O que é complexo pessoal de acordo com Freud?

Posted on Posted in Comportamento, Psicanálise

Todos nós somos dotados da capacidade de nos perceber e também perceber a totalidade do outro. Contudo, uma comparação iminente, ainda que subliminar, pode ser alimentada quando colocamos determinadas características em páreo. Entenda melhor o que é complexo pessoal e como suas facetas afetam nossas vidas.

O que é complexo pessoal?

De acordo com o trabalho de Freud, complexo pessoal é a construção de determinadas impressões que um indivíduo tem em relação a si mesmo. Com isso, acabamos nos comparando a alguém de forma consciente ou não, a fim de dar significado às nossas ações. O objetivo é fazer com que saibamos quem somos para proteger essas elucidações.

Entretanto, a presença de um complexo pessoal, em geral, não é tão bem-vinda. Isso porque ele acaba por dar margem às suposições que criamos em cima de nós mesmos. Se temos uma autoestima exacerbada, o complexo fará com que ela vá muito além do que deve. Da mesma forma é o contrário, já que tende a nos puxar para baixo.

Os sentimentos que criamos a respeito de nós mesmos derivam de uma única perspectiva bastante influenciável. Incluir comparações nesse trajeto só fará com que esse raciocínio oscile cada vez mais na direção errada. Assim, é indicado um acompanhamento psicoterapêutico para tentar equilibrar essas impressões.

Sinais

O complexo pessoal depende diretamente da forma como um indivíduo se sente em relação a si mesmo. Dessa forma, o mesmo pode se manifestar de diversas formas, dependendo diretamente da personalidade da pessoa. Cabe ressaltar que as experiências também influenciam bastante na conduta de uma pessoa, ocasionando:

Baixa estima

Neste caso, aqui tratamos do Complexo de inferioridade. Muitas pessoas acreditam que não valem a pena, se rebaixando a impressões depreciativas em relação a si mesmo. Dessa forma, acabam duvidando de sua própria capacidade, se mostrando tristes e bem inseguros. Mesmo em situações simples, terão medo de dar qualquer opinião.

Super valorização

Aqui, tratamos de quem possui complexo de superioridade. Esse grupo se relaciona com o anterior, já que projeta tudo de ruim que pensa em si nos demais. Com isso, acredita que são superiores e os outros menores e fracos. Em geral, podemos identificar esses indivíduos por causa de sua arrogância, vaidade e orgulho excessivos.

Negligência social

Independente de como apareça, o complexo acaba por fazer negligência em relação aos demais. No complexo de Édipo, por exemplo, o filho acaba se distanciando do pai para ir em direção à mãe. Já no de Electra acontecesse o contrário, fazendo com que as meninas negligenciem suas mães em prol dos pais.

Cultura popular

O complexo pessoal, mesmo que não seja entendido completamente, cria estruturas na mente das pessoas. Inconscientemente elas sabem que isso significa a construção de determinado padrão com base em outro. Assim, elaboram percepções pessoais e correlacionam eventos e indivíduos em relação a outro.

Por exemplo, e até um pouco desconhecido, “existe” o Complexo de Gaga, em referência à cantora pop. Por diversas eventualidades, a cantora mudou a rota de seus trabalhos e carreira nos últimos anos. Isso incluiu a promessa de conceitos novos e chocantes, bem como sua participação em grandes eventos não realizados.

Por causa disso, se estabeleceu o “Complexo de Gaga”. Basicamente, faz referências naqueles indivíduos que executam muitas promessas e não as cumprem. Cabe ressaltar que o exemplo acima não tem o objetivo de depreciar a cantora em momento algum. Apenas serve de exemplo para como conceitos antigos ganham roupagem no mundo atual.

Tipos de complexo

Ao se tratar de complexo pessoal, devemos entender até onde este se estende. Como dito linhas acima, não existe uma mesma linha de desenvolvimento deste nos indivíduos. Tudo depende de sua experiência de vida e como ele se enxerga em relação a si mesmo. Os complexos mais famosos socialmente são:

Complexo de Inferioridade

O complexo de inferioridade retrata aqueles indivíduos com baixa crença em si mesmos. Dessa forma, acabam nutrindo pensamentos de que são inferiores às outras pessoas, desgostando de si. Esse complexo acaba por trazer sentimentos de tristeza, culpa, insegurança e o incômodo de permanecer perto das pessoas.

Complexo de superioridade

Por outro lado, o complexo de superioridade já age de modo diferente. Isso porque o indivíduo passa a se valorizar de forma exagerada, se enxergando com mais valor do que os outros. Por causa disso, alimenta uma postura mais arrogante, dominadora e até agressiva em relação aos demais.

Complexo edipiano

Assim com os outros, este foi trabalhado linhas acima. Trata-se do movimento natural do filho em manter uma relação sexual(não necessariamente física) com sua sua mãe. Com isso, passa a enxergar o pai como um rival, já que este divide o amor da matriarca. Em suma, os meninos se distanciam do pai para ficarem mais próximos da mãe.

Tratamento

O tratamento para o complexo pessoal necessita de acompanhamento psicológico em primeira instância. O psicoterapeuta ajudará esse indivíduo a fazer um reconhecimento de si mesmo, a fim de identificar suas motivações. A ideia aqui é revelar os gatilhos que o movimentaram a uma postura tão característica.

Após isso, o paciente será instruído a mudar a sua postura de acordo com a necessidade. Dessa forma, tomará ações mais positivas e construtivas a ele durante todo o seu dia. A depender de como o complexo se manifeste, o tratamento pode ser demorado ou não. Ainda assim, a psicoterapia servirá de excelente apoio nessa caminhada.

Comentários finais sobre o que Freud pensa acerca do complexo pessoal

A construção social das pessoas influencia diretamente na postura delas. O que somos hoje é reflexo de tudo o que experimentamos no passado, de modo que deixe marcas bem claras. Entretanto, a depender de como surgiram, podem desestruturar a nossa percepção a respeito de nós mesmos.

A fim de trabalhar isso, passe a olhar com mais atenção sobre sua própria imagem. Os pensamentos que nutre sobre si correspondem ao que é real? Tudo não passaria de imaginação provocada pelo complexo pessoal mal trabalhado? Proponha-se a uma reflexão sadia e se surpreenderá com as respostas obtidas.


NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ


Para te ajudar nessa busca, se inscreva em nosso curso de Psicanálise Clínica 100% online. Como visto acima, a psicoterapia consegue clarear os caminhos que levam até as motivações por trás de cada comportamento, inclusive com relação ao complexo pessoal. Por conta dela, você aprenderá a ter autoconhecimento, se enxergando com verdade e sem influências. Não deixe de fazer sua matrícula!

Foi útil para você? Curta, Comente e Compartilhe!
  •  
  •  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 × 2 =