assédio verbal o que fazer

Assédio Verbal: aspectos psicológicos e legais

Posted on Posted in Comportamentos e Relacionamentos

A violência pode se manifestar de várias formas e em diferentes áreas da vida. Um exemplo bastante constrangedor é o assédio verbal.

Mais do que uma simples ofensa ou ato desrespeitoso, esse tipo de agressão fere a dignidade, a honra e a imagem da pessoa, podendo causar sérios efeitos negativos.

Ambientes onde passamos boa parte do nosso tempo devem ser saudáveis e equilibrados.

Neste artigo, explicaremos o que é assédio verbal, seus diferentes tipos, como ele impacta a vida das pessoas, como enfrentá-lo e se ele é considerado crime perante a lei.

O que é assédio verbal?

O assédio verbal é uma forma de violência recorrente e intencional que visa prejudicar outra pessoa, podendo causar danos emocionais ou psicológicos. 

Ele se caracteriza por atos em que ocorrem xingamentos, vaias, ridicularização, insultos, provocações ou ameaças contra uma pessoa.

A pessoa alvo do assédio verbal é colocada em uma situação constrangedora, incômoda ou ameaçadora, onde é inferiorizada e desestabilizada diante dos outros.

Além disso, o assédio verbal pode ser feito oralmente ou por escrito agressiva e pode acontecer com uma certa frequência e até mesmo por um longo tempo. 

Existem diferentes formas de assédio verbal, incluindo:

  • Ameaças
  • Bullying sobre aspectos pessoais
  • Comentários depreciativos
  • Críticas agressivas
  • Declarações vexatórias
  • Desvalorização contínua do trabalho
  • Gritos
  • Humilhação
  • Insultos
  • Ofensas
  • Piadas inapropriadas
  • Provocações
  • Ridicularização constante
  • Xingamentos

Por exemplo, quando alguém é constantemente desmerecido por um líder na frente dos colegas, isso pode minar sua autoestima e motivação, caracterizando um caso de assédio verbal.

Da mesma forma, se um colega frequentemente grita e usa palavras ofensivas contra outro, isso pode causar constrangimento e humilhação.

Broncas, ameaças repetidas e comentários discriminatórios também se enquadram como formas de assédio verbal.

O assédio verbal abrange uma variedade de formas prejudiciais de comunicação, incluindo:

Assédio sexual verbal

Este tipo de assédio se manifesta por meio de comentários sexualmente sugestivos, cantadas persistentes, piadas de teor sexual ou qualquer forma de linguagem que objetifique ou constranja a vítima.

As consequências para a vítima podem incluir constrangimento, humilhação, medo, insegurança e até mesmo trauma psicológico.

O assédio sexual verbal pode criar um ambiente de trabalho ou social hostil, onde a vítima se sente desconfortável e ameaçada, afetando negativamente sua autoestima e bem-estar emocional.

QUERO INFORMAÇÕES PARA ME INSCREVER NA FORMAÇÃO EM PSICANÁLISE

    NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ




    Assédio moral

    Este tipo de assédio envolve diversas formas de humilhação e desvalorização profissional, como críticas infundadas, sabotagem no trabalho, exclusão de projetos ou simplesmente ignorar ou menosprezar o trabalho da vítima.

    Os impactos na carreira da vítima podem ser devastadores, incluindo queda na produtividade, desmotivação, baixa autoestima, ansiedade e até mesmo depressão.

    O assédio moral cria um ambiente tóxico e prejudicial no local de trabalho, onde a vítima se sente desvalorizada e incapaz de realizar seu trabalho de forma eficaz.

    Cyberbullying

    Este tipo de assédio ocorre online e pode incluir mensagens ofensivas, difamação nas redes sociais, criação de perfis falsos para humilhar a vítima e outros comportamentos intimidadores.

    Os efeitos negativos do cyberbullying na vida da vítima são significativos e podem incluir isolamento social, depressão, ansiedade e até mesmo pensamentos suicidas.

    O cyberbullying pode ser especialmente prejudicial devido à sua natureza persistente e à dificuldade de escapar do assédio quando ele ocorre online.

    Impactos do assédio verbal

    O assédio verbal pode causar uma série de problemas emocionais e psicológicos para quem o sofre.

    Alguns exemplos desses problemas incluem:

    • Ansiedade
    • Baixa autoestima
    • Burnout (esgotamento profissional)
    • Depressão
    • Desmotivação
    • Desinteresse
    • Estresse
    • Falta de autoconfiança
    • Insônia
    • Pânico
    • Problemas de relacionamento

    Além disso, as empresas também sofrem consequências, como processos trabalhistas, aumento da ausência dos funcionários, perda de talentos, queda na produtividade, falta de engajamento e motivação.

    Essa atitude negativa também afeta o clima e a qualidade de vida, afetando a saúde do ambiente como um todo.

    Aspectos psicológicos

    Como falamos anteriormente, o assédio verbal, uma forma de violência psicológica, pode ter profundas repercussões nos aspectos emocionais e mentais das vítimas.

    Quando alguém repetidamente expõe outra pessoa a comentários depreciativos, humilhações, insultos ou outras formas de agressão verbal, isso pode desencadear uma série de problemas psicológicos.

    A baixa autoestima é uma das consequências mais comuns do assédio verbal. As palavras negativas constantes podem fazer com que a vítima comece a duvidar de si mesma e de suas habilidades, levando a sentimentos de desvalorização e inadequação.

    Além disso, o assédio verbal pode causar ansiedade, estresse e até mesmo depressão. Pois o medo constante de ser alvo de novos ataques pode criar um ambiente de constante tensão e preocupação.

    O assédio verbal também pode afetar os relacionamentos interpessoais da vítima, levando-a a se isolar socialmente ou a ter dificuldades em confiar nos outros.

    Em casos extremos, o assédio verbal pode contribuir para o desenvolvimento de transtornos de saúde mental mais graves, como transtorno de estresse pós-traumático (TEPT) ou transtorno de ansiedade generalizada (TAG).

    Portanto, é essencial reconhecer e enfrentar o assédio verbal não apenas para proteger a integridade física da vítima, mas também para preservar sua saúde mental e emocional.

    Aspectos legais

    O assédio verbal é considerado um crime no Brasil, protegido pela lei de injúria.

    Conforme o artigo 61 da Lei nº 3688/1941, o assédio verbal pode consistir em xingamentos, vaias, ridicularizações, insultos, provocações ou ameaças dirigidas a uma pessoa, quando alguém profere palavras desagradáveis ou invasivas, como as famosas “cantadas”, ou realiza ameaças.

    Além disso, ele também pode ser considerado um ato ilícito pelo Código Civil, que considera ato ilícito todo tipo de dano que se enquadra como assédio verbal. A vítima pode, inclusive, ser indenizada por danos morais.

    Como lidar com o assédio?

    Se você está enfrentando assédio, é muito importante buscar ajuda e apoio. Portanto, fale com alguém em quem confia e busque orientação jurídica para decidir como agir da melhor maneira.

    Além disso, tente reunir evidências, como o nome do agressor, testemunhas e detalhes sobre o ocorrido.

    É compreensível sentir vergonha ou medo de denunciar, mas é importante quebrar o silêncio para proteger sua integridade e prevenir futuras vítimas. Se o assédio ocorrer no trabalho, denuncie à direção da empresa ou aos órgãos competentes, mesmo que o agressor seja seu superior hierárquico.

    Buscar apoio psicológico junto ao suporte jurídico é uma boa ideia, mesmo que os danos pareçam pequenos. A terapia pode ajudar a lidar com os impactos emocionais do assédio em sua saúde.

    Por fim, não se culpe. A responsabilidade pelo assédio é inteiramente do agressor, e nada que você tenha feito justifica isso.

    Enfim, esperamos ter tirado todas as suas dúvidas sobre o que é assédio verbal, além de todos os seus aspectos psicológicos e legais. Além disso, te convidamos a conhecer nosso Curso de Psicanálise 100% EAD!

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *