o que significa comunismo

O que significa comunismo

Posted on Posted in Conceitos e Significados

Hoje entenderemos o que significa comunismo. Qual o significado desse tema, palavra, que vem aparecendo como uma ameaça a sociedade “de bem” pela esquerda brasileira contra todo um sistema pré-moldado como ideal pela extrema direita do Brasil?

Questões sobre o que significa comunismo

Por que vem sendo aplicado como algo negativo e como algo iminente diante da eleição de Lula? Seria uma demonização da esquerda? Qual a ideologia comunista e por acaso se coaduna com os ideais da esquerda?

São algumas perguntas que tenho feito constantemente quando deparo com o desespero e o fato dos seguidores de Bolsonaro não aceitarem sua perda dentro de um sistema que o elegeu por anos.

E usarem como argumento para tal discordância o perigo do Comunismo como sistema, bem como a possibilidade de o Brasil virar uma Venezuela, Cuba.

Entendendo o que significa comunismo

O motivo do medo, ódio, adoração extremista e dificuldade em aceitar a realidade e de lidar com a perda, a crença nas fake News, os episódios de manifestação pós eleição, são situações que visivelmente tem em comum a negação da realidade e o questionamento sobre a subjetividade dessas pessoas.

No tocante, ao medo do comunismo ser implantado no Brasil, vale o esclarecimento sobre o significado do Comunismo e sua história antropológica, formação em toda sociedade em escala mundial.

O Comunismo começou através da Revolução Industrial, no século XIX, quando os operários que atuavam em regime desumano, praticamente escravos, começaram a enxergar que havia um culpado por aquela situação e seria o sistema capitalista. Influenciados pelos ideais de Karl Marx, bem como de Engels, que definiram o que seria Comunismo e escreveram o “Manifesto Comunista”, surgindo em meio a um movimento socialista.

Pensamentos marxistas

De acordo com os pensamentos marxistas, uma visão de uma sociedade que possua consciência de classe e que tenha observância das necessidades dos oprimidos em contrapartida a exploração estabelecida pela burguesia, enxergando como funciona a alienação do trabalho, é a fonte do socialismo.

Em estado de evolução dessa visão socialista, sem o apoio estatal, sem divisão de classes, igualdade na distribuição das riquezas de acordo com as necessidades individuais, haveria uma evolução para um regime comunista que acontece quando os meios de produção conduzem a liberdade dos indivíduos.

No qual o proletariado teria igualdade de classe e material, portanto numa adequação do sistema capitalista ao socialismo/comunismo, sistema igualitário, que não deixa de ser um ideal filosófico, político, social e econômico baseado na ausência de classes, consequentemente de desigualdade.

Capitalismo e o que significa comunismo

É sabido que o Comunismo é formado por um ideal de subversão ao capitalismo, na crença da existência de uma sociedade que não coexista com a desigualdade e todos os discursos e situações sociais que o capitalismo alcança para se manter e sobreviver como ordem sistemática.

Durante toda a história mundial, alguns países adotaram o regime comunista e utilizam este até hoje, inicialmente foi na Revolução Russa que o comunismo encontrou aparato através das ideias de Marx. O comunismo soviético surgiu e transformou a Rússia numa potência que gerou consequências para as pessoas, apesar de ter modernizado o país.

Após a Segunda Guerra Mundial e a consequente queda do muro de Berlim, o comunismo como forma de enfrentamento do capitalismo, e inovação como sistema libertário caiu em desuso. Restando nos dias de hoje os seguinte países comunistas: Cuba, China, Coreia do Norte, Laos, Vietnã.

Os símbolos

O símbolo tem suas representatividades: A estrela de cinco pontas faz referência ao caráter geral do comunismo, pois são cinco continentes; martelo é referente aos trabalhadores urbanos; a bandeira vermelha foi adotada pela Rússia na revolução; a foice representa os trabalhadores camponeses.

No Brasil, Getúlio Vargas tornou ilegal o Comunismo por conta de uma tentativa de golpe chamada Intentona Comunista, havendo perseguição contra quem fosse considerado comunista.

Quando no período do governo Jânio Quadros foi legalizado voltando a ser proibido o comunismo após o Golpe de 64. Restando comprovado que diante dos regimes ditatoriais existentes no Brasil a alusão a qualquer movimento divergente e oposicionista a tais ideais eram taxados como comunista e alvo de perseguição e abuso de poder através de tortura e assassinato.

QUERO INFORMAÇÕES PARA ME INSCREVER NA FORMAÇÃO EM PSICANÁLISE

    NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ




    O governo e a Constituição

    Atualmente, no Brasil está ocorrendo um retrocesso mental generalizado, bem como uma polarização, entre extrema direita e esquerda com requintes de igualdade com esse período anterior a Ditadura, com alusão ao comunismo aliado ao medo e ódio.

    Já que os eleitores do governo Bolsonaro através de um processo de acesso limitado apenas às fake News passaram a acreditar em uma realidade a parte do que acontece verdadeiramente. Havendo um questionamento sobre valores que até então após anos de conquista e lutas sociais já estão estabelecidos como de respeito e convívio em sociedade.

    Dentre os questionamentos levantados, existe ao sistema democrático, algo que já foi resolvido após o movimento das Diretas Já e é estabelecido através da Constituição Federal como o sistema mais justo e coerente, já que envolto em todo um processo legal.

    Um conceito diferente

    No que tange a lisura das urnas, sendo que é o sistema reconhecido mundialmente, ainda no que se refere ao medo do Brasil virar uma Venezuela, algo que já foi derrubado por estudiosos.

    Leia Também:  Maternidade e sentimento de perda

    Há uma descrença generalizada do sistema eleitoral, judiciário, da ciência, dos estudiosos, da vacina, da existência de uma pandemia, da existência da corrupção através de provas, questionamento do estado laico.

    Ou seja, nada que reste comprovado cientificamente, historicamente, legalmente, é suficiente para esclarecer essa realidade paralela, o que psicanaliticamente, caracteriza a esquizofrenia, posto que o esquizofrênico nada mais é que um indivíduo que vive e acredita em um real, que está dentro apenas do seu inconsciente, vive em um conceito paralelo, alheio a realidade.

    Conclusão sobre o que significa comunismo

    Sendo assim, vivemos uma esquizofrenia generalizada na qual os indivíduos não se reconhecem como tal e possuem um perfil questionador do que é real, ao ponto de não acreditar na funcionalidade da psicanálise, bem como na existência do adoecimento generalizado.

    E muito menos aceitar uma perda acirrada nas urnas, por acreditar através de fake News na ilegalidade das eleições, por extravasar a agressividade decorrente das situações do cotidiano e da pulsão através de um ódio ao partido. E através do ódio as pessoas que pensam diferente, um ato de desrespeito contínuo, que coaduna com os pensamentos desrespeitosos do Bolsonaro.

    Pensamentos estes que seus seguidores se identificam e expuseram através do “bolsonarismo” sem pudores, agressões, ódios, preconceitos, gozo da desigualdade, da perversidade, através dos discursos e dos pensamentos conservadores de valores da família e pátria.

    Este artigo foi escrito por Priscila Wanderley Saraiva([email protected]), advogada e psicanalista com foco no social.

    2 thoughts on “O que significa comunismo

    1. Edson de Souza disse:

      Eu pensei que esse site tivesse o objetivo não politico.
      Permitir essas NARRATIVAS seja e esquerda ou direta acho uma covardia extrema.
      Eu conheço muitos HOMENS e MULHERES que escolhem, um lado, uma IDEOLOGIA para interpretar o mundo.
      Mas acordar todo santo dia e fazer o trabalho dificil de decidir no que acreditar, o que é certo hoje. E quando avançar eou recuar.
      Isso sim é coragem.
      Freud, deve estar se Revirando no TUMULO com esse artigo.
      Espero que os ideializadores do site façam uma CATARSE e separem o JOIO do Trigo.
      Boa noite, desejo sorte.

      1. Psicanálise Clínica disse:

        Este site não é sobre Freud. É um blog de conteúdos culturais. Já publicamos artigos sobre comunismo, capitalismo e todos os ismos que você imaginar. Há autores dentre nossos alunos das mais diversas orientações. Este texto foi escrito por um desses colunistas, isto é informado ao final do artigo, basta lê-lo na íntegra. O seu narcisismo não se mostra apenas ao nos julgar, mas também ao julgar como Freud nos julgaria (e, claro, na sua visão, Freud está do seu lado). Quem sabe se você lesse outros artigos deste blog você não ajudaria Freud a repousar em seu túmulo? Na verdade, possivelmente você deve ter um ranço tão grande a pensamentos divergentes que nem se permite ler o texto para entender outras perspectivas de mundo. Por fim: não, você não nos pauta.

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *