Metamorfose Ambulante

Metamorfose Ambulante: análise da música de Raul Seixas

Posted on Posted in Conceitos e Significados

Vamos analisar a música Metamorfose Ambulante, composta e gravada por Raul Seixas. Este artigo propõe trazer uma interpretação psicanalítica sobre a música, seu contexto e sua letra.

Quem foi Raul Seixas?

Raul Seixas foi um grande cantor, compositor, além de ter tocado vários instrumentos musicais. Nasceu em Salvador – Bahia no dia 28 de junho de 1945 e veio a falecer em São Paulo no dia 21 de agosto de 1989.

Teve influência significativa tanto na construção como no desenvolvimento do Rock nacional brasileiro. Em seus 26 anos de carreira lançou 17 discos.

A música “Metamorfose ambulante” foi criada em 1973 e lançada no álbum, Krig-ha, Bandolo! no que é considerado uns dos melhores, talvez o melhor álbum do cantor.

O que é metamorfose?

Segundo o dicionário online de português: “Significado de Metamorfose substantivo feminino Mudança ou alteração completa no aspecto, natureza ou estrutura de alguém ou de alguma coisa; transformação.

[Biologia] Transformação pela qual passam alguns animais que, no decorrer do seu processo de desenvolvimento, resulta numa forma e numa estrutura completamente diferentes das iniciais.

[Figurado] Alteração de personalidade, modo de pensar, aparência, caráter. Etimologia (origem da palavra metamorfose). Do grego metamórphosis.eos; pelo latim metamorphosis.is.”

O que a música Metamorfose Ambulante traz

Será trazida uma interpretação da música, trazendo na primeira estrofe:

“Eu prefiro ser essa metamorfose ambulante Do que ter aquela velha opinião formada sobre tudo”

Como observado nestas estrofes se observa uma pessoa que gosta de mudanças e prefere não ter uma opinião formada sobre todos os assuntos. O quanto isso é interessante em relação ao mundo atualmente onde a globalização trouxe muitas mudanças, progresso mas também controle em relação às pessoas.

O ser humano pode se transformar a cada dia em Metamorfose Ambulante

Como citado na música é importante que o ser humano venha buscando transforma-se constantemente, olhar para si e para o mundo ao seu redor para que possa ver novas possibilidades ampliando a sua reflexão de mundo.

A mudança também traz crescimento pessoal, social e profissional, busque ter consigo um pouco de metamorfose para aí ir evoluindo e crescendo.

Raul seixas e a contrariedade em relação sociedade

O cantor baiano sempre foi fantástico através de sua arte fazia a sociedade refletir sobre diversos temas de uma forma divertida, como nesta música onde traz também uma crítica social em relação a assuntos em que nem são falados por continuarem com apenas uma compreensão, não dando espaço para que outras opiniões venham surgir.

Rompe com um paradigma de uma sociedade engessada nas mesmas opiniões, traz com sua música uma liberdade, em relação a uma sociedade brasileira que tinha muito medo de experimentar coisas novas.

Um grande aprendizado que temos é a liberdade de mudar de opinião, é libertador e transformador, um grande passo na busca da construção da identidade, não se atendo a idade cronológica, vamos nos transformando do início ao fim da vida.

    NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ



    Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Psicanálise.

    Sair das mesmice era importante e atualmente é importante

    Na época da criação da música em 1973, a geração de Raul ainda era muito rígida em muitos sentidos da sociedade, o Rock venho como um sinônimo de rebeldia, o que seria o ser humano sem um pouco de rebeldia, estaríamos estagnados sem evolução.

    Leia Também:  Efeito Manada em psicologia: o que é, como é usado?

    Afinal, discutir, debater, discordar é o que constrói um mundo melhor e mais igualitário, pensando na atualidade onde a sociedade brasileira vem numa extrema polarização, ter esta capacidade de ouvir e mudar se faz cada vez necessário.

    Se todos pensássemos igual a sociedade seria um porre, a diferença também constrói a igualdade e cria senso crítico, reflexão e evolução, então é importante manter isto vivo dentro de todos.

    Metamorfose Ambulante: Eu nem sei quem sou

    Já neste trecho:

    “Sobre o que é o amor Sobre que eu nem sei quem sou Se hoje eu sou estrela amanhã já se apagou Se hoje eu te odeio amanhã lhe tenho amor Lhe tenho amor Lhe tenho horror Lhe faço amor Eu sou um ator”

    Se observa uma leitura da expressão do ser humano e sua complexidade que por vezes as emoções dominam e são influenciadas por um inconsciente que é desconhecido pelo próprio sujeito. As emoções são fundamentais para o ser humano pois têm funções e precisam ser externalizadas, são uma expressão do que se está se sentindo no momento. Essas emoções dizem muito sobre o sujeito, tanto da sua psique como de seus comportamentos.

    Como neste trecho da música esta questão é universal a todos, em algum momento o ser humano vem a se perguntar a si mesmo sobre quem ele realmente é, acaba sendo uma questão base na construção da personalidade e da identidade do sujeito. É importante pontuar que ela é uma construção onde vai se vivendo a experiência da vida, se descobre a partir da prática, das experiências que aparecem na existência humana, podendo estas serem positivas ou negativas, todas trazem algum aprendizado.

    Faça análise para descobrir quem é você

    Fazer análise ou psicoterapia pode ajudar neste processo de descobrir quem é, pois traz autoconhecimento e isto acaba ampliando a reflexão sobre si mesmo e em relação a maneira que está a viver a sua vida.

    Pode auxiliar a se ter qualidade de vida e eliminar muitos sintomas e conflitos que venham aparecer, sozinho podem ser insuportáveis certas situações, mas com um auxílio de um especialista pode ser muito mais tranquila de suportá-la por mais complexa que seja.

    Referências bibliográficas

    Dicionário Online de Português. [Online]. <https://www.dicio.com.br/metamorfose/>. Acesso em: ago. 2021

    O presente artigo foi escrito por Bruno de Oliveira Martins. Psicólogo clínico, particular CRP: 07/31615 e pela plataforma online Zenklub, acompanhante terapêutico (AT), estudante de psicanálise pelo Instituto de Psicanálise Clínica (IBPC), contato: (054) 984066272

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *