a hora da estrela

A Hora da Estrela de Clarice Lispector: resumo do livro

Posted on Posted in Psicanálise e Cultura

A Hora da Estrela é uma obra literária da escritora Clarice Lispector. O livro expõe as angústias, sofrimentos e dilemas existenciais de Macabéa, uma personagem nordestina migrante no Rio de Janeiro.

Publicado em 1977, pouco antes da morte da autora. Clarice Lispector escreveu o livro enquanto lutava contra um câncer, o que, segundo alguns críticos, pode ter influenciado a temática da morte na obra.

É considerado um marco na literatura brasileira e traz à tona temas como a miséria, a solidão e a busca pelo sentido da vida. Nesta análise, você encontrará uma abordagem detalhada da trama, dos personagens e das interpretações possíveis do livro.

Nascida na Ucrânia, Clarice Lispector imigrou para o Brasil ainda criança. Isso pode ter influenciado sua percepção e representação dos migrantes nordestinos na obra.

Já foi traduzido para mais de 20 idiomas. A personagem Macabéa é muitas vezes comparada a outras personagens marginalizadas da literatura brasileira, como Carolina Maria de Jesus e João do Rio.

Fique conosco e mergulhe na complexidade e riqueza dessa obra-prima.

Informações básicas sobre o livro A Hora da Estrela

O título sugere um momento de destaque ou reconhecimento. Pode ser interpretado como a busca da protagonista Macabéa por identidade e dignidade. Ou então como uma metáfora para o momento em que o leitor entra em contato com a história e os personagens.

Vamos conhecer algumas informações básicas sobre o livro, antes de aprofundar-nos na trama e nos detalhes dessa incrível história.

  • Principais personagens: Macabéa (protagonista), Olímpico de Jesus (namorado de Macabéa), Glória (colega de trabalho de Macabéa), Madame Carlota (vidente) e Rodrigo S.M. (narrador e escritor fictício).
  • Ano de lançamento: 1977.
  • Editoras: José Olympio, Rocco, Penguin-Companhia das Letras.
  • Gênero: Romance, Ficção.
  • Filme baseado no livro: A Hora da Estrela (Brasil, 1985).

A editora Rocco, que publicou a primeira edição do livro, lançou uma edição comemorativa em 2017, celebrando os 40 anos da obra.

Ao que sabemos, o livro não recebeu prêmios diretamente, mas seu filme homônimo, dirigido por Suzana Amaral em 1985, obteve as seguintes premiações:

  • Prêmio Urso de Prata no Festival Internacional de Cinema de Berlim em 1986.
  • Prêmio de Melhor Filme no Festival de Havana em 1986.
  • Prêmio de Melhor Atriz (Marcelia Cartaxo) no Festival Internacional de Cinema de Berlim em 1986.
  • Prêmio de Melhor Atriz (Marcelia Cartaxo) no Festival de Havana em 1986.
  • Prêmio da Crítica no Festival de Gramado em 1985.

Resumo detalhado da trama

A Hora da Estrela é narrada por Rodrigo S.M., um escritor fictício que luta para dar voz à história de Macabéa, uma jovem nordestina que migra para o Rio de Janeiro em busca de uma vida melhor. Macabéa vive em condições precárias e trabalha como datilógrafa, enfrentando uma realidade de miséria e exploração.

A cidade do Rio de Janeiro serve como cenário para a história. A cidade é um personagem em si, por externalizar a realidade vivida pelos migrantes nordestinos e acentuar o contraste entre camadas sociais.

Macabéa conhece Olímpico de Jesus, um metalúrgico nordestino com quem inicia um relacionamento. Olímpico, no entanto, é um homem rude e interesseiro, que acaba deixando Macabéa para ficar com Glória, sua colega de trabalho. Macabéa, apesar de magoada, aceita a situação com uma certa resignação.

Em busca de consolo e orientação, Macabéa visita Madame Carlota, uma vidente que lhe faz previsões sombrias sobre seu futuro, incluindo sua morte iminente. Além disso, a despeito das profecias negativas, Macabéa sente-se renovada e com uma estranha sensação de liberdade.

A vida de Macabéa sofre uma reviravolta quando ela é atropelada por uma Mercedes. Então, enquanto agoniza, Macabéa reflete sobre sua vida e tem uma visão de um homem, possivelmente um anjo, que lhe oferece um sorvete.

A história termina com a morte de Macabéa e o narrador, Rodrigo S.M., ponderando sobre a natureza efêmera da existência humana.

QUERO INFORMAÇÕES PARA ME INSCREVER NA FORMAÇÃO EM PSICANÁLISE

    NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ




    Pontos centrais da obra

    • O narrador, Rodrigo S. M. faz reflexões existenciais durante toda a obra;
    • No começo da narrativa, ele mostra o processo de criação de Macabéa;
    • A protagonista se chama Macabéa, que tem origem nordestina;
    • Ela trabalha como datilógrafa em uma empresa no Rio de Janeiro;
    • A protagonista namora com Olímpico, um nordestino também, muito ambicioso;
    • Ele a troca por Glória, que é colega de trabalho de Macabéa;
    • Após consultar uma cartomante, Macabéa é atropelada e morre.

    Análise e interpretação de A Hora da Estrela

    A obra também pode ser analisada sob a perspectiva do que é a psicanálise. Pois explora as relações entre os personagens e o inconsciente.

    A trama foca na busca pela própria identidade e na urgência de obter reconhecimento, elementos que também encontramos na teoria psicanalítica.

    Clarice Lispector compartilha algumas semelhanças com Macabéa: a origem nordestina e a experiência como imigrante. Além disso, a autora utiliza sua própria experiência para explorar questões de identidade e alienação na vida de Macabéa.

    Macabéa representa claramente a opressão e marginalização que os migrantes nordestinos enfrentam no Brasil. Além disso, a história destaca as adversidades e a escassez de chances para eles progredirem na vida.

    Leia Também:  Santo Agostinho: biografia e filosofia patrística

    O livro aborda a questão da solidão e do isolamento, presentes na vida de Macabéa (e muito comum na escrita de Lispector), que vive em um mundo à parte. Pois, ela não tem família, amigos ou afetos verdadeiros.

    A relação entre o narrador, Rodrigo S.M., e a personagem Macabéa é uma metáfora da relação entre o escritor e sua obra. Então, o narrador luta para dar voz à personagem e encontrar uma linguagem que consiga expressar suas angústias e dilemas existenciais.

    Por isso, a obra é considerada um exemplo de metaficção, uma vez que explora a construção da narrativa e questiona a própria natureza da ficção.

    A morte de Macabéa é como uma libertação, tanto para a personagem quanto para o narrador. Pois traz consigo a possibilidade de renovação e de transcendência das limitações impostas pela vida.

    Macabéa simboliza a juventude brasileira dos anos 70, desorientada e sem perspectivas. Em suma, o livro critica a sociedade, tocando em pontos como desigualdade, pobreza e exclusão. Além disso, retrata os desafios e injustiças que as mulheres enfrentam.

    Frases célebres do livro A Hora da Estrela

    A seguir, apresentamos algumas frases marcantes do livro, agrupadas por personagens:

    Frases de Macabéa

    • “Quem sou eu? Sou a menina que foi ao cinema e chorou.”
    • “Eu não quero ter voz. Só quero ouvir.”
    • “Eu me sinto tão só, mas não quero que ninguém me veja sozinha.”

    Frases de Rodrigo S.M. (narrador)

    • “Macabéa, no fundo, sou eu, sou nós todos.”
    • “Minha alma é uma orquestra oculta; não sei que instrumentos tangem e rangem, cordas e harpas, timbales e tambores dentro de mim.”
    • “Escrever é procurar entender, é procurar reproduzir o irreproduzível, é sentir até o último fim o sentimento que permaneceria apenas vagamente sentido.”

    Conclusão: o clássico A Hora da Estrela

    A Hora da Estrela aborda questões psicológicas e existenciais de maneira profunda e sensível. A obra traz um estilo de escrita inovador e experimental.

    Aborda temas atemporais e universais, como:

    • a busca por identidade,
    • a alienação,
    • a desigualdade social.
    • a condição feminina e
    • a busca existencial por significado na vida.

    Embora seja o último livro da autora, a obra é um excelente ponto de partida para quem deseja conhecer o universo literário de Clarice Lispector.

    Se você se interessa por questões psicanalíticas e deseja aprofundar seu conhecimento nessa área, aproveite para estudar nosso Curso de Formação em Psicanálise Clínica. Pois essa é uma excelente oportunidade para ampliar sua compreensão sobre a mente humana e suas complexidades, bem como aplicar os conceitos aprendidos na análise de obras literárias como A Hora da Estrela.

    Agora, queremos saber o que você achou deste texto. Quais pontos do livro chamaram mais a sua atenção? Você já leu o livro ou assistiu ao filme? Tem alguma ideia, dúvida ou sugestão?

    Por fim, compartilhe conosco nos comentários logo abaixo. Queremos muito saber suas opiniões e interagir com você sobre essa obra-prima da literatura brasileira!

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *