sintomas de crise de ansiedade

30 principais sintomas físicos e mentais da ansiedade

Posted on Posted in Transtornos e Doenças

Os sintomas da ansiedade são diversos, podendo ser encontrados tanto no corpo quanto na mente. Isso acontece porque ela possui estímulos em todos os campos da saúde. No decorrer do texto, elencamos os 30 principais sintomas de ansiedade.

Nesse sentido, a ansiedade, durante o século XXI, é considerada um dos maiores males, patológico ou não, da sociedade.

O que é a ansiedade?

No que diz respeito ao que é a ansiedade, pode-se dizer que é um sentimento comum a todos os seres humanos, quando pensada fora do campo de transtorno. É muito comum as pessoas se sentirem ansiosas em algum momento ou evento de sua vida, pois é natural aos indivíduos nos obstáculos diários.

Situações como uma entrevista de emprego, um encontro, provas avaliativas, esperas de resultados, etc., são muito passíveis de deixarem pessoas ansiosas. Além dessas frequentes presenças, os sintomas da ansiedade se manifestam de diversas formas, muitas simultaneamente.

Nessa perspectiva, esse sentimento natural pode ser considerado uma preocupação excessiva, um medo descomunal ou uma constante sensação de que tudo vai dar errado. Por essa razão, é indispensável dizer que mesmo sendo algo normal, há quadros excessivos que desenvolvem na pessoa aquilo que é chamado de transtorno de ansiedade.

O que causa a ansiedade? 

sintomas da ansiedade causas resumido

As causas da ansiedade podem ser diversas: desde um fator químico do cérebro, como um descontrole a gatilhos específicos e descuidos com a saúde. No que se refere a um desequilíbrio químico, é uma relação direta com traumas e problemas internos transcorridos em algum ambiente, durante um momento da vida.

Já em vista dos gatilhos específicos, relaciona-se com circunstâncias e situações específicas da realidade de cada pessoa que altera seu processo de funcionamento. Além disso, os fatores de descuido da saúde também podem causar ansiedade na vida dos indivíduos, como:

  • sedentarismo;
  • insônia;
  • estresse;
  • sobrecarga.

Desse modo, é importante ressaltar que tais causas trazem diversos sintomas da ansiedade. Durante o percurso do texto, traremos os 30 principais que acometem as vítimas desse mal.

A ansiedade no Brasil

Conforme pesquisas da Organização Mundial da Saúde (ONU) indicam que o Brasil é o país com maior taxa de pessoas ansiosas no mundo. Somente em nosso país, 18,6 milhões de pessoas são vítimas de ansiedade e esse dado o coloca no topo do ranking mundial.

Desse modo, o cenário da ansiedade no Brasil é desenvolvido por diversos fatores, sendo muitos deles de cunho social e de ausência de direitos básicos do ser humano como: 

  • condições precárias de vida;
  • fome;
  • diferenças sociais;
  • violência;
  • trabalho pesado e com carga exaustiva.

Nesse sentido, por ser um país que dispõe de diversos problemas, como desigualdade extrema e altos índices de precariedade, principalmente nos últimos anos, tornou-se um campo de ansiedade. Logo, a pessoa ansiosa está em todos os tipos de vida, em diversas características e condições, variando de vida para vida.

A ansiedade na pandemia

A Organização Mundial da Saúde destaca que já no primeiro ano da pandemia de COVID-19, a taxa de ansiedade teve um crescimento de 25%. O levantamento desse dado foi feito de março em 2022, destacando jovens e mulheres como os mais acometidos por tal mal. 

No que diz respeito a esse crescimento, se destacam o isolamento social, a acentuação do luto, o pânico e o medo pelo desamparo. O isolamento social, por exemplo, desenvolveu estresses sem pretextos e o luto foi intensificado pelas milhares de mortes no país.

Em relação ao pânico e ao medo, estes se desencadearam pela preocupação excessiva com o desamparo, sobretudo de pessoas que possuem transtornos mentais. Isso ocorreu porque diversos campos da saúde foram suspensos nos primeiros meses da pandemia, desenvolvendo crises conjuntas nas pessoas, principalmente nos grupos de risco.

Logo, grupos de riscos se encontraram de forma predominante nos altos quadros de ansiedade. Ainda mais, pessoas com asma ou outros problemas respiratórios, ou também doenças cardíacas, estavam presentes nessa taxa. 

Além disso, jovens já com histórico de transtornos mentais, como, por exemplo, psicose, depressão, Transtorno de Ansiedade Generalizada (TAG), síndrome do pânico, possuíram um grande aumento de ansiedade. 

    NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ



    Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Psicanálise.

    Os sintomas da ansiedade se puseram em inúmeras escalas nessas pessoas com desproporcional comportamento como automutilação e tendência suicida. Por essa razão, as consequências da pandemia fizeram com que diversos cidadãos tivessem sua ansiedade intensificada e, em relação às pessoas sem transtornos, houve um número de quadros ansiosos.

    Sintomas da ansiedade resumido

    Sintomas físicos da ansiedade

    Quando intensificados os momentos de preocupação ou angústia excessivas, há sintomas da ansiedade que refletem no corpo. No que diz respeito a eles, muitos podem se manifestar em: palpitações, visão turva, tensão muscular, taquicardia, náuseas e vômitos, insônia, desmaios. 

    Além desses citados acima, muitas pessoas podem sentir: dores no peito, ruídos na cabeça, falta de ar, dor na mandíbula, tontura e perda ou ganho de peso fora do normal. 

    É importante ressaltar que cada pessoa responde de maneiras diferentes e, quando agravados os sintomas, podem desenvolver transtornos psicológicos mais graves. Por esse motivo, é sempre necessário se atentar aos sintomas da ansiedade em cada situação.

    Sintomas mentais da ansiedade

    Além disso, os sintomas da ansiedade podem se apresentar mental ou psicologicamente, sendo alguns deles: compulsão alimentar, nervosismo, hiperatividade, inquietação, angústia, medos irracionais e pensamentos obsessivos. 

    Portanto, esses sintomas devem receber um cuidado e uma atenção mais detalhada, tendo em vista que podem desencadear outros sintomas físicos, como os citados anteriormente. Para mais, situações como as seguintes podem também se manifestar em alguns indivíduos ansiosos:

    • paranoia constante;
    • dificuldade em lidar com adversidades do dia a dia;
    • falta de libido; 
    • pensamentos repetitivos;
    • dificuldade de relaxar;
    • vontade de chorar constante;
    • dificuldade de aprendizagem e
    • dificuldade de concentração.

    Possíveis tratamentos para sintomas da ansiedade

    Contudo, é verdade que o fenômeno da ansiedade prejudica a rotina de uma pessoa quando intensificado os seus efeitos, desse modo, é indispensável ponderá-los e ficar atento às suas causas. Em suma, a ansiedade é um “estímulo” do sujeito a entrar em ação, e quando potencializado, pode prejudicar o funcionamento da mente e do corpo.

    Desse modo, quando os sintomas da ansiedade passam a se destacar de forma frequente e aparentemente sem razão, é fundamental que se procure meios de ajuda. Alguns possíveis tratamentos são: a psicoterapia, o acompanhamento psiquiátrico (se necessário), atividades esportivas, meditação e recursos de hobby também ajudam.

    Por exemplo, caso a pessoa ansiosa não tenha condições (ou também não tenha um quadro grave) de frequentar sessões de psicoterapia, pode procurar outros tipos de solução. O yoga, a meditação guiada, clubes de artes e pinturas, artes marciais, academia, caminhadas e jogos esportivos são uma das possibilidades que contribuem para a melhora da ansiedade.

    Em suma, cabe à pessoa vítima dos sintomas da ansiedade se alertar aos indícios de sua mente e de seu corpo. Tomar cautela com os efeitos que podem surgir em seu cotidiano e em suas relações pessoais, profissionais e familiares é uma precaução com as consequências de sua ansiedade.

    Por fim, se você gostou desse artigo, curta e compartilhe em suas redes sociais. Assim, nos incentivará a continuar sempre produzindo conteúdos de qualidade para nossos leitores.

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.