Na atualidade muitas pessoas são diagnosticadas com ansiedade. Por isso, preparamos uma lista com 13 sintomas de ansiedade. Confira!

Sintomas de Ansiedade: os 13 principais para a Psicologia

Posted on Posted in Comportamento, Transtornos e Doenças

Na atualidade muitas pessoas são diagnosticadas com ansiedade. Entretanto, muitas outras sequer imaginam que convivem com esse transtorno mental. Por isso, nós preparamos uma lista com 13 sintomas de ansiedade para você conhecê-los. Confira!

Sobre a ansiedade

Segundo especialistas, os sintomas de ansiedade acontecem por causa de um medo antecipado. Ou seja, a pessoa ansiosa vive em estado de alerta tentando antecipar algum perigo. Dessa forma, é muito comum que o ansioso conviva com apreensão, medo, nervosismo ou preocupação excessiva no cotidiano.

Uma pessoa pode sentir os sintomas da ansiedade quando fala em público ou na véspera de eventos importantes. Por exemplo, um estudante em dia de prova, uma pessoa na entrevista de emprego ou na expectativa para datas importantes. Ainda que seja normal uma pessoa sentir ansiedade, essa antecipação ao medo pode se tornar patológica.

Relação entre ansiedade e medo

De acordo com especialistas, os sintomas de ansiedade estão relacionados ao medo e perturbações comportamentais. Enquanto o medo é uma reação a alguma ameaça, a pessoa ansiosa antecipa um problema futuro.

Desse modo, as pessoas vivenciam sintomas de crise de ansiedade associados ao medo se estão em situação de luta ou fuga. Em outras palavras, elas acreditam que correm um grande perigo e por isso precisam fugir. Ao passo que a pessoa se sinta ameaçada é provável que desenvolva um ataque de pânico.

Como identificar os sintomas de ansiedade?

É normal que você sinta algum sintoma de ansiedade em situações específicas. Todavia, muitas pessoas costumam confundir a ansiedade comum e medo com os transtornos de ansiedade. Segundo especialistas, a principal característica de um transtorno de ansiedade é a sua duração e intensidade excessivas.

Quais são os sintomas de ansiedade?

A princípio, somente um especialista pode diagnosticar a ansiedade em um paciente. Contudo, todos nós precisamos reconhecer os sintomas de ansiedade, a fim de lidar melhor com eles. A seguir, listamos os sintomas mais comuns.

1. Apetite desregulado

É muito comum que os ansiosos recorram à comida para aliviarem os sintomas de ansiedade. Já que comer dá a sensação de prazer. Por isso, as pessoas costumam mastigar pouco e comer bastante quando estão ansiosas. Como resultado, é possível que muitos ansiosos desenvolvam compulsão alimentar.

2. Excesso de preocupação: um dos principais sintomas de ansiedade

Ansiosos se preocupam bastante com o futuro. Isso porque sempre imaginam os piores cenários possíveis acontecendo a eles.

3. Inquietude

Um ansioso costuma sentir dificuldade para se concentrar. Tal aspecto se relaciona ao cansaço excessivo e  à inquietação. Assim, ele não possui muita qualidade de vida porque não consegue relaxar e se sentir confortável.

Leia Também:  O que é Ansiedade? Entenda tudo sobre o transtorno

4. Medo de falar em público

Falar em público sempre causa nervosismo. Então, há suor excessivo, falta de ar, respiração ofegante e taquicardia.

5. Medos infundados

À medida que a ansiedade aumenta, o medo injustificado também cresce. Como consequência, o desempenho de ansioso fica comprometido.

6. Alterações no sono

Por causa da ansiedade muitas pessoas podem sofrer com insônia. Assim, não só revisam tudo o que fizeram no dia, mas também imaginam o que farão amanhã.

7. Tensão muscular

Pessoas com ansiedade transferem para os músculos do corpo o estresse que vivem. Dessa forma, é comum que elas sintam dores na nuca, costas e ombros.

8. Pensamentos repetitivos: um dos principais sintomas da ansiedade

Quem sente ansiedade pode desenvolver ciclos repetitivos de pensamentos . Tais pensamentos podem ser obsessivos e negativos a respeito de si e do mundo.

    NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ



    Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Psicanálise.

    9. Perfeccionismo exagerado

    O medo de errar leva uma pessoa a sofrer buscando pela perfeição que não existe. Além disso, pessoas perfeccionistas têm uma tendência a procrastinar suas atividades.

    10. Problemas de digestão

    Por causa da relação entre sintomas de ansiedade e estresse,  o ansioso pode desenvolver problemas digestivos. Dessa maneira, muitos costumam sentir dores, ter má digestão e até azia. Problemas de gastrite nervosa, além de diarreia.

    11. Sensibilidade

    Ao passo que o estresse e a pressão aumentam, o ansioso pode sofrer com mudanças de humor. Ademais, ele tem chance de sofrer um ataque de nervos.

    12. Sintomas físicos

    Além das dores, o ansioso sente cansaço, taquicardia, problemas para respirar, tontura, boca seca ou calafrios.

    13. Ver perigo em tudo

    Pessoas ansiosas sempre acreditam que os conflitos da sua vida são muito perigosos. Não que essas pessoas sejam dramáticas, mas porque elas sempre imaginam que o pior acontecerá.

    Por que a ansiedade aparece?

    Segundo Aaron Beck, fundador da Terapia Cognitiva, os sintomas de ansiedade e medo não são aleatórios. Beck afirma que a experiência de vida de uma pessoa e questões pessoais influenciam no surgimento dos sintomas. Por exemplo, a maneira como você lida com trabalho, amigos família, responsabilidades ou organização da rotina.

    Ademais, o nosso modo de vida apressado pode influenciar na maneira como a ansiedade surge. Mesmo que nós tentemos, com tanta cobrança do mundo, é difícil não pensar no futuro a cada instante.

    Dicas para você lidar melhor com os sintomas de ansiedade

    Agora você já sabe como os sintomas de ansiedade se manifestam e o porquê. Então, agora é preciso saber como lidar melhor com eles. Por isso, nós selecionamos algumas estratégias úteis para minimizar os efeitos da ansiedade:

    1. Atividades físicas que causem a você sensação de prazer. Não tenha vergonha de experimentar e descobrir um hobby novo;
    2. meditação, pois ela é capaz de aliviar pensamentos e alinhar a sua respiração e batimentos cardíacos. Assim, experimente a meditação mindfulness;
    3. se possível, escute músicas que você gosta e que te ajudem a relaxar;
    4. uma alimentação equilibrada para você melhorar as funções cerebrais e equilibrar seu humor.

    Como superar os sintomas de ansiedade?

    Uma pessoa consegue controlar os sintomas de ansiedade assim que descobre os seus gatilhos emocionais. Portanto, é importante que ela participe de forma ativa da psicoterapia. Se o paciente desenvolve o seu autoconhecimento ele consegue identificar sozinho os gatilhos do transtorno.

    Leia Também:  Ansiosa demais: eu me sinto assim, o que fazer?

    É provável que a pessoa ansiosa leve algum tempo para descobrir os gatilhos do transtorno. Nesse sentido, muitos pacientes apontam à falta de dinheiro ou trabalho como os principais problemas. Uma vez identificados, o paciente terá o suporte que precisa na psicoterapia e apoio de pessoas queridas.

    Logo, o paciente descubra os seus gatilhos ele deve evitar a exposição a eles. Caso a pessoa ansiosa não consiga reduzir o contato de imediato, as dicas do parágrafo anterior podem ajudá-la.

    Considerações finais sobre sintomas de ansiedade

    A princípio, compreender os sintomas de ansiedade permite que uma pessoa lide melhor com eles. Todos nós precisamos entender como a interação com o mundo ao redor nos afeta. Caso contrário, nós viveremos vulneráveis aos nossos medos e autocrítica.

    É normal que você sinta ansiedade em algum momento do seu cotidiano. Porém, se você perceber que os episódios são frequentes ou constantes, procure um profissional especializado para te orientar.

    Ainda, você pode lidar melhor com os sintomas de ansiedade fazendo nosso curso online de Psicanálise. Por meio do curso, você aprimorará seu autoconhecimento, compreendendo as suas capacidades e potencial interno. Como resultado, te ajudará a fazer mudanças duradouras e significativas em você e no mundo ao seu redor.

    One thought on “Sintomas de Ansiedade: os 13 principais para a Psicologia

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *