguiu a sua primeira cliente: uma senhora alcoólatra e reclusa. Depois disso, ele não parou mais.

Assim  sendo, sua persistência deu frutos e ele começou a vender mais. A partir de então, passou a cativar pessoas e conquistar seu sonho. Em 1989 recebeu o prêmio de melhor vendedor do ano da empresa. Além disso, ficou durante 40 anos caminhando 16 km por dia para fazer suas vendas.

Em 1995, um jornal de Oregon contou a sua história e o transformou em símbolo de determinação. Em 2002, sua história virou um filme (Door to Door). Falamos um pouco sobre ele mais abaixo.

Em 3 de dezembro de 2013, com 81 anos, Bill Porter faleceu na cidade de Gresham em Oregon. Ele deixou um legado e corações conquistados pela sua coragem e determinação.

A superação de Bill Porter do ponto de vista da Psicologia

Bill Porter, infelizmente, nasceu com paralisia cerebral e isso trouxe muitas dificuldades para ele. Isso atrapalhou o desenvolvimento seu em várias áreas, como nós já mencionamos. Nós que, em sua maioria nascemos sem problemas, enfrentamos dificuldades todos os dias. No entanto, você consegue imaginar com o que uma pessoa com muitas limitações precisa lidar diariamente?

É preciso lembrar que, além disso, Bill Porter perdeu o pai ainda jovem, e que isso é muito significativo na vida dele. Afinal, ele admirava-o tanto, que queria ter a mesma profissão dele.

Enfrentamento do bullying

Se hoje nossas crianças com desenvolvimento típico enfrentam bullying, imagina uma criança com os problemas de Bill Porter na década de 30? Ele sofreu constantemente desde criança. Isso se deu, principalmente, porque praticamente toda a parte direita do seu corpo era atrofiada. Além disso, a década de 30 era marcada pelo preconceito e não havia nada sobre inclusão. Muita gente o encarava como limitado e incapaz.

Contudo, sua mãe sempre acreditou nele. Ela sabia que ele era capaz de aprender e evoluir, por isso sempre o incentivou a perseguir seu sonho.

Ausência de vitimização

Mesmo diante de todas essas limitações e pressões negativas, Bill Porter não se limitou a vitimização. Ele não queria passar a vida condenado a não fazer nada. Ele desejava ser útil ao mundo, se superar, evoluir e ajudar quem quer que fosse. Ele amava a área de vendas, principalmente por causa de seu pai. Essa paixão o motivou, de modo que mesmo quando todos não acreditaram que ele conseguiria, ele conseguiu.

Bill Porter focou não nas suas limitações, mas no seu sonho. Se sentiu impulsionado pela fé em sua mãe nele. Além disso, ele buscou não aqueles para quem todos queria vender, mas os mais difíceis.

Leia Também:  7 dicas de como conquistar um homem

Para a Psicologia, a transformação da dificuldade em força de transformação é essencial. É sair da posição de vítima para a de agente de transformação. Bill Porter fez isso durante toda sua vida.

Lições que Bill Porter tem a nos ensinar

Diante de uma história tão bonita, há muito que Bill Porter tem a nos ensinar com seu exemplo. Não é algo que se limite a vendas, já que era essa sua profissão, mas em todas as áreas de nossa vida. Bill Porter, na verdade, nos ensina a viver. Aqui vamos listas algumas dessas lições:

Não desista, seja disciplinado e paciente

Bill Porter não desistiu de seu sonho. Mesmo quando recebia um não, ele insistia. Assim, mesmo quando conseguiu seu emprego e as vendas eram baixas, ele não desistiu. Continuou empenhado, disciplinado e persistente. Foi sua insistência que o levou onde ele sonhava estar.

Seja humilde

Não é bater de frente com quem te humilha ou deseja o mal que trará resultados. É quando mostramos resultados que o reconhecimento vem. Bill Porter, mesmo diante da humilhação, respondeu aos insultos com trabalho e verdade.



Mostre as pessoas que elas são únicas

Principalmente no mercado de vendas, o vendedor precisa se adaptar a necessidade do cliente. Bill Porter compreendia sua clientela e indicava o que poderia ajudar. Na vida, quando entendemos que as pessoas não são iguais e nos conectamos com o indivíduo, tudo melhora.

Seja resistente as adversidades

Bill Porter sofreu com as adversidades desde seu nascimento. Contudo, foi o fato de ele não parou diante delas que o levou até seu sucesso. Sucesso esse que vai além de ser um ótimo vendedor, mas que também é uma questão evoluir e alcançar seus sonhos.

Ame o que você faz

Parece clichê dizer isso, mas Bill Porter só conseguiu seu sucesso porque amava o que fazia. Só quando se ama consegue ultrapassar dificuldades, ter disciplina e chegar ao sucesso. Quando Bill Porter teve a oportunidade de se aposentar, ele continuou. O fez porque era apaixonado e sabia que o que fazia provocava mudanças.

Filme “de Porta em Porta”

O filme “Door to Door” (De Porta em Porta) foi lançado em 1955. Ele conta integralmente a história de Bill Porter, e pode ser assitido complementarmente com este artigo.

Saiba que este filme recebeu 12 indicações para o Emmy (Oscar da TV americana), o que indica o quanto é emocionante e bem feito. Das 12 indicações, levou 6 prêmios, inclusive os de direção, melhor ator e roteiro. Além disso, William H. Macy, intérprete de Porter, e Helen Mirren receberam também indicações ao Globo de Ouro.

Conclusão

Bill Porter foi um exemplo e seu otimismo e dedicação devem ser um impulso a nossas vidas. Esperamos que esse artigo tenha te ajudado a conhecer um pouco mais sobre esse homem incrível. Que sua trajetória te ajude nas adversidades, e seja usado por você para inspirar outras pessoas também. Falando nisso, é possível entender mais sobre questões relacionadas a resiliência e força de vontade em nosso curso de Psicanálise Clínica. Confira!

Foi útil para você? Curta, Comente e Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 + doze =