psicanálise e espiritualidade

Psicanálise e espiritualidade

Posted on Posted in Conceitos e Significados

Neste artigo falaremos sobre a Psicanálise e espiritualidade. Ao entrar no curso de psicanálise pretendia encontrar uma maneira de auxiliar as pessoas a viverem melhor, com seus traumas e personalidades únicas.

Sou psicanalista, mas não deixei de ser humana, com sentimentos e meus próprios traumas a serem resolvidos, mas tenho um conhecimento e metodologias de análise que me permitem chegar a um diagnóstico e auxiliar o paciente a descobrir a origem de padrões comportamentais que o prejudicam.

Entendendo a relação entre a Psicanálise e espiritualidade

Terapia é coisa pra doido? Terapia não é coisa para louco, ou será que somos todos loucos, conforme o dito popular, de perto ninguém é normal! Visto que todos distorcem um pouco a realidade para viver de uma maneira mais harmônica com seus ideais. E como só um louco para entender outro, cada psicanalista deve entender a sua própria complexidade dando a atenção para o seu corpo físico, mental e espiritual, para poder então compreender toda a complexidade que ocorre no organismo de seu paciente.

Sempre seguiremos uma linha que será calcada em técnicas conquistadas com muita experimentação, no entanto, cada caso é um caso e não podemos descartar todo este contexto energético que atua nos corpos, mentes e espíritos de todos os seres humanos. Como explicar a alegria e bem estar quando estamos na natureza, em contato com animais, vegetais, sol, paisagens maravilhosas que alegram a nossa vida e limpam a nossa mente de pensamentos negativos? Como fugir desse círculo vicioso, deste medo, desse terror que faz com que nos relacionamos com os próximos sem nenhuma empatia? Seja este próximo uma planta, um animal ou outro ser humano próximo. Seguindo padrões…

Muitos de nossos traumas de infância surgiram de reações dos adultos a padrões, esta imposição de modos de pensar como o egoísmo e a falta de empatia não são naturais de nosso ser. Agindo assim estabelecemos padrões para os que estão ao nosso redor que instintivamente tendem a nos imitar, mas que no fundo de seu coração crescem achando que tem algo errado, fora do normal, e mesmo após adultos possuem uma sensação desagradável que não some após uma noite de bebidas e alegrias furtivas.

Psicanálise e espiritualidade: origem distante

De onde vem este sentimento de angústia? Temos nossas reações inconscientes de situações que vivemos nesta existência e também temos traumas de outras percepções que estão marcadas em nosso corpo espiritual que podem refletir em traumas desta vida? Sempre tive curiosidade sobre a influência extrafísica na vida das pessoas, sinto que é possível ver as circunstâncias por vários ângulos, analisando outras dimensões conectadas a nossa realidade.

Desde o tempo de Platão já era estudado o fato da existência de uma espécie de “lembrança” possuída pela alma que precedem e sobrevivem ao corpo do homem e, após a morte deste, vão para um plano distinto ao plano material onde a alma contempla a realidade de todas as coisas.

Experiências de hipnose

Segundo o autor Brian Weiss em tratamento com paciente (Catherine), em 1980, no qual realizou hipnose, pode constatar a presença desta em ambientes da idade média, na qual ela estava presente nas cenas e após a morte em momentos de reflexões com orientações de seres evoluídos, que seriam os guias espirituais. O psicanalista não acreditava em reencarnação até então, contudo, após a confirmação de elementos das histórias de vidas passadas de Catherine por meio de pesquisas em arquivos públicos, convenceu-se da sobrevivência de um elemento da personalidade humana após a morte.

Após estas sessões a paciente apresentou melhoras quanto ao seu relacionamento com seus familiares e readquiriu a vontade de viver, mesmo sem saber a causa destas melhoras, seguiu no tratamento, ficando o psicanalista tomando mais relatos, até entender a relação de outras vidas com pessoas desta que compartilhavam de vivências atuais.

O Dr. Weiss afirma de que muitas fobias e doenças estão enraizadas em experiências de vidas passadas; o fato de o paciente tornar-se consciente (“lembrar-se”) dessas experiências tem um efeito curativo sobre o estado de saúde na sua vida atual e viabiliza que o paciente leve uma vida não apenas mais saudável como mais consciente acerca de si mesmo e do plano no qual vive.

Conclusão sobre a Psicanálise e espiritualidade

Vejo uma visão semelhante à utilizada pela psicanálise, na qual o psicanalista tenta trazer os conflitos e traumas inconscientes (recalcados) à consciência utilizando os métodos de livre associação e a interpretação dos sonhos. No entanto, na visão do pai da psicanálise, Sigmund Freud existe apenas esta existência e os recalques estão localizados na fase de desenvolvimento da primeira infância.

Leia Também:  Amor Romântico: definição e sua crise

Como explicar a empatia por pessoas que nunca vimos antes e um total desconforto na presença de pessoas que estamos conhecendo pela primeira vez? Famílias que convivem desarmonicamente, quando vieram unidos para superar alguns traumas de outras existências, que quando esclarecidos permitem uma convivência harmônica e pacífica?

Ainda temos muito para aprender

A ciência ainda está aprendendo a estudar e comprovar fatos que não podem ser vistos e relacionados com a existência atual do ser humano, visto que ainda não possuímos equipamentos propícios para estes estudos, mas através de relatos e associações muitas descobertas estão sendo realizadas e não podemos abrir mão de métodos que possam melhorar a vida de nossos pacientes, seria mais uma forma de ver as coisas.

Quando os relatos de sonhos e lembranças não se conectam com nenhum fato da existência atual, e visto a eficiência dos tratamentos realizados por Weiss e outros pesquisadores, a conexão com outras existências pode ser válida em pacientes abertos a este ponto de vista. Estamos vivendo um mundo novo, onde idéias e conceitos enraizados em preconceitos e discriminações não cabem mais nos tratamentos e métodos de bem-estar psicológico.

O presente artigo sobre Psicanálise e espiritualidade foi escrito por Stela Raupp. Nasceu em uma pequena cidade da serra gaúcha chamada Bento Gonçalves, na qual morou até entrar na faculdade federal em Porto Alegre. Morou em Manaus, João Pessoa, Ilhéus, Rio Grande e conheceu uma diversidade de culturas e gastronomia maravilhosas. Atualmente mora em uma pequena praia do litoral do Rio Grande do Sul que pertence a cidade de Torres, de onde segue nos seus estudos e atendimento de psicanálise on-line (contato: [email protected]). Atendimentos pelo Zenklub (https://zenklub.com.br/psicanalistas/stela-valenti-raupp-1/)

One thought on “Psicanálise e espiritualidade

  1. Muito pertinente as colocações. Texto muito bem escrito. As conexões entre espiritualidade e psicanálise despertam a curiosidade e me faz pensar o quanto são correlatas . Parabéns, Stela!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.