ciências psi

Ciências Psi: o que são e qual o lugar da psicanálise?

Posted on Posted in Conceitos e Significados

Com o advento do florescimento da pós-modernidade dos tempos líquidos a partir de meados de 2015, com a era do algoritmo e das disrupturas sociais e culturais se instaurando e fulminando o analógico e o manual, passo a passo, tornou-se corrente em debates, artigos, ensaios, com várias narrativas e argumentação o uso da expressão ‘ciências psi’ ou ‘ciências psicológicas, abreviadas como ‘ciências ‘P’ para designar a Psiquiatria, Psicologia e Psicoterapia que lidam majoritariamente com os fenômenos psíquicos ou o fato psicológico.

O ‘lócus’ (o lugar) da Psicanálise nas Ciências Psi

Cada campo do saber tem seu objeto peculiar e suas especificidades, seu sujeito e seus instrumentos, caixa de ferramenta. Porém, uma confusão se instalou onde passaram a listar como ‘ciências psi’ a Psiquiatria, a Psicologia e a ‘Psicanálise’. E existe a Pedagogia, não sabiam como iam colocar ela sob o guarda chuva geral das ‘ciências P’. Conceberam então a Psicopedagogia. Foi um equívoco não deliberado, mas segundo muitos analistas, meramente culposo e incidental face às circunstâncias.

Bastaria o termo ‘ciências psi’ mas desejavam o termo ‘Ciências P’ e outro equivoco foi colocação da Psicanálise no lugar da Psicoterapia. Convém frisar bem que a Psicanálise é uma das formas e modalidade de Psicoterapia. Existem outras formas de intervenção psicoterápicas com suas metodológicas e técnicas como as psicoterapias breves, a comportamental, a cognitiva, a psicologia positiva, a psicoterapia de grupo, de casais, o psicodrama, a Gestalt, a visão de Lacan ou Forclusão de Lacan, a visão Kleiniana, escola da psicologia do ego, a do self, a de Winicott, a de Bion, ntre tantas outras psicoterapias.

A Psicanálise de Freud que foi uma das pioneiras após a Hipnose, também é Psicoterapia. Psicanálise é psicoterapia. Engana-se quem pensar que a Psicanálise foi a primeira psicoterapia a surgir no planeta. A Hipnose foi uma das primeiras psicoterapias, após é que veio a Psicanálise de Freud ou a teoria do inconsciente freudiana. Um mergulho nas historicidades das Psicoterapias nos revela exatamente essa conclusão. Existem ainda as filosofias terapêuticas. Analistas divergentes desejam colocar todas as Filosofias Terapêuticas sob o guarda-chuva geral das Psicoterapias.

Ciências Psi e as filosofias terapêuticas

Ninguém conseguiu ainda catalogar e listar todas as psicoterapias e filosofias terapêuticas existentes no mundo. Estimam especialistas que no mundo todo, tanto na parte Ocidental como na Oriental, em especial na Asia, agregando valor existam possivelmente mais de 500 modalidades de psicoterapias que vão desde as chamadas de ‘selvagens’ e ‘silvestres’ até a ‘profanas’ e ‘apócrifas’. E mais de 1000 (hum ml) filosofias terapêuticas de muito antigas até as pós-modernas.

Por exemplo, a Alquimia começa a ressurgir. Algumas psicoterapias e filosofias terapêuticas estão ressuscitando das cinzas. As ‘profanas’ seriam a que não precisam de formação médica. Muitas psicoterapias são consideradas pragmáticas e de tradição oral, como as praticadas por ‘xamãs’ e ‘pajés’ junto aos caciques das tribos sendo levadas para grandes centros e conglomerados humanos.

A prática de curas com utilização de fitoterapia (chás) possuem segredos milenares quanto ao uso de extratos que isolam princípios ativos. Temo no Brasil o case do Santo Dai-me. México existe ‘n’ casos com uso de plantas e cogumelos.

‘Gentiana lutea”

Exemplificando, o uso da planta denominada de ‘genciana’ conhecida por ‘Gentiana lutea”, nome científico) ou genciana-amarela é uma planta medicinal muito utilizada no tratamento de problemas digestivos e pode ser encontrada em lojas de produtos naturais e em farmácias de manipulação. A planta ‘confrey’ e a planta ‘hora-pro-nobes’ viraram a coqueluche do momento, como top de linha.

Leia Também:  O que é trauma: conceito em psicologia

São plantas usadas por fito terapeutas da Filosofia Terapêutica, que vão nos matos ou florestas pesquisar a arte da medicina antiga indígena pela tradição oral pragmática. As conchas trituradas e transformadas em pó contra osteoporose feminina vidrou moda na Europa. A fitoterapia tem sido considerada um coadjuvante na psicoterapia e na filosofia terapeuta assim como a uso de frequências de sons modulados em ‘hartz’.

A alopatia da farmácia clínica industrial tem sido a aposta de agregação de valor na Psiquiatria. Homeopatia virou moda em vários países. Vale destacar também que o objeto da Psiquiatria são os neurônios e suas sinapses, os equilíbrio bioquímicos cerebrais (elos de ligações). Por isso existe a praxe de intervenção alopática.

Ciências Psi e o comportamento humano

O objeto da Psicologia é o comportamento humano e não só os mecanismos de defesa. Possui um foco forte nos mecanismos de defesa, porém, com seu olhar para o comportamento e a psicometria, os testes. Existem os defensores da tese americana estruturalista que entende que o objeto da Psicologia é a psicometria (a mensuração pro testes). Que o resto é emprestado da Psiquiatria. O objeto da Psicanálise é o inconsciente.

Cada psicoterapia e filosofia terapêutica bem como as ciências que as norteiam tem seu objeto específico em que pese na pós modernidade exista um conflito ou choque de valores e atribuições e por trás das cortinas, existe uma competição mercadológica e a corrida pela busca da melhor que resolva a demanda da cura ou remissão do que estão em jogo, a patologia do cliente. O ‘coaching’ é confundido como uma terapia que visa nivelar todas as dimensões da vida. Porém, seu objeto não é o inconsciente e nem esta instrumentalizado para lidar com o inconsciente.

O mesmo referem sobre as estratégias de ‘coping’ que não é psicologia embora também possua mecanismos de defesa. O Coping importou dados, meta dados, informações e conhecimentos da Psicologia, Psiquiatria e Psicoterapias. Muitas técnicas emergentes que são bem focais apenas fazem uma pluri e multi interface com as ‘ciências psi’ importando e encaixando suas teorias em suas metas e objetivos vinculados a um objeto propositivo.

O objeto do ‘coaching’

O objeto do ‘coaching’ é o sucesso pessoal, profissional, social e espiritual das pessoas. O mesmo com relação a chamada teologia da prosperidade que usa importação de dados e informações das ciências psi. Os melhores pastores são os que cursaram psicologia. Vale destacar que ‘estratégias de coping’ são recursos utilizados pelos indivíduos por via de RH, para enfrentar situações de estresse negativo, bem como, de caráter positivo também e remover óbices, barreiras, bloqueios.

O termo ‘coping’ encontra-se intimamente relacionado ao conceito de estresse. O objeto do coping é o estresse também. O coaching é um processo que possui uma metodologia, um conjunto de competências e habilidades que podem ser aprendidas e desenvolvidas por qualquer pessoa que vise alcançar um objetivo na vida pessoal ou profissional. Seu objeto é o sucesso empreendedor, como ser mais rápido e comprovado pela sua VA, velocidade de ação. Portanto, são chamadas de teorias aceleradoras.

    NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ



    Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Psicanálise.

    O termo ‘ciências psi’ faz alusão a Psiquiatria, a Psicologia e as Psicoterapias. Não fazem alusão nem a Pedagogia e muito menos as Filosofias Terapêuticas, porque tem objetos diferentes. O objeto da Filosofia é o saber filosófico. E toda terapia filosófica é ligada ao saber filosófico. O objeto da Pedagogia é a aprendizagem/educação. A Psicanálise é uma psicoterapia cujo objeto é o inconsciente ‘freudiano’.

    Leia Também:  Conceito de Cidadania: significado, história (resumo)

    Considerações finais

    O argumento de que outras psicoterapias também tratam do inconsciente procede, se e somente se, for o insconsciente não freudiano.

    O posicionamento (lugar) da Psicanálise no quadro (moldura) das ‘Ciências Psi’ esta dentro da Psicoterapia porque é uma das modalidades de psicoterapia que tem objeto, sujeito e suas ferramentas peculiares e trato do inconsciente sob o prisma freudiano. Posto isto, ao se referir a ‘ciências psi’ estamos nos dirigindo à Psiquiatria, Psicologia e Psicoterapia.

    Dentro da Psicoterapia esta alojada a Psicanálise ou seja, a Psicanálise tem seu ‘locus’ (lugar) como uma das modalidades psicoterápicas, mas vinculada tão somente a ‘teoria do inconsciente freudiano’ com as demais teoria de suporte, como a teoria da libido, a teoria da fixação na fase, a teoria da pulsão, a teoria do complexo de Édipo/Eletra, a teoria psicossexual, entre outras, todas sistematizadas por Salomão (Sigmund) Freud (1856-1939). Fora desse eixo não é Psicanálise.

    O presente artigo foi escrito por Edson Fernando Lima de Oliveira ([email protected]) é licenciado em Filosofia e História. Possui PG em Ciências Políticas, realizando PG em Psicanálise e acadêmico e pesquisador de Psicanálise Clinica e Filosofia Clinica.

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *