Christian Dunker: sua contribuição em Psicanálise

Posted on Posted in Formação em Psicanálise, Psicanálise

Dentro da psicanálise há grandes estudiosos que marcam a história dessa área. Esse é um processo de enriquecimento que ocorre através de renovações, novas teorias e contribuições para os estudos já consolidados. Esses estudiosos devem ser lembrados e estudados cada vez mais, de modo a aprimorar o conhecimento da mente humana. Assim, tendo isso em vista, falaremos  sobre Christian Dunker e sua contribuição para a Psicanálise.

Quem é Christian Dunker

Formação e atividade acadêmica

Primeiramente, Christian Ingo Lenz Dunker é um psicanalista brasileiro. Ele nasceu em São Paulo em 29 de maio de 1966. Christian Dunker estudou no Colégio Visconde de Porto Seguro e formou-se em Psicologia pela Universidade de São Paulo em 1989. Ademais, nessa mesma universidade, frequentou também os cursos de Filosofia e Ciências Sociais.

Durante a sua formação, Dunker envolveu-se com a reconstrução democrática da universidade. Assim, com isso, participou da fundação do Centro Acadêmico Iara Iavelberg. Ademais, neste centro, ele se tornou o primeiro diretor geral no período da abertura política.

Além da graduação, na USP também concluiu seu mestrado e doutorado em Psicologia. Contudo, fez seu pós-doutorado em 2001, supervisionado por Ian Parker e Erica Burman, na Manchester Metropolitan University. Por esse pós-doutorado ele foi laureado como “Pesquisa Inovadora em Crítica e Linguagem”.

Trabalho

No ano de 2004 Dunker tornou-se professor do Departamento de Psicologia Clínica do Instituto de Psicologia da USP. Em seguida, em 2007, defendeu sua tese de Livre Docência, publicada na Inglaterra e no Brasil.

Ademais, ele é Psicanalista Membro da Escola dos Fóruns do Campo Lacaniano (A.M.E.). Lá, ele tem ativa participação na disseminação do pensamento de Jacques Lacan no Brasil.

O Latesfip-USP, Laboratório de Teoria Social, Filosofia e Psicanálise da USP, foi fundado por ele, Vladimir Safatle e Nelson da Silva Jr.

Em 2012, Christian Dunker recebeu o Prêmio Jabuti pelo melhor livro em Psicologia e Psicanálise. Em 2016 recebeu o prêmio de segundo melhor livro em Psicologia, Psicanálise e Comportamento. Também foi premiado neste ano por sua atividade como colunista na Revista Mente & Cérebro, além dos prêmios pelo trabalho na na Revista Cult, na Revista Brasileiros e no Blog da Boitempo Editorial.

Nesse contexto, deve estar claro que todos os prêmios citados acima trouxeram notoriedade para Christian Dunker no grande público.

Assim, a partir do que você leu, já não deve restar dúvidas que o autor não é só proeminente, mas um grande estudioso e acadêmico dedicado à divulgação científica. É a partir de grandes personalidades como esta que a pesquisa avança. Dessa forma, conhecemos mais sobre o mundo e as pessoas.

Contribuições de Dunker para a Psicanálise

Como dissemos no início desse artigo, grandes estudiosos também marcam a psicanálise por renovações de antigas ideias. Esse é o caso de Christian Dunker. Suas Linhas de Pesquisa são: Estrutura e Constituição da Clínica Psicanalítica; Epistemologia e Ética da Psicanálise de Freud a Lacan; Psicanálise e Brasilidade; Investigação em Psicanálise.

Lacan

No tocante à pesquisa lacaniana, Durker ganhou notoriedade pela renovação do pensamento de Jacques Lacan. Nesse contexto, tal renovação se deu a partir das ideias da filosofia social crítica, da antropologia pós-estruturalista e das ciências da linguagem.

Psicopatologias

Outro ponto importante da sua contribuição foi a crítica da psicopatologia psicanalítica tradicional. Ademais, criticou a hegemonia dos sistemas diagnósticos estatísticos prevalentes em psiquiatria (como o DSM-5).

Nesse contexto, sua crítica se estabelece sob como: questões da introdução de conceitos como sofrimento de determinação; patologias do social; cálculo do gozo.

Em seguida, dentro da psicopatologia, sua contribuição envolveu a revisão de noções de neurose, psicose e perversão. Assim, promove a valorização de critérios diagnósticos como “liberdade e verdade”. Ademais, o autor produziu trabalhos com pesquisa sobre o impacto político da prática psicanalítica. Nesse contexto, tais trabalhos consideram as experiências sociais de sofrimento no Brasil.

Pesquisas atuais

Além das contribuições já listadas no tópico anterior, precisamos falar sobre as pesquisas atuais de Christian Dunker. Tal ponto é importante, pois a pesquisa é viva. Consequentemente, todos os dias novos dados são compartilhados, novas leituras de antigos artigos são feitas. Assim sendo, por isso, além dos trabalhos já lançados (e que listaremos a seguir) precisamos ficar de olho no que vem sendo produzido agora.

Na página oficial do site da USP, Christian Dunker descreve sua pesquisa atual como:

Atualmente pesquiso a estrutura e fenomenologia da experiência psicanalítica considerando as condições de possibilidade para sua formalização e transmissibilidade em três âmbitos: suas exigências epistemológicas, suas premissas éticas e a sua implantação social em diferentes terrenos culturais.

Obras

Por fim, neste tópico listaremos todas as obras de Christian Dunker. Além de conhecer um pouco da bibliografia desse grande psicanalista, precisamos ler o que ele escreve. Dessa forma, através de seus textos, entenderemos melhor suas ideias e discussões não apenas sobre Lacan. Para facilitar a consulta que você poderá fazer, trouxemos essa lista com organização cronológica.


NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ


Ademais, lembre-se: só conhecemos bem um pesquisador através das suas palavras. Assim sendo, não perca a chance de ler o que ele compartilhou conosco.

Lista de publicações

1990

  • 1996 – Lacan e a Clínica da Interpretação. São Paulo: Hacker;

2000-2010

  • 2002 – O Cálculo Neurótico do Gozo. São Paulo: Escuta;
  • 2005 – Žižek Crítico: Política e Psicanálise na era do Multiculturalismo. (orgs.) São Paulo: Hacker;
  • 2010 – The Constitution of the Psychoanalytic Clinic: a history of its structure and power. London: Karnac;
  • 2010 – Ciúme. São Paulo, Duetto;

2010-2019

  • 2011 – Estrutura e Constituição da Clínica Psicanalítica: uma arqueologia das práticas de cura, terapia e tratamento. São Paulo: Annablume Editoras;
  • 2011 – A Pele como Litoral: fenômeno psicossomático e psicanálise. (Christian Dunker,Tatiana Assadi e Heliíza Ramirez orgs.) São Paulo: AnnaBlume Editora;
  • 2013 – A Psicose na Criança: tempo, linguagem e sujeito. São Paulo, Zagodoni;
  • 2013 – Coleção Cinema e Psicanálise – 5 vol. (com Ana Lucília Rodrigues orgs.) São Paulo: Nversos;
  • 2015 – Mal-Estar, Sofrimento e Sintoma: uma psicopatologia do Brasil entre muros. São Paulo: Boitempo;
  • 2015 – Bala perdida: a violência policial no Brasil e os desafios para sua superação. (com diversos autores) Boitempo, São Paulo;
  • 2016 – Por que Lacan?. São Paulo: Zagodoni;
  • 2016 – Análise Psicanalítica de Discurso: perspectivas lacanianas. São Paulo: Estação Cores e Letra;
  • 2017 – Reinvenção da intimidade: políticas do sofrimento cotidiano. São Paulo: Ubu Editora.

Como dissemos acima, a lista acima deixa evidente que o pesquisador é um acadêmico dedicado e, mais do que isso, incansável. Quase não há folga entre os anos de suas publicações, o que significa que em muitas ocasiões, o autor publicou mais de um livro por ano. Dessa forma, lê-los, para quem é psicanalista, é uma atividade importante até mesmo para analisar a evolução do pensamento.

Considerações finais sobre Christian Dunker

As contribuições de Christian Dunker para a psicanálise são importantíssimas e merecem atenção. Assim, se você está se sentindo motivado a saber mais sobre sua obra e a psicanálise, conheça nosso curso EAD de Psicanálise Clínica! Ele é 100% online e, além de ensinar psicanálise, promoverá um crescimento pessoal e profissional incrível. Dessa forma, não perca essa oportunidade e faça a sua matrícula!

Foi útil para você? Curta, Comente e Compartilhe!
  •  
  •  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

11 − seis =