psicanalistas brasileiros

3 Psicanalistas brasileiros que você precisa conhecer

Posted on Posted in Formação em Psicanálise, Psicanálise

A Psicanálise é uma linha de pensamento sobre o comportamento humano que é muito interessante e ampla. Afinal, há varias vertentes dentro da área e a contribuição delas para nosso desenvolvimento é incontestável. Em vista disso, nós achamos importante falar sobre o objeto de estudo dessa proposta teórica e também indicar quais são os principais psicanalistas brasileiros, já que é interessante ver a pesquisa que o país tem desenvolvido na área.

O que é Psicanálise

Para começo de conversa, a psicanálise é um ramo clínico teórico da Psicologia que se ocupa em explicar o funcionamento da mente humana. Assim, ela busca ajudar no tratamento de distúrbios mentais e neuroses. O objeto de estudo da psicanálise concentra-se na relação entre os desejos inconscientes e os comportamentos, além de relacionar isso aos sentimentos vividos pelas pessoas.

Freud

Essa teoria foi fundada pelo neurologista austríaco Sigmund Freud (1856 – 1939). De acordo com ele, grande parte dos processos psíquicos da mente humana estão em estado de inconsciência e são dominados pelos desejos sexuais. Inclusive, todos os desejos, lembranças e instintos reprimidos estariam “armazenados” no nosso inconsciente.

Nesse contexto, a psicanálise, através de métodos de associações, conseguiria analisar e encontrar os motivos das neuroses tendo em vista o inconsciente. Isso além de explicar certos comportamentos peculiares dos pacientes e trabalhá-los.

3 Psicanalistas brasileiros que você precisa conhecer

Agora que já introduzimos o que a psicanálise é, vamos falar sobre os principais psicanalistas brasileiros. Assim, listamos aqui três psicanalistas que contribuíram robustamente para a psicanálise do nosso país.

Durval Bellegarde Marcondes

Começaremos com o psiquiatra e psicanalista brasileiro Durval Marcondes, que é conhecido como o fundador do movimento psicanalítico e um dos pioneiros do movimento psicanalítico no Brasil.

É importante dizer que ele, juntamente com Franco da Rocha, fundou em 1927 a Sociedade Brasileira de Psicanálise. Trata-se da primeira associação psicanalítica da América Latina.

Formação

Em relação a sua formação, Marcondes estudou medicina em São Paulo e graduou-se em 1924 com a especificidade da psiquiatria. Foi durante esses estudos que surgiu seu interesse pela psicanálise. Vale ressaltar que a formação da Sociedade Brasileira de Psicanálise se deu logo após sua formatura.

A fundação foi importante, pois, a partir dela e da aparição do primeiro periódico de psicanálise, ele contatou Sigmund Freud. Assim, através desse contato, ele solicitou a entrada dessa instituição na Associação Psicanalítica Internacional.

Contribuições

As contribuições em saúde pública e educação universitária por parte de Marcondes são extremamente importantes. Afinal, ele aplicou e disseminou as teorias de Freud nos primórdios da psicanálise, o que foi fundamental para o desenvolvimento da área no país.

Em seguida, ele criou os primeiros cursos e cadeiras de psicologia, saúde mental e psicanálise da Universidade de São Paulo. Dessa forma, inaugurou o campo de pesquisa e desenvolvimento teórico da psicanálise acadêmica na América Latina. 

Obras

Por fim, selecionamos algumas de suas obras mais importantes para divulgar:

  • A higiene mental escolar por meio da clínica desorientação infantil;
  • Contribuição para o problema do estudo dos repetentes da escola primária: condições físicas, psíquicas e sociais;
  • Clínica de orientação infantil: suas finalidades e linhas gerais de sua organização;
  • Noções gerais de higiene mental da criança.

Fábio Herrmann

O próximo psicanalista que queremos te apresentar é Fabio Antonio Herrmann. Ele viveu entre 1944 à 2006 e foi um importante doutor em medicina, além de ocupar nosso pódio de psicanalistas brasileiros.

Leia Também:  Controle emocional antes de disparar: A Culpa é Sua!

Formação e atuação

Este psicanalista se formou em medicina pela USP. Foi psicanalista, supervisor, orientador e professor universitário no tocante à sua atuação profissional. Seu trabalho com a Psicanálise, no entanto, durou por mais de 40 anos. No ano de 1976, ele ingressou como membro na Sociedade Brasileira de Psicanálise de São Paulo. Sim, esta que mencionamos algumas linhas mais acima!

A razão para ele ocupar esse papel de destaque no tocante à contribuição com a psicanálise brasileira se deve à sua intensa vida política. Na conjuntura em que viveu, ele lutou muito pelo projeto de recuperar a psicanálise como instrumento afinado para penetrar o cotidiano.


NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ




Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Psicanálise.


A partir dos anos 80, ocupou a presidência da SBPSP, da Federação Psicanalítica da América Latina (Fepal) e diversos postos internacionais. Em 1999, fundou o Centro de Estudos da Teoria dos Campos (Cetec). Não é à toa que até hoje é reconhecido como um dos grandes psicanalistas brasileiros.

Obras

Além disso, Herrmann publicou muitos livros e artigos durante sua vida. Em vista disso, listamos aqui algumas das suas principais obras:

  • A infância de Adão;
  • Andaimes do real: método da psicanálise;
  • Clínica psicanalítica: a arte da interpretação;
  • Pesquisando com o método psicanalítico.

Virgínia Bicudo

Por fim, vamos falar da grande socióloga e psicanalista brasileira Virgínia Leone Bicudo. Ela nasceu em São Paulo em 1915 e a primeira não médica a ser reconhecida como psicanalista. Consequentemente, se tornou essencial para construção e institucionalização da psicanálise no Brasil. Seu trabalho se destacou muito na Sociologia por ser ela uma pioneira ao tratar do estudo das relações raciais.

Biografia

Virginia era filha da imigrante italiana Joana Leone e do descendente de escravos Teófilo Bicudo. Ela estudou na Escola Normal Caetano de Campos e depois fez o curso de educação sanitária em 1932. Após se formar, tornou-se funcionária da Diretoria do Serviço de Saúde Escolar do Departamento de Educação. Ministrou aulas e interessou-se pela Sociologia, iniciando os estudos na área em 1936.

Diferentemente dos autores já citados, ela não entrou na Psicanálise por meio da formação em medicina. O contato ocorreu no momento em que ela iniciou sua análise com a Dra. Adelheid Lucy Koch. Em decorrência disso, em 1937, Bicudo candidatou-se a membro da Sociedade Brasileira de Psicanálise de São Paulo, mas sua aprovação só se deu em 1945!

Apesar da resistência da categoria em recebê-la, em 1962 Virginia foi eleita presidente da segunda diretoria do Instituto de Psicanálise, função que desempenharia até 1975. Ela foi importantíssima para a difusão da psicanálise brasileira através de colunas na imprensa e obras. Faleceu em São Paulo, em 2003, aos 88 anos.

Obras

Já que todas as suas obras foram muito relevantes para o desenvolvimento da área, destacamos as duas principais:

  • Nosso Mundo Mental.
  • Comunicação não-verbal como expressão de onipotência e onisciência.

Comentários finais sobre a atuação dos psicanalistas brasileiros

No texto de hoje, você pôde atestar o quanto os psicanalistas brasileiros citados foram essenciais para o desenvolvimento e expansão da área no país.Diante disso, você quer conhecer mais desses grandes psicanalistas e os fundamentos da própria psicanálise, conheça nosso curso 100% online de Psicanálise Clínica! Ele tem início imediato e a formação permite que você clinique como psicanalista. Confira!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

14 − 2 =