Sinceridade e falta de sinceridade na visão comportamental

Posted on Posted in Comportamento, Psicanálise

Nem todas as pessoas possuem um controle exato do que dizem em um ambiente laboral ou social. Se não falam em excesso, acabam por dizendo de menos e desviando a atenção quanto ao assunto, evitando serem sinceros. Descubra como a sinceridade funciona com a visão clínica da Psicologia.

Como a sinceridade é entendida pela Psicologia?

A sinceridade é um objeto bastante apreciado em qualquer escala da sociedade, mostrando um grau de honestidade eloquente. Entretanto, a mesma passa a se tornar uma agressão quando ultrapassa determinada barreira comportamental. Sem saber dosar suas palavras, qualquer momento em que esteja se azeda rapidamente.

A Psicologia enxerga o excesso de verdade como um descontrole do próprio bom senso. Essa fraqueza só é permitida, por assim dizer, quando trabalhamos com as crianças. As mesmas não possuem os mecanismos que discernem quando a verdade se encaixa com o momento. Entretanto, adultos possuem a bagagem necessária para discernir as palavras corretas diante de um contexto.

Por não sabermos controlar essa fraqueza pessoal, podemos acabar comprometendo nossos relacionamentos pessoais e profissionais. O excesso de verdade atua como uma lança pontual que atinge o outro em momentos sem preparação. Já que não espera esse tipo de comentário, uma pessoa pode se sentir violada e profundamente magoada.

A falta de sinceridade

Em contrapartida com o excesso de sinceridade, também temos a falta dela. Isso se configura por conta de indivíduos que se controlam constantemente, pois sabem que outros não recebem bem suas palavras. Note que não se trata de um fingimento ou falsidade por assim dizer. Encaixa-se mais como um excesso de cautela com as escolhas de argumentos.

Cabe ressaltar que dizer a verdade é uma atitude bastante apreciada pela sociedade em geral. Entretanto, nem todos estão preparados para recebê-la. Isso porque cada um tem uma percepção única de como uma conversa ou dizeres devem ser conduzidos e aceitos. Se feito de forma inadequada, soa mais como uma postura crítica a qualquer elemento.

Sem uma base adequada, e com receio de ferir alguém, muitas pessoas optam por não serem sinceras. Elas prezam pelo contato humano e/ou enxergam alguma vantagem em tê-lo, mesmo que não conheçam a fundo uma pessoa. Por exemplo, uma vendedora que vende um vestido a alguém, mas tem medo de dizer que é muito espalhafatoso.

Empecilhos

A sinceridade em excesso causa graves problemas de relacionamento e imagem entre os indivíduos. Levando isso ao ambiente laboral, compromete totalmente a relação que é fundamental para o bom funcionamento do trabalho no local. Em geral, os problemas começam por:

Arrogância

Falando a verdade constantemente a qualquer hora, você cria uma imagem de arrogância perante os outros. Isso porque suas palavras acabam soando mais como críticas do que como sugestões. Esse comportamento em excesso acaba por gerar uma vontade de desvalorização e superioridade diante dos outros.

Embates

Ao dizer algo que ultrapassa um limite adequado de convivência, você fere diretamente o simulacro do outro. Como nem todos se sentem compelidos a evitar discussões nesse evento, uma briga já pode dar início. Ainda assim, alguns nutrem uma visão tão pobre da própria atitude que julgam estarem certos, alimentando ainda mais a desavença.

Relacionamentos

Mesmo que a verdade seja bem-vinda, o excesso dela é o que pode levar uma relação à ruína. Conviver com um parceiro que pouco se importa com as próprias palavras tem limites. Com o tempo, a relação se mostra insegura e cada vez mais desgastada. A tendência é que as discussões vigorem e consequente separação em casos mais graves.

Exemplo

Para visualizar melhor como a sinceridade impacta em nossas vidas, verifique essa hipótese. Você é convidado para jantar na casa de amigos em comemoração ao aniversário de um deles. Após a comemoração, é servido um jantar completo a todos, preparado de forma caseira. Aos sincericidas, o problema pode vir daí.

A comida pode ter sal, estar mal cozida ou muito passada do ponto. Em suma, o prato está horrível e quando perguntado, o que você vai dizer? Você pode desviar da conversa, evitando ser direto e dando comentários ínfimos ou partir para a verdade em sua forma crua. Dentre as opções, qual você acha que causará mais danos?

Uma das saídas para isso é evitar comer muito e rapidamente, desviando de tecer comentários honestos demais. Ou você pode defender a ideia de que não pode comer muito à noite por N motivos. Ao fim, evite também mentir em demasia sobre o gosto da comida. Encontre saídas saudáveis para evitar desconfortos.


Leia Também:  O que é amor? 10 ideias cientificas sobre o amor

Curso de Formação em Psicanálise Clínica EAD


Cuidados

Existem caminhos para evitar problemas com a sinceridade sem freios ou escassez durante as conversas. É preciso atenção e treino constante, já que tudo isso depende dos seus hábitos. Procure começar por:

Não faça perguntas indiscretas

Em meio a uma conversa ou situação como o exemplo acima, evite perguntas que causem constrangimento. Em geral, você sabe o que causa desconforto em cada membro dali. Contudo, se estiver em dúvida sobre algo, é melhor não arriscar e gerar situações comprometedoras.

Escolha palavras adequadas

Existem infinitas maneiras de se dizer a mesma coisa. Com isso, se for fazer algum comentário ou crítica, escolha adequadamente as palavras que irá dizer. Ainda que possua opinião formada sobre algo, pense em como o outro pode reagir.

Cuidado aos conselhos

Pode parecer incrível, mas algumas pessoas ao aconselharem outras conseguem o efeito contrário do que queriam. Ao dar conselhos, evite focar em defeitos. Direcione nas qualidades do indivíduo com o intuito de levantar sua estima pessoal.

Comentários finais: sinceridade

A sinceridade é um objeto bastante valoroso quando é bem pensada e usada aos demais. Por meio dela trazemos à tona a realidade sobre algo ou alguém, evitando floreios ou desvios. Entretanto, é preciso manter o controle sobre o seu excesso ou falta. Em excesso, machucamos os outros; na falta, guardamos e nutrimos impressões cavalares a nós mesmos.



Pense em como cada argumento se encaixa perfeitamente em cada situação e indivíduo. Se acredita que isso o machucará, encontre outras forma de dizer ou simplesmente não diga. Uma forma de evitar incêndios e deixar qualquer chama apagada. Com isso, mature e treine diariamente o seu comportamento sincericida demais ou de menos no âmbito social.

Uma forma de estudar adequadamente seu comportamento é através de nosso curso de Psicanálise Clínica EAD. Por meio dele, você compreende quais os gatilhos que fomenta suas atitudes e reações ao externo. Além de si, os outros também se tornam um livro aberto. O entendimento universal que adquirirá será bastante útil em sua vida.

Nosso curso é completamente virtual, bastando que tenha um computador e sinal de internet regular estudar. Graças a isso, você terá tem total liberdade para criar horários personalizados e cronograma de estudos ao seu favor. Quando assim o fizer, pode contar com o apoio constante de nossos professores. Eles te guiarão a todo momento quando trabalhar nossas ricas apostilas.

Assim que terminar o curso, receberá um certificado impresso que comprova sua competência como Psicanalista. Sendo assim, não perca a chance de aprender mais sobre si e o que pode aprender com sua essência. Faça nosso curso de Psicanálise! Além disso, não esqueça de compartilhar este artigo sobre sinceridade com outras pessoas! É um tema que merece a atenção de todos nós!

Foi útil para você? Curta, Comente e Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

9 + 1 =