Prometeu na mitologia grega

Mito de Prometeu: significado na mitologia grega

Posted on Posted in Conceitos e Significados, Filosofia

Se você gosta de mitologia grega, esse post é para você! Hoje trazemos o mito de Prometeu. Então, confira agora o nosso post para saber mais.

Prometeu na mitologia grega

A história do Prometheus na mitologia, como também é conhecido, existem várias versões para este herói da mitologia grega. Vamos começar primeiro pelo seu nome. Prometheus vem do idioma grego, que tem o significado de premeditação. Aliás, isso tem tudo a ver com que ele mais pratica durante a sua trajetória.

Já que ele tem o hábito de tramar, de forma bastante antecipada, os seus planos ardilosos, cuja intenção é enganar os deuses olímpicos. Só para relembrar, os deuses olímpicos são as principais figuras da mitologia grega e vivem no monte Olimpo.

Origem de Prometeu

Uma das vertentes aponta que Prometeu é filho de Ásia (uma das oceânides, filha de Tétis e Oceano) e Jápeto (um deus-titã do tempo, filho de Gaia e Urano. Aliás, é irmão de

  • Atlas, um gigante condenado a carregar o mundo nas costas;
  • Epimeteu, um titã de segunda geração;
  • Menoécio, também um titã (segunda geração) que vive nas profundezas do Tártaro.

Já uma outra vertente explica que os pais dele são o gigante Eurimedon e a deusa Hera. Ainda nessa ideia, Prometeu é um dos criadores da raça humana, que a presenteou com o fogo divino.

Relação com o deus Zeus

Muitas histórias apontam que Prometeu é muito amigo de Zeus (deus dos deuses da mitologia grega). Nessa amizade, o ardiloso Prometeu ajudou o Zeus a driblar a fúria de seu pai Cronos, o qual foi destronado pelo filho.

Humanidade

Mesmo que ele fosse imortal, isso não impediu Prometeu de se aproximar dos Homens (algo que ele criou como vimos na segunda vertente). Ele concebeu a Humanidade com água e argila, após o seu irmão acabar com toda a matéria-prima que tinha ao gerar os outros animais.

Além disso, outra contribuição de Prometeu para o ser humano foi o poder de pensar e raciocinar, como a transmissão em os mais variados aptidões. Contudo, essa preferência do fogo do deus pela companhia com os homens, deixa Zeus bastante bravo.

Por conta disso, Zeus matou um boi e o dividiu em dois pedaços, sendo que uma parte tinha apenas ossos e gordura, enquanto a outra parte possuía carne. Prometeu tentou oferecer essa última parte para os deuses olímpicos, contudo o deus dos raios não aceitou, pois queria a outra parte.

Saiba mais…

Assim sendo, o filho de Jápeto tenta cumprir esse capricho, entretanto ele tenta ludibriar Zeus que, ao perceber essa situação, se enfurece. Como forma de vingança, subtrai da humanidade o domínio do fogo, algo dado por Prometeu.

Ao se dar conta disso, Prometeu decide favorecer a Humanidade, por isso, rouba o fogo do Olimpo. Aliás, acaba pregando uma grande peça nos poderosos deuses. Entretanto, outra versão dessa história, mostra que Prometeu fez tudo isso para garantir a humanidade uma supremacia sobre os demais animais e seres vivos.

Punição

Contudo, algo que está nas duas versões é que Zeus puniu Prometeu, mandando o ferreiro Hefesto que o prendesse em correntes no monte Cáucaso. Essa punição duraria por 30 mil anos, em que ele seria bicado todos os dias por uma águia, com a intenção de destruir o fígado.

Leia Também:  Design Thinking: o que é, como fazer na prática?

Por ser imortal, o órgão de Prometeu se regenerava constantemente, sendo que o ciclo destrutivo começava novamente todos os dias. Essa situação durou até que o herói Hércules o libertasse. Aliás, Hércules acabou o substituindo pelo centauro Quíron, que também era imortal, no cativeiro.

Ao saber dessa troca, Zeus determina que a liberdade de Prometeu seja restituída. Contudo, Quíron é atingido por uma flecha e esse ferimento não tinha cura, por isso, ele sofre eternamente com dores lancinantes. Por conta disso, Zeus o substituiu pelo Prometeu, mas antes o torna mortal e ele perece de forma serena.

Prometeu e Epimeteu

Como já sabemos e, aliás, já dissemos no nosso post, Prometeu e seu irmão Epimeteu tiveram um papel importante para a criação da Humanidade. Mas uma versão desse mito conta que os dois foram incumbidos de criarem o Homem. Aliás, precisavam garantir, também para os outros animais, todas as faculdades mentais importantes para a sobrevivência.

    NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ



    Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Psicanálise.

    Epimeteu foi tipo um “chefe” da obra e a função de Prometeu era apenas examiná-la quando estivesse pronta. Com isso, Epimeteu atribuiu a cada animal vários dons como:

    • força;
    • coragem;
    • rapidez;
    • sagacidade.

    Além disso, outras características como asas e garras para que pudessem se proteger de outros animais. Entretanto, quando chegou a vez da Humanidade, que precisava ser superior aos demais animais, não havia mais recursos com tanta prodigalidade.

    Saiba mais…

    Por conta dessa situação, Epimeteu recorre ao seu irmão Prometeu. Assim, com a ajuda de Minerva, Prometeu sobe ao céu e acende a sua tocha no carro do sol, o que traz o fogo para Humanidade. Com essa habilidade, o homem se torna superior a todos os outros animais.

    Já que com o fogo podemos construir as armas contra os animais ferozes e ferramentas com intuito de;

    • cultivar a terra;
    • aquecer as moradas;
    • criar a arte da cunhagem das moedas.

    Mitologia grega e a psicanálise

    Para finalizarmos o nosso post, iremos falar sobre a relação entre a psicanálise e os mitos gregos, como este do Prometeu. Como já sabemos, a psicanálise é um método terapêutico desenvolvido por Sigmund Freud. De um modo geral, essa teoria é empregada em casos de psicose e neurose, visando interpretar os conteúdos inconscientes de palavras e ações.

    Em muitas situações, Freud recorre tanto aos mitos quanto às metáforas mitológicas para explicar as suas teorias. Alguns exemplos desse uso são:

    • o mito de Édipo com intenção de explicar o ponto chave da organização libidinal;
    • do mito original da horda primitiva para a explicação do nascimento da cultura).

    Saiba mais…

    Essa situação, também, é usada na mitologia. Como sabemos, esses mitos foram criados pelos povos primitivos com a intenção de explicar a relação humana e o mundo físico. Em um momento em que não havia ciência e filosofia, essas histórias fantasiosas eram uma forma de que os povos antigos tinham para transferir suas informações a gerações que viriam.

    Então, a psicanálise em muitas situações utilizou a mitologia grega para construir conceitos e explicar a psique humana.

    Considerações finais sobre resumo do mito de Prometeu

    Como vimos, a relação entre a mitologia e a psicanálise é bastante complexa. Aliás, para entender sobre o assunto, é importante apostar em um conhecimento bastante sólido. Por isso, temos um convite para você!

    Conheça o nosso curso online de Psicanálise Clínica. Com as nossas aulas você poderá saber mais sobre essa área tão rica do saber humano. Então, não perca essa grande oportunidade de entender mais sobre o mito de Prometeu. Inscreva-se já e comece ainda hoje!

    One thought on “Mito de Prometeu: significado na mitologia grega

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.