terapia tcc

Terapia Cognitivo-Comportamental: o que é terapia TCC

Posted on Posted in Teoria da Psicologia

Antes de tudo, saiba que fazer terapia é importante para todos, afinal, muitos têm seus conflitos internos, que não precisam estar diretamente relacionados a uma psicopatologia. Nas terapias, existem diversas abordagens, com técnicas específicas, dentre elas está a Terapia Cognitivo-Comportamental, ou também conhecida como TCC.

A TCC possui estudos aprofundados sobre suas técnicas, com comprovação científica que sua eficácia, sobremaneira transtornos psicológicos, em suas variadas formas. Inclusive, profissionais da saúde mental a recomendam para cuidar de questões pontuais do paciente, ajudando-o a lidar com emoções e pensamentos específicos.

O que é Terapia Cognitivo-Comportamental TCC?

A terapia Cognitivo-Comportamental traz o entendimento que os acontecimentos que afetam o ser humano, na maneira que cada pessoa o sente. Ou seja, os sentimentos e emoções são desencadeados em razão dos acontecimentos, onde cada indivíduos reage de uma maneira.

Assim, de forma individualizada, a pessoa tem uma interpretação das circunstâncias, individualmente. De modo que não é o acontecimento em si que desencadeais sentimentos como de tristeza e dor, mas sim a forma que é interpretado.

Logo, é uma abordagem direta e específica, que, de maneira eficiente, trata doenças e conflitos internos com praticidade. Visando identificar padrões comportamentais e pensamentos que dá origem aos problemas e, então, aplicar técnicas para alterar estas compreensões positivamente.

terapia cognitivo comportamental resumido

Diante disso, a terapia cognitivo-comportamento é comumente utilizada para tratar psicopatologias como, por exemplo:

  • depressão;
  • transtorno de ansiedade;
  • fobias;
  • transtorno bipolar;
  • dependência química;
  • traumas;
  • transtornos alimentares;
  • esquizofrenia; entre outros.

Ainda mais, como dito anteriormente, a TCC também tem aplicação em situações específicas, que não são doenças da mente, como problemas em relações, luto, estresse, autoconhecimento, aprendizagem etc.

Origem da Terapia Cognitivo-Comportamental

A Terapia Cognitivo-Comportamento foi criada pelo psiquiatra norte-americano, Dr. Aaron Beck (1921-2021), nos anos 1950, quando se destaca o surgimento das Ciências Cognitivas. Assim, Beck ficou conhecido como o “pai” da TCC, além de desenvolver sua teoria para o tratamento da depressão.

Dr. Aaron Beck trouxe diversos estudos empíricos que validaram o princípio psicanalítico que motiva a depressão, como sendo uma autopunição do indivíduo contra si mesmo.

Em resultado, gerou um novo conceito de psicoterapia, Terapia Cognitivo-Comportamental. Logo, seus estudos demonstraram que os processos cognitivos que resultam nos comportamentos. Em resultado, criou técnicas importantes para tratamentos de transtornos mentais, inicialmente sobre a depressão.

Como funciona a terapia comportamental?

A TCC objetiva ressignificar os pensamentos, emoções e comportamentos do paciente em relação aos acontecimentos de sua vida, com foco em suas causas, individualmente. Em outras palavras, esta abordagem terapêutica visa identificar as reações do paciente perante os acontecimentos de sua vida.

Assim, com a abordagem da TCC, o terapeuta identifica padrões disfuncionais de pensamentos e comportamentos do paciente. A fim de encontrar possibilidades alternativas para encarar os acontecimentos de sua vida, aprendendo a lidar de forma autônoma, com reestruturação cognitiva comportamental.

Não se trata de trazer somente pensamentos positivos em meio aos problemas da vida, mas sim ter equilíbrio entre as emoções e comportamentos. Desse modo, a pessoa passará a agir conscientemente, com flexibilidade, evitando prejuízo em sua vida, sobremaneira ao aspecto de sua saúde mental.

Portanto, a Terapia Cognitivo-Comportamental funciona através de um modelo cognitivo, onde se verifica as reações dos indivíduos perante acontecimentos específicos. Baseando-se, assim, neste conceito estoico:

Terapia cognitivo-comportamental frase

QUERO INFORMAÇÕES PARA ME INSCREVER NA FORMAÇÃO EM PSICANÁLISE

    NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ




    Como são as sessões de terapia TCC?

    Nesse ínterim, as sessões de Terapia Cognitivo-Comportamental buscam influir na estrutura interna do indivíduo. Primeiramente, o terapeuta recapitulará os eventos recentes da vida do paciente, verificando os pontos prejudiciais, encontrando suas causas.

    Logo após, na próxima sessão, dá-se continuidade para se discuta as metas até as sessões subsequentes. Em suma, a estrutura desta terapia objetiva orientar o paciente para organizar seus pensamentos e comportamentos. Vale dizer, que esta abordagem terapêutica é adaptável a cada paciente e as situações em específico.

    Principais técnicas da Psicologia cognitiva comportamental

    Como falamos, a TCC é adaptável conforme questões particulares do paciente, visando seus pensamentos e comportamentos. Ou seja, cada caso é individualizado, onde o terapeuta se utiliza das técnicas conforme cada necessidade pessoal, para, então, trazer resultados melhores.

    No geral, se determinam planos para o enfrentamento das situações prejudiciais psicologicamente, verificando quais são os gatilhos para pensamentos e comportamentos negativos. Assim, verifica-se o self e as reações da pessoa em seus relacionamentos interpessoais.

    Nesse ínterim, dentre as principais técnicas da Terapia Cognitivo-Comportamental estão:

    • alteração dos hábitos do paciente, criando uma melhor capacidade de lidar com seus conflitos, com comportamentos adequados;
    • monitorar e registrar cada situação detalhadamente, com todos os sintomas causados diante dos acontecimentos;
    • trazer respostas para como se deve comportar para o paciente controlar as situações;
    • mostrar técnicas de controle do estresse, respiração, relaxamento, para evitar angústias;
    • prevenção à recaídas, trazendo ao paciente modos de como lidar com os acontecimentos que lhe trazem pensamentos e comportamentos negativo.

    Para quem é indicada a terapia cognitivo comportamental?

    Antecipadamente, a Terapia Cognitivo-Comportamental traz benefícios para todas as pessoas, tanto que possuem algum transtorno mental ou que tenham conflitos internos em específico. Assim, é indicada basicamente para controle de comportamentos, pensamentos e emoções, em meio aos acontecimentos de cada indivíduo.

    Leia Também:  Phil Stutz: biografia, livros, filme e método

    Desse modo, o paciente estabelece uma relação de confiança, por uma mútua colaboração nas sessões. Sendo o tratamento eficaz para qualquer pessoa, para impulsioná-la a trazer equilíbrio em sua vida, sobremaneira em suas relações interpessoais.

    Portanto, a TCC traz uma melhora na vida de qualquer pessoa, para eliminar seus sentimentos e comportamentos negativos a cada sessão. Porém, vale destacar que nas sessões é fundamental a colaboração do paciente. Entretanto, como dito anteriormente, a TCC é comumente indicada para tratamento de inúmeros transtornos mentais, que indicamos acima.

    Benefícios da terapia cognitivo-comportamental TCC

    Estudos demonstram que a eficácia da Terapia-Cognitivo Comportamental se equivale ao tratamento por medicamentos psiquiátricos. Dessa forma, o principal benefício desta abordagem terapêutica é a melhora dos pacientes a longo prazo.

    Nesse sentido, com as sessões de terapia as pessoas passam a lidar melhor com os gatilhos que lhe causam sofrimento, principalmente os causados por transtornos mentais. Com as técnicas do TCC, de forma colaborativa, o terapeuta estabelece uma relação com seu paciente, de forma a estimulá-lo a ter planos para trazer equilíbrio em sua vida.

    Consequentemente, o paciente passa a se tornar o seu próprio terapeuta, pois aprendem técnicas de enfrentamento em meio as dificuldades que lhes causam maiores sofrimentos. Desse modo, o indivíduo consegue lidar com os acontecimentos com autoconfiança, motivação e leveza, trabalhando de forma positiva em seu autoconhecimento.

    Portanto, a Terapia Cognitiva-Comportamental tem enfoque na relação colaborativa que se estabelece entre terapeuta e paciente. De forma a ajudar este a lidar melhor com seus pensamentos e comportamentos em meio aos acontecimentos que lhe trazem sofrimentos, principalmente mentais.

    Nesse ínterim, a Terapia Cognitivo-Comportamental, embora indicada para tratamento de psicopatologias, como a depressão, ela também trazer benefícios para o indivíduo lidar com seus conflitos internos.

    Caso você pretenda se aprofundar no estudo de abordagens terapêuticas, convidamos você a conhecer nosso Curso de Formação em Psicanálise. Que, além de poder trabalhar como terapeuta, você também terá benefícios para sua própria vida, como aprimorar o autoconhecimento e melhora em aperfeiçoamento em seus relacionamentos interpessoais.

    Por fim, se você gostou deste conteúdo, não deixe de curtir e compartilhar em suas redes sociais. Dessa forma, nos estimulará a continuar criando artigos de qualidade.

    2 thoughts on “Terapia Cognitivo-Comportamental: o que é terapia TCC

    1. Priscila Moser disse:

      Essa técnica de TCC seria então basicamente o mesmo que a técnica do Método de Associação Livre?

      1. Psicanálise Clínica disse:

        Oi, Priscila, tudo bem? Seriam técnicas diferentes. A TCC: mais comportamental, pensando nas tarefas, hábitos e comportamentos que o paciente precisa modificar. Psicanálise: mais analítica, pensando em refletir sobre “a essência” do analisando, seu ser, seus desejos, seus medos etc. Este outro artigo aqui traz diferenças entre tcc e Psicanálise.

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *