criança agressiva

Criança agressiva: a agressividade infantil segundo a psicologia

Posted on Posted in Comportamento, Psicanálise

É muito difícil determinar qual é o motivo de uma criança agressiva ser desse modo, mas os pais e responsáveis devem prestar atenção. Por isso, leia o nosso post para entender mais sobre o assunto.

Criança agressiva: qual é o motivo?

Você já deve ter visto uma criança com comportamento agressivo. Os motivos para ela ser assim podem ser diversos – isso irá depender do contexto que ela vive. Por exemplo, se ela está inserida em um ambiente em que os pais ou responsáveis estão sempre discutindo, esse pode ser o principal motivo.

Outro fator pode estar ligado ao fato de a criança não saber se comunicar direito. Afinal, todos nós temos as nossas frustrações, mas os adultos sabem lidar com esses sentimentos. Já a criança está em processo de aprendizagem, por isso, ela acaba não sabendo lidar com isso e fica mais agressiva.

Por fim, fora do ambiente domiciliar, as crianças que estão frequentando a escola são suscetíveis a passar por determinados conflitos. Especialmente quando existe uma competição nesse lugar, sem a explicação de que todas as crianças são capazes à sua maneira.

Quais são os principais sinais da agressividade infantil?

Agora que compreendemos melhor os possíveis motivos para o comportamento de uma criança agressiva, vamos saber quais são os sinais que ela apresenta. Então, confira os próximos tópicos.

1 – Expressa de forma forte

Embora achemos que a agressividade é algo físico, essa não é a única maneira de agressividade que a criança apresenta. O principal ocorre de forma verbal e fortemente. Por exemplo, quando o pequeno passa a gritar com frequência e usar palavrões. Além disso, utiliza tons de sarcasmo e ironia como maneira de machucar alguém.

Quando apresenta esses sinais, é fundamental iniciar uma intervenção.

2 – Apresenta indisciplina e agressividade

A agressividade e a indisciplina são dois problemas que andam de mãos dadas. Caso a criança comece a desafiar autoridades (pais e professores, por exemplo), é um sinal bastante preocupante. Já que assim é muito forte indício de ela ser uma criança agressiva.

3 – Fica ansiosa

Como sabemos a ansiedade é um problema muito sério e que está atingindo as pessoas de qualquer faixa etária, principalmente os pequenos. Quando a criança não consegue lidar com os sintomas da ansiedade, é muito possível que ela desenvolva uma certa frustração. Com isso, ela irá manifestar o sentimento por meio de agressividade em seu comportamento.

4 – Apresenta problemas de controle emocional

Saber lidar com os problemas de controle emocional é fundamental para todo mundo. Ao não saber lidar, é um grande sinal de que a criança está apresentando comportamentos agressivos. Então fique atento às mudanças de humor frequentes ou explosões do seu pequeno.

Leia Também:  A natureza humana segundo a Psicanálise

5 – Briga frequentemente com as outras crianças

É muito comum que as crianças acabem brigando entre si. Contudo, quando a briga acontece de forma mais frequente, é necessário que os pais fiquem em alerta, pois isso prejudica o desenvolvimento social do pequeno.

6 – Tem dificuldade de concentração

A falta de concentração faz com que a criança se torne agressiva, afinal ela não conseguirá focar em um determinada atividade. Aliás, ter dificuldade de se concentrar irá ampliar a sensação de raiva e episódios de agressividade.

7 – Faz intimidações

Seja de forma física ou verbal, a intimidação é muito comum em uma criança agressiva, por isso é um sinal de alerta. Já que esse tipo de comportamento pode evoluir para algo mais sério, como fazer bullying com outras crianças. Além disso, tem a possibilidade de causar algum dano físico ou psicológico.

8 – Apresenta problemas para aceitar seus erros

Uma criança agressiva tem bastante dificuldade em aceitar os seus erros. Aliás, o pequeno sempre irá justificar as suas falhas ou culpar outras pessoas inconvenientes que ela provocou. Então, é importante os pais ou responsáveis ficarem atentos a esses detalhes.

9 – Tem dificuldade em ser contrariada

Por fim, o último sinal que uma criança agressiva pode apresentar é dificuldade em ouvir “não”. Ao não poder fazer algo que gostaria, ela irá buscar uma forma de dar o troco como vingança por ter sido contrariada.

    NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ



    Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Psicanálise.

    O que os pais devem fazer com a agressividade em crianças?

    É importante ressaltar que agressividade infantil não deve ser tratada como um traço de personalidade. Afinal, essa pode ser uma forma de resposta a algum desconforto que ela esteja sentindo.

    Por isso, é preciso agir com bastante calma e intervir por meio de atitudes positivas. Só assim você poderá ajudar no desenvolvimento do seu filho. Então, confira 4 sugestões nos próximos tópicos.

    1 – Ensine a criança a verbalizar as suas frustrações

    Como já dissemos, um comportamento agressivo da criança pode estar relacionado à falta de expressar as suas frustrações. Por isso, cabe aos pais ou responsáveis ensinar os seus filhos a apontarem a causa de sua irritação.

    Uma dica é questioná-lo sobre o motivo de ele estar bravo e já dar um caminho para resposta, como “você está triste porque ele pegou o seu brinquedo, não?”. Com isso, a criança irá aprender a verbalizar as suas insatisfações.

    2 – Não eduque com violência

    A segunda dica é não usar a violência como forma de educar, pois quando a criança vê os adultos usando esse comportamento para enfrentar conflitos, ela achará que é algo correto. Por essa razão, os pais devem ter cuidado com esses exemplos para não influenciar de maneira negativa.

    Além disso, é fundamental não levantar a voz ou ficar descontrolado para que a criança não acredite que esse seja um comportamento normal. É importante ensiná-los que a postura agressiva é algo errado, mesmo que venha de algum adulto.

    3 – Mostre desaprovação como frequência

    A criança só irá repetir determinados comportamentos, caso ela receba atenção por conta disso. Portanto, quando o pequeno tiver alguma atitude agressiva, deixe bem claro que você desaprova essa situação. Por meio de um diálogo sério, explique para ele que não deve agir dessa maneira, pois haverá certas consequências.

    Leia Também:  Significado da história A Lebre e a Tartaruga

    Outro ponto importante é sempre elogiar quando o seu filho tiver um bom comportamento, como compartilhar os seus brinquedos. Assim, ele irá compreender quais são as atitudes que deve tomar.

    4 – Busque ajuda profissional, caso seja necessário

    Por fim, quando a agressividade infantil apresentar um sinal de que é um problema sério, é fundamental procurar ajuda. Aliás, se perceber que um comportamento crônico, o melhor caminho é conversar com um profissional da área. Por isso, procure um psicólogo ou psicanalista para que ele possa te orientar e te ajudar a encontrar uma solução.

    Considerações finais sobre criança agressiva

    Agora que você entendeu criança agressiva, temos um convite para você! Conheça o nosso curso online de Psicanálise Clínica. Com as nossas aulas você poderá saber mais sobre essa área tão rica do saber humano. Então, inscreva-se já e comece ainda hoje uma nova mudança na sua vida!

    2 thoughts on “Criança agressiva: a agressividade infantil segundo a psicologia

    1. Muito bom artigo! Valiosa explicações, para os pais, responsáveis e os professores. Parabéns!

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.