Terapia Comportamental e Psicanálise

Terapia Comportamental e Psicanálise: diferenças, teorias e técnicas

Posted on Posted in Terapias

A Terapia Comportamental e Psicanálise são dois dos diversos meios de terapias que buscam ajudar o indivíduo com transtornos psíquicos, comportamentais e no desenvolvimento pessoal e social.

Terapia Comportamental e Psicanálise

Sendo a Psicanálise uma terapia do inconsciente que busca encontrar e solucionar problemas psíquicos muitas vezes causados por traumas na infância e que prejudicam a vida cotidiana. Essa terapia foi desenvolvida pelo médico psiquiatra Sigmund Freud (1856-1939). Já a terapia comportamental que é uma terapia de abordagem psicológica com o intuito de investigar o condicionamento do comportamento de acordo com os estímulos do ambiente.

Ela foi desenvolvida a partir da teoria Behaviorista de John Broadus Watson (1878-1958) considerado o “pai” do Behaviorismo, todavia, foi B. F. Skinner quem criou as teorias e técnicas que são aplicadas na análise do comportamento. Teorias O behaviorismo ou comportamentalismo (do inglês behavior que significa conduta, comportamento) é uma área da psicologia que estuda o comportamento do homem e dos animais, sendo esta uma das três principais correntes da psicologia junto com a psicologia da forma (Gestalt) e psicologia analítica (psicanálise).

Seu estudo é feito a partir de dados objetivos. “Na visão do Behaviorismo, o indivíduo constrói seus padrões de comportamento conforme os estímulos que recebe do meio que o cerca”. Em outras palavras, o meio social, familiar, cultural e religioso vai influenciar no desenvolvimento da personalidade e na maneira como se age em cada ambiente. É a partir das percepções e interpretações de cada um que crenças e formas de agir irão definir o comportamento individual.

Educação, terapia Comportamental e Psicanálise

Assim sendo, é possível perceber que os padrões de comportamento mudam de acordo com o local ou do grupo de pessoas com quem se está. Ninguém age da mesma forma em casa e no trabalho ou numa festa e na igreja, por exemplo. Na educação de uma criança é ainda mais evidente a influência do meio em que ela cresce, ela tende a repetir padrões que percebe em seus pais e depois nos professores e colegas de escola.

Quando o comportamento causa malefícios e prejudica a saúde e a vida de forma geral, é preciso identificar e modificar os padrões que condicionaram tais comportamentos. O psiquiatra americano Aaron T. Beck, considerado o pai da terapia cognitiva comportamental observou que os pensamentos negativos ao qual ele chamou de “pensamentos automáticos” a respeito de si mesmo como, eu não posso, eu não sou capaz, etc., geram comportamentos destrutivos, sendo necessário portanto, a identificação desses “pensamentos automáticos” para superá-los.

Na maioria dos casos esse tipo de pensamento negativo sobre si mesmo é fruto do ambiente e das pessoas negativas de convívio habitual e da desvalorização sofrida por parte dos mesmos. Grande parte das pessoas estão sempre preocupada com o que os outros pensam de si, e isso é um erro.

Terapia Comportamental e Psicanálise: solução e compreensão

Embora a terapia comportamental tenha por objetivo solucionar o “problema externo”, grande parte dos distúrbios comportamentais podem ser resultado de algum transtorno mental como medo ou trauma, a exemplo, as fobias (pavor de rato ou aranha, por exemplo), o estresse que leva a roer unhas ou arrancar cabelos, entre outros.

A psicanálise é considerada um campo de estudos teóricos e práticos que investigam e busca compreender os sentidos implícitos, esta terapia se dedica, portanto, ao que está além do objetivo. Para Freud é na mente humana que se encontram as respostas para os conflitos internos e externos, para ele o sintoma físico é resultado de um conflito que existiu antes na psique e é descobrindo a origem do problema que o individuo pode solucioná-lo.

Leia Também:  Ilib laser em terapia: o que é, como funciona, por que usar?

Assim sendo, é o inconsciente o seu principal objeto de estudos. Ele estava convencido de que ao se tomar consciência dos pensamentos inconscientes, “o paciente podia liberar traumas, emoções e experiências reprimidas e, por meio do autoconhecimento, aprender a lidar melhor consigo mesmo e com os outros e se curar de transtornos mentais, neuroses e psicoses”.

Diferenças fundamentais

A psicanálise busca trazer a consciência tudo aquilo que está no inconsciente e que compromete a saúde física e mental do indivíduo, ela pretende buscar lembranças inconscientes para solucionar os traumas. Enquanto que a terapia comportamental se concentra no problema do momento presente e que se apresenta no externo.

É possível dizer então que a psicanálise busca resolver conflitos internos que se manifestam no externo e a terapia comportamental se dedica a solucionar padrões externos de comportamento que foram assimilados de forma negativa pelo indivíduo.

Técnicas Psicanálise

A principal técnica da psicanálise é a Livre Associação que consiste em que o analisando fale livremente tudo que vier a mente sem censura nem medo de que pareça sem importância o que lhe aparece. Para Freud o simples fato de falar já libera tensões psíquicas e alivio ao indivíduo.

“Quando peço a um paciente que disponha toda reflexão e me conte tudo o que lhe passa pela cabeça, (…) me considero fundamentado para inferir que isso que ele me conta, de aparência mais inofensiva e arbitrária que seja, tem relação com seu estado patológico”. (Freud, “A interpretação dos sonhos”, 1900, p.525).

Para ele quando associamos livremente os pensamentos é possível acessar o inconsciente onde tudo está “arquivado”, as emoções e dores reprimidas que a mente consciente não tem mais acesso e que são a origem da desordem física e menta. É a partir desses pensamentos “desconexos” que terapeuta e analisando começam a associá-los e organizá-los para chegar à solução do problema.

    NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ



    Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Psicanálise.

    Remontagem de ideias, terapia Comportamental e Psicanálise

    Essa “remontagem” de ideias, oferecem uma nova significação do evento traumatizante ou do desejo reprimido ao analisando, propicionando uma espécie de “cura pela palavra”.

    Diferente da técnica psicanalitica que visa acessar o inconsciente para encontrar a origem do problema, a terapia comportamental tem uma vasta gama de técnicas, pois para cada tipo de comportamento que se deseja modificar existe uma tecnica diferente.

    Entre elas podemos citar: Modelagem “Segundo Atkinson (2002), a modelagem consiste em reforçar somente variações de respostas que se desviam na direção desejada pelo experimentador (…) ela é eficaz na superação de medos e ansiedades porque oferece uma oportunidade para observar outra pessoa passar pela situação geradora de ansiedade sem se ferir”.

    Modelação/Imitação

    “É o processo pelo qual uma pessoa aprende comportamentos observando e imitindo os outros. É um método bastante eficaz de mudança de comportamento, pois uma vez que observar os outros é uma das principais formas humanas de aprender, assistir a pessoas que estão apresentando comportamento adaptativo ensina melhores estratégias de enfrentamento as pessoas com respostas inadaptativas. Exposição “Confrontar uma situação ou estímulo temido.

    Ex.: o paciente obsessivo-compulsivo é instigado a refrear a lavagem de suas mãos após mergulhá-las em água suja. Inundação é uma modalidade de exposição in vivo em que um indivíduo fóbico é exposto ao objeto ou situação mais temido por um período prolongado sem oportunidade de fugir”.

    Leia Também:  Terapia online em psicanálise

    Considerações finais

    Auto-observação é um ótimo meio de nos conhecermos melhor e reconhecer em nós padrões de comportamentos indesejados, pensamentos repetitivos, dores e sentimentos angustiantes que nos causam males físicos e mentais. Independente da forma de terapia escolhida o importante é sempre que achar necessário, buscar ajuda.

    Referências

    https://blog.cognitivo.com/saiba-o-que-e-terapia-comportamental-e-quando-utiliza-la/ https://br.mundopsicologos.com/artigos/sabe-como-funciona-uma-terapia-comportamental https://www.guiadacarreira.com.br/carreira/o-que-faz-um-psicanalista/ https://www.psicanaliseclinica.com/metodo-da-associacao-livre-em-psicanalise/ https://siteantigo.portaleducacao.com.br/conteudo/artigos/psicologia/diversas-tecnicas-da-terapia-comportamental/11475

    O presente artigo foi escrito por Gleide Bezerra de Souza([email protected]). Possui Graduação Lîngua Portuguesa e Pós-Graduação em Psicopedagogia.

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *