O que é Consciente, Pré-consciente e Inconsciente?

Posted on Posted in Formação em Psicanálise

No post anterior, nos preocupamos em saber o conceito de inconsciente na psicanálise. Como vimos, ele representa a maior parcela da mente humana. Vejamos, agora, as definições relacionadas de Consciente, Pré-consciente e Inconsciente. Então, leia o nosso post para saber mais sobre esse assunto tão importante.

O que são?

Por muito tempo, acreditou-se que a mente humana era composta apenas pelo consciente. Ou seja, a pessoa era pensada como um animal com plena capacidade de administrar. De acordo com:

  • seu desejo;
  • as regras sociais;
  • as suas emoções;
  • por fim, suas convicções.

Mas se a pessoa tem condições de perceber e controlar o conteúdo de sua mente, como explicar as doenças psicossomáticas? Ou aquelas memórias que vêm à tona de forma aleatória?

Segundo Freud

Freud afirma que não tem descontinuidade na mente humana. Dessa forma, não têm coincidências em nossos pequenos erros do dia a dia. Quando trocamos um nome, por exemplo, não estamos cometendo acidentes aleatórios.

Por isso, Freud afirma que nossa mente não possui apenas a parte consciente. Para encontrar as relações ocultas existentes entre os atos conscientes, o autor opera uma divisão topográfica da mente. Nela, ele delimita três níveis mentais:

  • consciente;
  • pré-consciente;
  • inconsciente.

Consciente

O nível consciente nada mais é do que tudo aquilo do que estamos conscientes no momento, no agora. Ele corresponderia à menor parte da mente humana. Nele está tudo o que podemos perceber e acessar de forma intencional.

Outro aspecto importante é que o consciente funciona de acordo com as regras sociais, respeitando tempo e espaço. Isso significa que é por meio dele que se dá a nossa relação com o mundo externo.

O consciente seria a nossa capacidade de perceber e controlar o nosso conteúdo mental. Apenas aquela parte de nosso conteúdo mental presente no nível consciente é que pode ser percebida e controlada por nós.

Pré-consciente

O pré-consciente é muitas vezes chamado de “subconsciente”, mas é importante destacar que Freud não utilizava esse termo. O pré-consciente se refere àqueles conteúdos que podem chegar ao consciente, mas que lá não permanecem.

Os conteúdos são informações sobre as quais não pensamos, mas que são necessárias para que o consciente faça suas funções. Nosso endereço, o segundo nome, nome dos amigos, telefones e assim por diante.

É importante lembrar ainda que, apesar de se chamar Pré-consciente, esse nível mental pertence ao inconsciente. Podemos pensar no pré-consciente como algo que fica entre o inconsciente e o consciente, filtrando as informações que passarão de um nível ao outro.

Inconsciente

No último post publicado aqui, nos dedicamos a definir o conceito psicanalítico de inconsciente. Vamos tentar, no entanto, aprofundar nossa compreensão de seu significado. Inconsciente se refere a todo aquele conteúdo mental que não está disponível para a pessoa em determinado momento.

Ele é não só a maior fatia de nossa mente, mas também, para Freud, a mais importante. Quase todas as memórias que acreditamos estarem perdidas para sempre, todos os nomes esquecidos, os sentimentos que ignoramos estão em nosso inconsciente.

Isso mesmo: desde a mais tenra infância, os primeiros amigos, as primeiras compreensões: tudo está guardado. Mas seria possível acessá-lo? Seria possível reviver essas lembranças? Acessar essas lembranças é possível. Não em sua totalidade, mas de algumas fatias. Esse acesso acontece muitas vezes através dos sonhos, dos atos falhos e da terapia psicanalítica.

Leia Também:  Autoconhecimento: Aprendendo a lidar consigo mesmo

Saiba mais…

Além disso, é no inconsciente que estão as chamadas pulsões de vida e de morte. Que seriam aqueles elementos que estão em nós como o impulso sexual ou o impulso destrutivo. A vida em sociedade exige que alguns comportamentos sejam reprimidos. Por isso, eles ficam presos no inconsciente.

    NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ



    Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Psicanálise.

    O inconsciente tem suas próprias leis. Além de ser atemporal em que não têm as noções de tempo e espaço. Ou seja, o inconsciente não sabe a ordem dos fatos, nas experiências ou nas memórias. Além disso, é ele o principal responsável pela formação da nossa personalidade.

    Você está gostando do nosso post? Então, te convidamos a comentar abaixo o que você está achando. Aliás, ao final do texto, temos um convite especial para você!

    Resumindo…

    Ao analisar fenômenos, Freud viu a impossibilidade de que a mente humana tenha apenas uma parte consciente. Com a necessidade de encontrar os elos mais obscuros entre comportamentos incoerentes, ele diz terem mais níveis mentais. Além disso, as pessoas não têm controle ou acesso a esses lugares.

    Esses níveis são o Pré-consciente e o Inconsciente. O consciente é todo o material mental acessível para a pessoa naquele momento. Já o Pré-consciente é uma ligação entre ele e o inconsciente.

    Este tem informações importantes para o nosso dia a dia. Mas só acessamos apenas quando algo nos faz buscá-las. O inconsciente, por sua vez, é a maior e mais importante parte da mente humana. É nele que estão as nossas pulsões, nossas lembranças, nossos medos reprimidos e a formação da nossa personalidade.

    Considerações finais

    Por fim, é importante saber que esse modelo freudiano não delimita três compartimentos fechados e imutáveis da nossa mente. É preciso saber a existência de uma certa fluidez entre eles.  Os conteúdos conscientes podem se tornar dolorosos e serem reprimidos por nós, tornando-se parte do inconsciente.

    Assim, como determinada lembrança obscura pode vir à tona por meio de um sonho ou de uma sessão de psicanálise que a ilumine. Aliás, essas áreas da nossa mente não são simplesmente parte da mente humana. Mas fala da condição e função de nossos conteúdos psíquicos.

    Aliás, se você gostou do post sobre consciente, pré-consciente e inconsciente, te convidamos a conhecer o nosso curso online de psicanálise. Por meio dele, você terá acesso a um ótimo conteúdo e terá bons professores. Então, não perca tempo! Inscreva-se já e comece ainda hoje.

    Referências Externas:

    A Teoria Topográfica ou o modelo topológico da mente

    One thought on “O que é Consciente, Pré-consciente e Inconsciente?

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *